Física & Química

Isóbaros, o que são? Definição, principais características e classificação

Isóbaros são átomos de diferentes elementos químicos que apresentam o mesmo número de massa (A) e diferentes números atômicos (Z).

Atualizado em 28/05/2020

Um átomo possui classificações referentes a quantidade de prótons, nêutrons e elétrons. Isso significa que, dependendo da quantidade de cada partícula nos elementos químicos, os átomos serão classificados como isóbaros, isótopos ou isótonos. A nominação pode ser parecida, mas existem algumas características que os diferem.

Ou seja, quando um átomo possui o mesmo número atômico (Z), mas a massa apresenta valores diferentes, é classificado como isótopo. Agora, se o átomo apresentar o número atômico e o número de massa diferente, é denominado de isótono. Enquanto isso, os átomos que apresentam o mesmo número de massa e diferentes números atômicos são classificados como isóbaros.

Essas classificações levam em conta as características de um mesmo elemento ou elementos diferentes. Assim, os átomos de elementos químicos diferentes são considerados isóbaros. Parece um pouco confuso, não é? Para facilitar, vamos relembrar a seguir alguns conceitos importantes.

Isóbaros e as características atômicas

Um átomo é formado por prótons, nêutrons e elétrons. Os prótons são as partículas com carga positiva e os elétrons possuem carga negativa. Já os nêutrons não possuem carga, ou seja, são partículas neutras. Com isso, o núcleo atômico é formado pelos prótons e nêutrons, enquanto os elétrons estão na eletrosfera do átomo.

Dessa forma, o número atômico (Z) de um elemento químico representa a quantidade de prótons no núcleo. Ou seja, é a grandeza que representa os diferentes elementos da Tabela Periódica, Z = p. Já o número de massa (A) é a soma do número de prótons mais os nêutrons que formam o núcleo de um átomo: A = p + n ou A = Z + n.

Isóbaros, o que são? Definição, principais características e classificação
Prótons e nêutrons formam o núcleo atômico e os elétrons estão em órbitas circulares, a eletrosfera.

Quando um átomo é neutro, por exemplo, o número de elétrons representa a mesma quantidade de prótons do elemento. Logo, o número atômico desse átomo será, também, igual ao número de prótons: Z = p = e. Com isso, cada elemento químico disposto na Tabela Periódica apresenta características atômicas diferentes. Ou seja, número atômico e número de massa.

Se você reparar, o número atômico e o número de massa estão ao lado esquerdo do símbolo do elemento. Sendo que, na parte de cima está o número atômico (Z), enquanto que na parte de baixo se encontra o número de massa (A). Porém, essa representação pode ser um pouco diferente. Assim, em alguns casos, o valor de Z estará ao lado esquerdo, enquanto o valor de A ao lado direito, assim: ZXA.

Átomos isóbaros

Os átomos isóbaros são aqueles encontrados em diferentes elementos químicos. Portanto, são átomos que apresentam o mesmo número de massa (A) e números atômicos diferentes (Z). Os números atômicos só são diferentes quando o elemento químico não é o mesmo.

Isóbaros, o que são? Definição, principais características e classificação
Os Isóbaros são átomos que têm o mesmo número de massa.

Alguns exemplos desse tipo de átomos são:

Argônio: 2040Ca e 1840Ar → Ca: Z = 20 e A = 40, ou seja, Ar: Z = 18 e A = 40

Nitrogênio: 614C e 714N → C: Z = 6 e A = 14 – N: Z = 7 e A = 14

Cobalto: 657Fe e 2757Co → Fe: Z = 26 e A = 57 – Co: Z = 27 e A = 57

Vale lembrar que, quando o número de massa (A) não for especificado, basta utilizar a fórmula A = p + n para que o valor seja encontrado. Isso significa que você irá somar o número de prótons do átomo mais o número de nêutrons. Com isso, se o valor do número de massa (A) dos elementos químicos for igual, significa que é um átomo isóbaro.

Isótopos

Além de isóbaros, os átomos também podem ser classificados como isótopos e isótonos. Assim, é necessário avaliar a quantidade de nêutrons, elétrons e prótons dos elementos químicos, que podem ser iguais ou diferentes.

Isóbaros, o que são? Definição, principais características e classificação
Todos possuem o mesmo número de prótons, logo são isótopos.

Ou seja, quando um elemento apresenta o mesmo número atômico (quantidade de prótons), mas o número da massa (prótons + elétrons) é diferente, os átomos são classificados como isótopos. Logo, esse tipo de elemento possui o mesmo símbolo atômico, pois possuem a mesma quantidade de prótons.

Um exemplo de átomo isótopo é o oxigênio, em que o número atômico é o mesmo, mas o número de massa varia. Veja:

  • 816O → Z = 8 e A = 16
  • 817O → Z = 8 e A = 17
  • 818O → Z = 8 e A = 18
Isóbaros, o que são? Definição, principais características e classificação
Dica para não confundir as características atômicas!

Isótonos

Agora, os átomos isótonos são aqueles em que o número de nêutrons é igual, enquanto o número de massa e número atômico se difere. Porém, para que um átomo possa ser identificado como isótono é necessário utilizar a fórmula: n = A – Z. Para exemplificar, veja os exemplos:

  • 613C → n = A – Z → n = 13 – 6 → n = 7
  • 714N → n = A – Z → n = 14 – 7 → n = 7

Uma dica super válida para não se confundir é lembrar que: os isótopos apresentam o mesmo número de prótons (P); os isótonos possuem o mesmo valor de nêutrons (N); e os isóbaros são aqueles em que o número de massa (A) é igual. Fácil, não é mesmo?

O que achou da matéria? Se gostou, corre pra conferir qual a diferença entre Corrente Alternada e Corrente Contínua. 

Fontes: Quero Bolsa, Manual da Química e Toda Matéria

Imagens: DM, Khan Academy, Me passa aí, AssimilarMe passa aí

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.