Física & Química

Modelos atômicos – O que é? Origem, tipos e seus pensadores

Os modelos atômicos surge para explicar a configuração, propriedades e comportamento de um átomo. através de estudos desenvolvidos por tempos.

Por Vitor Hugo!

-

Os modelos atômicos nada mais é do que a tentativa de explicação da configuração, propriedades e comportamento de um átomo. Esses estudos foram desenvolvidos por cientistas ao longo de muito tempo. Com a principal finalidade de explicar a composição de um átomo.

Inicialmente, os primeiros a pensarem sobre os átomos foram os filósofos gregos Leucipo e Demócrito em 450 a.C. Eles tinha a ideia de que toda matéria era formada por átomos, uma minúscula partícula indivisível. Então, foi esse conceito grego que deu origem ao nome átomo ”a” (não) “tomo” (partes). Porém, durante essa época essas ideias não puderam ser comprovadas pela falta de tecnologia e estudos sobre o assunto.

Com o passar do tempo e com a ajuda da tecnologia, essa teoria foi comprovada e passaram a entender cada vez mais a estrutura atômica. Dessa forma, novos modelos atômicos foram criados até chegar ao modelo que conhecemos hoje. Esse processo ficou conhecido como evolução do modelo atômico. Nessa matéria, iremos apresentar os quatro principais modelos atômicos, vamos lá!

Os modelos atômicos

Modelos atômicos - O que é? Quais são? e seu desenvolvimento
Vamos falar de química

Certamente, com o decorrer dos anos, os estudos pela busca de um modelo plausível foram cada vez mais profundos. Assim, varios modelos foram elaborados, entre eles: os modelos de Dalton, Thomson, Rutherford e Bohr. Então, vamos ver resumidamente cada um deles agora:

Modelo atômico de Dalton

Modelos atômicos - O que é? Quais são? e seu desenvolvimento
Slide player

Certamente, Dalton foi o primeiro cientista a retomar as ideias propostas por Leucipo e Demócrito. E após muitos estudos ele elaborou o modelo atômico que ficou conhecido como uma bola de bilhar. Em suma, Dalton dizia que o átomo era uma partícula minúscula, maciça, esférica e indivisível, não podendo ser criados nem destruídos. Similarmente a Leucipo e Demócrito, alegava que toda a matéria seria formada por essas partículas.

Em síntese, todos os átomos seriam dessa forma e se diferem apenas em relação a massa. Além disso, os átomos de elementos diferentes, também tinham propriedades diferentes. A saber que as reações químicas são responsáveis por uma reorganização dos átomos.

Modelo atômico de Thomson

Modelos atômicos - O que é? Quais são? e seu desenvolvimento
Brainly

Certamente, o modelo atômico de Thomson ficou reconhecido como ”pudim de passas”e foi o primeiro a realizar a divisibilidade do átomo. Em suma, o modelo de Thomson alegava que o átomo era uma esfera não maciça, contendo carga elétrica positiva e negativa distribuídas em harmonia. Assim, a carga elétrica total do átomo seria nula. Com isso, Thomson derrubou o modelo atômico de Dalton, pois o átomo seria divisível por terem as partículas negativas.

Além disse, Thomson descobriu a partícula nomeada como elétron, e concluiu que o ele era o constituinte de todos os tipos de matéria. Então, ele acabou sendo reconhecido como o ”pai do elétron”.

Modelo de Rutherford

Modelos atômicos - O que é? Quais são? e seu desenvolvimento
Quero bolsa

O cientista Rutherford foi para a Inglaterra procurar ajuda de Thomson para aprofundar os seus estudos sobre o Raio X e as emissões radioativas. Com isso, em 1911 ele realizou um experimento, onde utilizou uma lâmina de ouro e a bombardeou com partículas alfa (α). A fim de saber qual era a trajetória das partículas alfas. A saber, que essas partículas alfas eram emitidas por um material radioativo chamado de polônio, que estava dentro de um bloco, onde as partículas saiam por um pequeno buraco.

Nesse experimento, ele notou que algumas partículas eram bloqueadas pela lâmina. Enquanto outras partículas sequer eram afetadas e ultrapassavam a lâmina, sofrendo um certo desvio. Segundo ele, isso era explicado pela força de repulsão elétrica das partículas.

Como resultado, Rutherford notou que o átomo não seria maciço como proposto anteriormente, sendo descontínuo, nucleado e composto por duas regiões. Essas regiões seriam o núcleo do átomo e a eletrosfera. A carga do núcleo é positiva (próton) enquanto a eletrosfera é composta por elétrons que giravam em torno do núcleo.

Então, o modelo de Rutherford ficou conhecido como o modelo planetário, onde os elétrons se moviam ao redor do núcleo de próton.

Modelo atômico de Rutherford-Bohr

Modelos atômicos - O que é? Quais são? e seu desenvolvimento
Gestão educacional

Certamente, o modelo de Niels Bohr recebeu esse nome, pois teve como base o experimento de Rutherford, apenas melhorando alguns aspectos. Niels alegava que os elétrons se movimentavam ao redor do núcleo, não giravam aleatoriamente, mas sim localizados em órbitas circulares determinadas.

Segundo Niels, cada órbita circular de elétrons apresentava um nível de energia definida e constante. Então, essas órbitas passaram a se chamar de camadas eletrônicas e foram representadas pelas letras K, L, M, N, O, P e Q. Respectivamente, da camada mais interior para a mais externa. A saber que quando um elétron troca de camada de energia, ele poderia gerar energia. E quando isso ocorre, resulta em luz.

 

Leia também sobre a Física Quântica, o que estuda? Origem, pensadores e espiritualidade

 

Fonte: Manual da química, Brasil escola, Toda matéria.

Fonte imagens: Slide share, Vamos falar de química, Slide player, Brainly, Quero bolsa, Gestão educacional

 

Próxima página »