Física & Química

Imã – O que é, classificações, propriedades e como se comporta

Um imã é um corpo que gera um campo magnético. Inegavelmente o imã têm a capacidade de atrair materiais ferromagnéticos ao seu redor.

Atualizado em 31/05/2020

O imã é um objeto que tem sua composição vinda da ferromagnética. Esse material é capaz de atrair, ou repelir objetos de ferro devido as ondas magnéticas que provoca. Esse fenômeno de atração e repulsão é chamado pela física de magnetismo.

A descoberta desse material foi feita há muitos anos atrás na Magnésia, local com abundância da pedra magnetita. O imã, hoje em dia, é usado para várias funções, principalmente nas fabricações eletrônicas. Graças aos estudos feitos com esse mineral, o objeto pode ser natural, mas também manipulado, ou seja, feito em laboratório.

Classificação

As formas, sobretudo, de se criar um imã, variam entre natural, artificial, permanente e temporal. Cada um é manipulado, ou não, de um jeito específico. O Natural não precisa de atuação exterior, porque jé é o mineral encontrado na natureza que apresenta as propriedade de um imã. A pedra se chama magnetita.

O artificial é produzido a partir da construção de ligas metálicas. Em sua composição há o óxido de ferro e que, portanto, ao ser exposta a um campo magnético por meio de um imã natural, se transforma em um imã com todas as características magnéticas necessárias.

Há também a construção de uma imã permanente, ou seja, o poder magnético é constante. Para fabricação é preciso que haja a junção do ferro com alta quantidade de carbono, este é feito a partir do aço magnetizado. Portanto, deve-se tomar alguns cuidados, porque com muito calor, ou grande descarga de energia, ocorre a perda magnética.

Por fim, o imã temporal pode ser ativado e desativado através de uma onda magnética, ou seja, quando a emissão ele ativa, quando não há ele cessa.

Propriedades do imã

Para entender qual a capacidade de um imã é suas propriedade é só ter em mente, sobretudo, as observações a seguir. Primeiro, ele é atrai outros objetos de metal, há também outros materiais como  platina, potássio, paládio, sódio, lítio, alumínio, cromo, mas com muito menos forçar que o ferro.

Há repulsão e atração em um imã, porque esse material é considerado dipolo, ou seja, possuem dois pólos magnéticos que se postos perto um do outro terão uma reação de acordo com suas forças magnéticas. Esse fenômeno é muito usado em bussolas.

Ainda sobre os polos, outro característica interessante é que o material nunca irá perder os seus polos. Mesmo se ele for quebrado, sempre haverá um lado que atrai e outro que repele. Ou seja, surgirá um novo imã. A única forma de fazer com que haja a perda de suas propriedade magnéticas é, sobretudo, aquecendo-o a temperatura curie.

Campo magnético – linhas de força

Imã - O que é
Fonte: Mundo Educação

Para entender melhor como funciona os fenômenos magnéticos é preciso imaginar as linhas de onda magnética. Essa ondas ficam, sobretudo, ao redor do imã e dão origem ao campo magnéticos. A atração e repulsão, no entanto, as linhas de força atuam de acordo com seus pólos.

Campo magnético terrestre

Imã - O que é
Fonte: Super interessante

Como havia dito, a magnetita também pode ser usado como um bussola, porque a Terra comporta um grande campo magnético. O cientista responsável por essa descoberta de chama Willian Gilbert.

Para comprovar, por fim, que a Terra é um grande imã foi feita uma experiência com um pequeno imã deixado sobre a ação gravitacional da Terra. Ao caminhar, Gilbert notou que os pólos magnéticos sempre apontavam para a direção norte e sul dos hemisférios.

Por último, é importante ressaltar que é devido ao campo magnético do planeta terra que temos a proteção contra a quantidade de radiação que recebemos do sol. A reações magnéticas acontecem para que as partículas sejam retardadas, ou até desviadas de seu caminho.

Gostou dessa matéria? Então leia um pouco mais sobre o magnetismo!

Fontes: Koimas, Infoescola, Brasil Escola, Só física. Educação Pública, Educa Mais Brasil.

Imagem de destaque: Super interessante