Língua Portuguesa

Homônimos e Parônimos – o que são, como diferenciá-los e exemplos

Os homônimos e parônimos se diferenciam e é importante conhecer bem cada um deles para não errar na grafia e na interpretação de texto.

Atualizado em 16/03/2020

Homônimos e Parônimos são termos que precisam ser bem diferenciados. Homônimos são palavras com a pronúncia igual, embora com significados diferentes. Podem inclusive apresentar escrita semelhante.

Os parônimos são se assemelham tanto na pronúncia quanto na escrita, só que têm significados variados.

Tanto os homônimos quanto os parônimos são termos que compõem o estudo da semântica, ou seja, do significado das palavras.

O que são os Homônimos?

Há uma classificação das palavras homônimas da forma seguinte: homógrafas, homófonas e perfeitas.

Homônimos e Parônimos: saiba diferenciá-los para não errar o significado

As homógrafas são aquelas palavras iguais na grafia, só que diferentes na pronúncia, a exemplo de jogo (verbo) e jogo (substantivo).

Já as homófonas são as palavras iguais na pronúncia, ainda que diferentes na grafia, como por exemplo: ascender (subir) e acender (atear).

Por fim, as perfeitas são palavras iguais tanto na grafia quanto na pronúncia, a exemplo de cedo (advérbio de tempo) e cedo (verbo).

O que são os Parônimos?

Os parônimos são aquelas palavras parecidas na grafia e na pronúncia, embora tenham o sentido diferente. Entre os homônimos e parônimos, são estes últimos os que mais confusão provocam, por isso é preciso prestar atenção.

Homônimos e Parônimos: saiba diferenciá-los para não errar o significado

Um exemplo é “estória”, velha grafia de “história”, posto que essas palavras possuem significados diferentes. Se falarmos que alguém nos narrou uma estória, sugerimos uma exposição romanceada de fatos. É algo que ocorreu no imaginário, no campo da idealização ou da lenda.

Já quando mencionamos história, significa algum fato comprovado, quer documental quer testemunhal, da própria história (ciência). Isso é um exemplo de como se deve prestar atenção nos parônimos para evitar erros.

Exemplificação de Homônimos e Parônimos

Homônimos e Parônimos: saiba diferenciá-los para não errar o significado

Nada melhor para guardar os homônimos e parônimos que a exemplificação. Relembrando que os homônimos são palavras com mesma pronúncia mas com significados diferentes, passemos aos exemplos. Extrato (extrair de) e estrato (camada); buxo (vegetação) e bucho (víscera); expiar (cumprimento de pena) e espiar (olhar).

Não se esqueça que os parônimos são palavras que se semelham na grafia e na pronúncia, embora tenham o sentido diferente. Os exemplos ajudam a assimilar. Cavalheiro é um homem cortês e cavaleiro é o que cavalga. Docente é o professor e discente é o aluno.

Reforçando os exemplos de homônimos: tachar é imputar defeito a; taxar é fixar taxa. Cerrar é fechar e serrar é cortar; acento é sinal gráfico e assento é lugar de sentar; censo é recenseamento e senso é entendimento.

Leia também sobre a Polissemia, o que é? Homônimos, ambiguidade e exemplos.

Fonte: Youtube, Faciletrando, Youtube, Youtube.