História

Hino Nacional do Brasil – Autoria, história, curiosidades e letra

A história do Hino Nacional brasileiro começa lá no Brasil Império, após a independência do nosso país. O hino como conhecemos, existe desde 1909.

Atualizado em 31/08/2019

Em 6 de setembro de 1922, cem anos após a independência do Brasil, o hino nacional foi finalizado como o conhecemos atualmente. Contudo, sua composição é de muito tempo antes.

Inicialmente, a melodia surgiu como celebração à renúncia de D. Pedro I ao trono em 1831. O compositor foi Francisco Manuel da Silva, que criou a música pala comemorar a liberdade nacional.

Antes de ser o Hino Nacional, no entanto, a composição foi conhecida como Hino 7 de abril e também Marcha Triunfal.

Hino Nacional do Brasil - história e curiosidades por trás dessa música
Francisco Manuel da Silva

Letra x Música

Já a sua letra veio por meio de um concurso. A primeira disputa pública ocorreu em 1889. Na ocasião, música e letra seriam avaliadas.

No entanto, a escolha final não agradou ao Presidente Deodoro da Fonseca, porque ele preferia o ritmo original de 1831. Portanto, a composição de Francisco Manuel da Silva continuou sendo tocada sozinha.

Posteriormente, em 1909, outro concurso foi realizado, focando apenas na poesia para o hino nacional. O vencedor foi Joaquim Osório Duque Estrada. Algumas modificações foram feitas para que combinasse perfeitamente com a melodia.

Hino Nacional do Brasil - história e curiosidades por trás dessa música
Joaquim Osório Duque Estrada

A última atualização, aliás, foi feita em 1971, por motivos ortográficos. Desde então, o hino nacional segue sendo cantado da forma como conhecemos.

História do Hino Nacional Brasileiro

A história do hino nacional brasileiro começa lá no Brasil Império. Em 1822 o país ganha sua independência graças a um ato do Príncipe Regente, Pedro de Alcântara. Dessa forma, instalando um regime imperial. Logo após, em 1824, ele é coroado o primeiro imperador do Brasil, se tornando D. Pedro I.

Hino Nacional do Brasil - história e curiosidades por trás dessa música
A Proclamação da Independência, de François-René Moreaux, 1844

Portanto, com este novo título, D. Pedro passa a controlar os poderes através do Poder Moderador. Isso lhe garantia o direito de nomear cargos políticos e conceder vitaliciedade. No entanto, essa possibilidade incomodava os liberais que iam contra as primícias do absolutismo.

Simultaneamente à crise política, o Brasil perdia a Guerra de Cisplatina em que o Uruguai saía independente, deixando o cenário ainda mais crítico. Assim também, problemas financeiros atingiram o país de tal forma que causou o fechamento do Banco do Brasil por conta da desvalorização da moeda brasileira.

Logo em seguida, em 1826, D. João VI morre, exigindo que D. Pedro assuma o trono como herdeiro da Coroa Portuguesa. Foi então que, em 1830, o rei da França teve seu governo interrompido. Tal qual abriu espaço para tendências liberais.

Em virtude de todo esse caos, o Imperador do Brasil abdica da sua posição em favor de seu filho, Pedro de Alcântara Boa Vista, e retorna a Portugal como D. Pedro VI. Logo após a decisão de D. Pedro, surge uma música em comemoração.

Então, nomeada Hino 7 de abril, a composição de Francisco Manuel da Silva ganha popularidade. Esse mesmo ritmo se mantém até hoje como hino nacional brasileiro.

Confira a letra completa do Hino Nacional

Gostou de saber sobre o Hino Nacional? Então, aproveita pra conferir a matéria Bandeira do Brasil – História e significados de suas cores e símbolos.

Fonte de imagens: Letras de música, Cultura Genial, Agência São Luís

Fontes: Cultura Genial, Brasil Escola