Matemática

Esfera, o que é? Características e como calcular essa figura geométrica

A esfera é uma figura geométrica sólida da geometria espacial formada por semicírculos ligadosa um eixo com a mesma distância do centro.

Por Isadora Tristão

-

A esfera, basicamente, é um sólido geométrico limitado pela superfície esférica. Ou seja, ela é obtida a partir da rotação de um semicírculo em torno de um eixo.

Assim, ela é um conjunto de pontos que têm a mesma distância do centro. Portanto, é uma figura simétrica e tridimensional, diferentemente de um círculo, por exemplo. Por isso, faz parte dos estudos da geometria espacial.

Essa forma geométrica, aliás, faz parte do nosso dia-a-dia. Por exemplo, uma bola de futebol, uma laranja e, até mesmo, nosso planeta é uma esfera. Mas, claro, você já teve ter percebido isso.

Características das esferas

Para ser uma esfera, portanto, é necessário ter os seguintes elementos:

  • Superfície esférica: pontos que têm a mesma a mesma distância de raio (r) do centro (o).
  • Fuso esférico: parte da superfície gerada pelo giro de uma semicircunferência com ângulo entre 0 e 2π em torno de seu eixo.
  • Cunha esférica: região entre dois semicírculos ligados pelo eixo. Pensando de uma forma prática, podemos dizer que é como o gomo de uma laranja.
  • Calota Esférica: é uma semiesfera. Ou seja, parte da esfera cortada por um plano.
Esfera - o que é, quais as partes e cálculos dessa figura geométrica
Fonte: Conhecimento Científico.
  • Polos: pontos de encontro da superfície esférica com o eixo de rotação. Por exemplo, os pólos sul e norte da Terra.
  • Paralelo: circunferência na superfície, formada por planos perpendiculares ao eixo.
  • Meridiano: é uma circunferência formada por uma interseção de um plano que tem o eixo de rotação.
Esfera - o que é, quais as partes e cálculos dessa figura geométrica
Fonte: Conhecimento Científico.

Fórmulas da esfera

Além disso, existem cálculos que podem ser feitos para compreender melhor a esfera. Portanto, podemos descobrir sua área, bem como seu volume. Logo, usamos:

A = 4 . π . r²

Sendo A: área, π(pi): 3,14 e r: é a medida do raio.

Ve = 43 . π . r³

Onde Ve é o volume,  π (pi): 3,14 e r: raio.

Parece complicado, não? Mas, na verdade, trabalhar com esferas faz parte da matemática do nosso cotidiano. Inclusive, este é um ponto primordial para inúmeras profissões. Já parou para pensar nisso?

Se você achou esse conteúdo interessante, vem descobrir também sobre Losangos – O que são, classificação, características, área e perímetro.

Fontes: Matemática Básica e Toda Matéria.

Imagem de destaque: Elo7.

Próxima página »