Física & Química

Dínamo, o que é? Definição, principais características e funcionalidade

Dínamo é um aparelho gerador de eletricidade responsável por converter energia mecânica em elétrica, por meio de indução eletromagnética.

Atualizado em 27/05/2020

O termo dínamo vem do grego dynamis e significa força. De modo geral, é um aparelho de eletricidade responsável pela conversão de energia mecânica em energia elétrica.

Possui formação básica, composto por um ímã ligado à um eixo móvel. Além disso, o equipamento contém uma bobina, espécie de fio que conduz eletricidade.

A utilização deste equipamento pode ser feita de duas maneiras: na corrente contínua e na corrente alternada. Ou seja, dependendo do modo de utilização do aparelho, as características podem mudar. De toda forma, o dínamo possui a função de induzir eletricidade por meio de um quadro plano localizado, por exemplo, no campo magnético.

Os estudos sobre este equipamento se iniciaram com Hans Orsted, físico e químico dinamarquês. O cientista observou que, quando uma agulha de uma bússola era colocada perto de um fio condutor de corrente elétrica, ocorria um fenômeno de oscilação. Em seguida, essas observações foram aprofundadas por Michael Faraday, físico e químico britânico.

Mas, afinal, quais são os princípios de funcionamento de um dínamo? Vamos descobrir!

Características do dínamo

O equipamento gerador de eletricidade, ou seja, o dínamo, possui duas formas de utilização. Como já dissemos, ele pode ser utilizado tanto na corrente contínua, quanto na corrente alternada. A formação do equipamento consiste em um ímã ligado a algum eixo móvel.

Neste caso, o ímã é fixo ao eixo móvel, além de apresentar uma bobina ao redor do aparelho. A bobina é composta por fio elétrico condutor, como o cobre, por exemplo. Além disso, funciona para produzir um campo magnético, utilizado para diferentes finalidades.

Nesse sentido, o campo magnético sofre variação e gera corrente elétrica. Para que o dínamo funcione, o equipamento deve induzir eletricidade por meio de um quadro plano, ligado ao campo magnético da corrente elétrica. Geralmente, esse campo é uniforme e a lei que explica essa funcionalidade é a Lei de Lenz.

Dínamo, o que é? Definição, principais características e funcionalidade
Exemplo de dínamo Gerador Eólico

De acordo com esse princípio, a corrente elétrica, formada pelo campo magnético, é dada de forma oposta. Esse fenômeno é possível por meio da variação deste campo, que estabelece a corrente induzida em sentido oposto à eletricidade gerada anteriormente.

Assim, quando o dínamo é utilizado na corrente contínua, a geração de energia segue apenas um sentido, definição própria da própria corrente.

Já na corrente alternada, a geração de energia é feita em um ou mais sentidos de forma alternada. Por conta disso, o equipamento é também denominado de alternador.

De forma geral, a energia do gerador de eletricidade é percorrida por corrente alternada. Assim, o que diferencia uma forma de corrente da outra é a forma como essa energia é retirada do quadro plano. Neste caso, para que a energia seja retirada do quadro, o coletor deve ser utilizado.

Componentes de um dínamo

O dínamo é um equipamento gerador de eletricidade. Como vimos, esse aparelho transforma energia mecânica em energia elétrica. Com isso, vários são os componentes que formam o dínamo para que o processo de geração de eletricidade ocorra.

Ou seja, uma das partes que compõem o equipamento é o campo eletromagnético. Esse campo é formado por um ímã fixo, que funciona junto às bobinas. Assim, quando as bobinas se aproximam de uma corrente carregada de energia, um campo magnético é criado ao redor do aparelho.

Dínamo, o que é? Definição, principais características e funcionalidade
Esquema de gerador monofásico elementar.

Além disso, o dínamo possui um comutador que funciona para retificar a corrente alternada que é induzida. O comutador é formado por placas condutoras, geralmente ligadas à bobina presente no campo eletromagnético.

Também fazem parte da composição do dínamo as seguintes partes:

  • Eixo – formado por um cilindro, responsável pela transmissão de movimento de rotação. Além disso, funciona como armadura do dínamo;
  • Quadro – constituído por uma caixa metálica. A principal função é abrigar o campo magnético;
  • Ventoinha – utilizada para resfriar o dínamo. Com isso, é formada por um dispositivo que se assemelha a pás, permitindo que o ar circule dentro do aparelho;
  • Armadura – é a parte formada pela bobina, sendo móvel e responsável pela produção de corrente elétrica. A produção, neste caso, ocorre quando a corrente gira no campo eletromagnético;
  • Bobina – consiste num fio enrolado ao equipamento elétrico. A principal função é produzir campo magnético, criando a corrente elétrica;
  • Escova – responsável pela condução de corrente contínua que o dínamo produz para um circuito exterior.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que é Ondulatória e quais as características de uma Partícula.

Fontes: Info Escola, Efeito Joule e Efísica

Imagens: Resumo Escolar, MF Rural e DocPlayr

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.