Ciências

Chumbo, o que é? História, características e influência na saúde

O chumbo é um elemento tóxico, prejudicial a saúde, vindo de origem vulcânica e compõe a família dos metais.

Atualizado em 08/06/2020

O chumbo é um elemento químico pertencente ao grupo 14 da tabela periódica, sendo denominado como um metal pesado. Sua massa atômica chega a 207,21 u.a, por isso está localizado nessa categoria. Sua composição metálica pode ser encontrada em vários lugares.

Outra informação a respeito deste elemento é a sua toxidade. Ele pode ser muito perigoso, principalmente para o nosso organismo. As principais partes do corpo a ser afetada pelo metal pesado é o sistema nervoso, podendo gerar até uma nefropatia crônica.

O que é o chumbo

Chumbo - o que é, descoberta e características
Fonte: Engquimicasantossp

O chumbo é uma pedra mineral pertencente a família dos metais pesados e está junto ao cobre, o zinco, a prata e o tório. Seu símbolo na tabela periódica é o “pb”. A sua massa alcança o total de 207,21 u.a, com número atômico 82, ou seja, 82 prótons e 82 elétrons.

Este material é fruto das pedras vulcânicas, são elas as responsáveis por emitir o chumbo na natureza. Assim como ocorrem os fenômenos vulcânicos, o elemento é expelido na atmosfera através do ar e água do mar.

Ele pode, sobretudo, ser metálico, ou composto de chumbo. O primeiro tem um tom azulado e é encontrado no meio ambiente, além dessas características, é conhecido por ser resistente a corrosão.

Já o segundo é originado de uma composição química que resulta em matéria orgânica e, também, não orgânica.

História do chumbo

Chumbo - o que é, descoberta e características
Fonte: História em Movimento

Há indícios, sobretudo, de que os Chineses já haviam descoberto esse elemento por volta de 3.000 a.C. Mas, os mais famosos a dominarem esse elemento para realização de esculturas são os fenícios. Além de obras de artes, eles fabricavam objetos como taças e talheres, entre outros utensílios.

Outra história interessante é, portanto, a dos alquimistas. Esses artesões e também cientistas disseram que o chumbo era o metal mais antigos do mundo e o associaram ao planeta Saturno. Com o tempo, outros exploradores assumiram os estudos do elemento.

Os alemães, há 700 a.C, começaram a manipular o metal de outra maneira até que, na Grã-Bretanha, já no século XVII, o material passou a ser usado em fusões. Ainda por cima, esse país guarda uma das peças mais antigas no Museu Britânico.

Influências na saúde

Chumbo - o que é, descoberta e características
Fonte: Portal Saúde no Ar

O elemento é muito prejudicial  à saúde, porque causa intoxicação. A concentração de chumbo no sangue pode ser fatal para o organismo do ser humano. Caso aconteça, os sintomas serão, basicamente: fadiga, dificuldade de concentração, perda da libido, dor de cabeça, entre outros.

A nefropatia, por exemplo, pode vir a ser crônica a depender do nível de exposição ao chumbo. Essa doença ataca os rins e é manifestada em vários lugares do corpo como na urina, no coração, na visão como outros lugares do corpo que dependem desse órgão.

Com as funções renais comprometidas, a filtragem das substâncias ofensivas para o corpo, sobretudo, não é feita. Esse fator pode causar uma intoxicação aguda e o paciente pode até chegar a entrar em coma.

Por fim, veja mais sobre os elementos do grupo dos metais em Metais – Definição, características, tipos e produção

Fontes: Info Escola, Ministério da Saúde, Scielo, Toda Matéria, Engquimica, História em Movimento, ICZ, BD.

Fonte das imagens: Ecycle, Engquimicasantossp, História em Movimento, Portal Saúde no Ar.