História

Arte moderna – O que é, conceito, características e artistas

A Arte Moderna é o conjunto de expressões artísticas que surgiu na Europa, que inclui arquitetura, literatura, escultura e pinturas.

Atualizado em 20/09/2020

A Arte Moderna veio como um BUM na transição do século XIX para XX. A ascendência da tecnologia, graças ao investimento em pesquisa nesse período, influenciou vários artistas a aderirem novas formas de se fazer arte. A principio, a relação entre o urbano e o anonimato foi um tema oficial na representação da vida moderna.

Entretanto, o movimento surgiu na Europa, no finalzinho do século XIX, e teve inicio no Brasil nos anos 1920. A famosa Semana da Arte Moderna de 1922 consolidou o novo modelo em território brasileiro.

Características

Arte moderna - Conceito e artistas

A princípio, o rompimento com os temas clássicos ditou a revolução. A tridimensionalidade, a consciência da superfície plana e, também, as possibilidade de sua redimensão, impactaram a sociedade.

Acima de tudo, o termo Arte Moderna, portanto, engloba movimentos Europeus como o cubismo, o construtivismo e o realismo, fortes influencias do modernismo.

Portanto, chamados de Vanguardas Artísticas, o modo de fazer arte se transformou ao ponto dos artistas criarem vários manifestos e teorias para tentar compreender o que estava acontecendo. Além da concepção de espaço, a liberdade de criação é então o ápice da característica moderna.

Do mesmo modo, as famosas colagens surgem com obras incríveis, porque a experimentação de novos materiais ganhou abertura e mistura cultural também se fez presente. Na Europa, a contemplação da arte Africana e Oriental tornaram-se presentes nas obras.

Semana de arte moderna de 1922

Arte moderna - Conceito e artistas

Nesse sentido, a Semana da Arte moderna no Brasil aconteceu em 1922 junto a um contexto histórico de crescimento e industrialização. Várias vertentes vieram como influência de fora para transformar a classe trabalhadora da época.

De forma concreta, o evento aconteceu no Teatro de São Paulo e diversos gêneros artísticos estavam presentes. Escritores, pintores, artistas plásticos, musicistas e poetas regeram o dia com suas contribuições inspiradas na realidade. Essas figuras trataram de interferir nas lógicas academicistas transformando o modo de conceber a arte.

Desta forma, as raízes passaram a ser evidenciadas e valorizadas. O folclore brasileiro ganha palco e destaque, porque a identidade nacional é agora base das criações.

Artistas modernistas brasileiros

Primeiramente, dois grandes nomes podem representar esse período e com toda certeza já passaram pelas vistas de muitas pessoas no Brasil e no mundo. Anita Malfatti e Tarsila do Amaral estavam mais que presentes durante a Semana de Arte Moderna e trouxeram obras espetaculares como pode ser visto abaixo:

Anita Malfatti (1889-1964)

Arte moderna - Conceito e artistas

A Boba é, portanto, é um dos quadros de maior destaque da pintora. A ousadia de suas cores fortes e bem exploradas trazem a frente a personagem de sua obra. Com o olhar longínquo e o fundo em azul, com destaque para sua roupa amarela propositalmente leva o observador a imaginar para onde esta direcionado o então curioso olhar expressado na mulher.

Tarsila do Amaral (1886-1973)

Antes de mais nada, a obra prima mais conhecida foi pintada em 1928 por Tarsila do Amaral e, desde já, ocupa os livros didáticos da educação brasileira. Parece simples, mas a pintura representa a valorização do trabalho braçal representada pelas mãos e pés enormes. Em contrapartida, a cabeça pequena é uma reflexão a desvalorização do trabalho mental.

Fases do modernismo no Brasil

MASP

Consequentemente, várias fases compuseram esse período inovatório da arte moderna. Primeiramente, o período de consolidação deu-se entre 1930 a 1945. No âmbito da ideia a prosa tomou espaço neste primeiro momento na difusão do significado da arte moderna. Além disso, as pessoas aqui começaram a ter noção e explicação do que se tratava o movimento.

Por fim, já na segunda fase Carlos Drummond de Andrade surgiu, isto é, brilhou com  incríveis poesias. Leia uma obra para conhecer melhor o autor:

No meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

tinha uma pedra

no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento

na vida de minhas retinas tão fatigadas. 

Nunca me esquecerei que no meio do caminho

tinha uma pedra

Tinha uma pedra no meio do caminho

no meio do caminho tinha uma pedra.

( Carlos Drummond de Andrade )

Por fim, a Terceira fase conhecida como geração 45 veio a tona com escritores, porque buscavam uma forma de escrito mais equilibrada. Normalmente, esse período foi caracterizado pelo retorno de antigos modernista afim de se reinventarem dentro do movimento.

Por fim, leia também sobre a Tarsila do Amaral – Origem, fases, características e principais obras

Fonte: Toda matéria, Educamais, Todo estudo, Brasil escola, Enciclopédia Itau. Cultura Genial, Toda Matéria, Virus da Arte, Só Literatura, Enciclopédia Itaú Cultural ,

Imagem de destaque: Artout