Astronomia

Universo – O que é, origem, principais elementos e curiosidade

O universo é uma verdadeira incógnita que gera muitos questionamentos, o que é? Como surgiu? Quanto tempo tem? Entenda mais sobre ele.

Atualizado em 07/06/2020

Falamos constantemente sobre o universo, mas afinal o que é isso? Do ponto de vista da astronomia, universo é simplesmente toda matéria e energia existe. Ou seja, basicamente tudo que existe fisicamente. E isso engloba as mais variadas formas de matéria, como planetas, estrelas, galaxias e tudo mais que existir dentro desse espaço intergaláctico.

Tendemos a imaginar o universo apenas como o que vemos ao olhar para o céu, mas ele é muito mais do que se vê e do que conhecemos. Uma forma de observar melhor o que existe nesse lugar, é por meio de um telescópio, e ainda assim será uma visão limitada, já que os corpos celestes visíveis a olho nu são uma pequena fração de tudo o que existe.

Portanto, hoje iremos conhecer um pouco mais do que é o que tem no universo.Vamos lá.

O surgimento do Universo

O começo de tudo, surgimento do universo é um tema controverso e até então sem respostas precisas. Sendo assim, temos duas explicações, a religiosa e a científica.

Sendo assim, do ponto de vista científico, a teoria mais aceita sobre a origem de tudo é a “Teoria do Big Bang“. Essa hipótese sugere que o bum que originou tudo ocorreu há mais ou menos 15 bilhões de anos. Segundo essa teoria, uma “grande explosão” teria dado origem a diversos corpos celestes e o conceito de tempo e espaço.

Desse modo, depois da explosão, a temperatura inicial (estimada em um trilhão de graus Celsius) começou a abaixar, e a partir disso, os átomos se formaram a partir dos prótons, elétrons e outras partículas de matéria. Portanto, conforme a temperatura esfriava cada vez mais, originava-se os diversos astros, e o universo foi se expandindo sem precedente.

Primeiro, os átomos foram se unindo em nuvens de gases, e aproximadamente um bilhão de anos depois, surgiram as primeiras estrelas e galáxias.

Contudo, os cientistas ainda não podem dizer com certeza se existia alguma coisa antes do Big Bang. Mas, de acordo com essa teoria, tudo se originou a partir dessa grande explosão.

Universo – O que é, origem, principais elementos e curiosidade
“A grande explosão”.
Fonte: Sputnik News

Principais elementos do Universo

Então, confirme dito anteriormente, sabemos que o universo é repleto de diferentes corpos celestes. Desses, alguns são visíveis a olho nu, outros apenas por telescópios, e outros somente por telescópios espaciais.

Sendo assim, podemos citar os corpos celestes mais consideráveis e expressivos que existem:

  • Planetas: corpos sólidos e arredondados que não possuem luz e calor próprios. Ele orbita uma estrela ou um remanescente de estrela, com massa suficiente para se tornar esférico pela sua própria gravidade.
  • Galáxias: um grande sistema, conjunto de planetas, estrelas e gases. O Universo tem aproximadamente 100 bilhões de galáxias. Nós vivemos na galáxia denominada de Via Láctea, onde está o Sistema Solar.
  • Cometas: corpo menor do sistema solar que quando se aproxima do Sol passa a exibir uma atmosfera difusa, denominada coma. O mais conhecido é o Cometa Halley.
  • Estrelas: corpos celestes que têm luz própria. Elas são, na verdade, esferas gigantes compostas de gases que produzem reações nucleares mas, graças à gravidade, podem se manter vivas (exemplo: Sol);
  • Aglomerados: sistemas com muitas estrelas que podem ser abetos (ou galácticos) e os globulares;
  • Nebulosas: regiões entre as estrelas e aglomerados formada por gases e poeira cósmica muito densa;
  • Satélites: classificados em satélites naturais e satélites artificiais, são corpos celestes sólidos que orbitam os planetas. Satélite artificial é qualquer corpo feito pelo ser humano e colocado em órbita ao redor da Terra ou de qualquer outro corpo celeste. O satélite natural mais conhecido é a Lua e o artificial é o satélite Sputnik.
Universo – O que é, origem, principais elementos e curiosidade
Sistema Solar
Fonte: Wikipédia

Modelos de Universo

Por ser um tema complexo, a origem e evolução do universo originou um campo de estudo designado apenas para estudar essas questões. Esse estudo recebeu o nome de Cosmologia. Sendo assim, diversos cientistas passaram a sua vida tentando decifrar essa incógnita que é o universo dentro da cosmologia.

No entanto, ninguém chegou a uma conclusão definitiva, porém, esses estudos detalhados resultaram em 4 modelos:

  • Modelo Estático: Esse modelo aderiu o Princípio Cosmológico, que diz que o Universo tem o mesmo aspecto para qualquer observador, a menos de características locais. Sendo assim, no modelo estático, admite-se que o Universo teve, tem e sempre terá o mesmo aspecto, ou seja, ele não sofre nenhum tipo de evolução. Contudo, esse modelo caiu em desuso por conta de outras pesquisas que mostraram o contrário.
  • Modelo Estacionário: Observações mostram que o Universo está em expansão. Isso vai contra o modelo Estático, pois implica na diminuição da densidade do Universo. Para contornar esse problema, esse modelo aderiu o Princípio Cosmológico Perfeito: o Universo tem o mesmo aspecto para qualquer observador em qualquer instante, a menos de características locais. Para garantir a manutenção da densidade do Universo, apesar da expansão, esse modelo supõe a geração espontânea de matéria.
  • Modelo Expansivo: Através da observação das diferenças entre as cores de luzes que as galáxias emitem e as que nós delas recebemos, pode-se verificar que as galáxias se afastam umas das outras, consequência da expansão do Universo.
  • Modelo Cíclico: Caso a massa do Universo seja maior do que um certo valor crítico, então a gravidade do Universo é suficientemente grande para frear, gradativamente, a expansão e impor um processo de contração ao Universo.
Universo – O que é, origem, principais elementos e curiosidade
Universo
Fonte: Giz Modo

Curiosidades

Por fim, vamos a alguns fatos bastante interessantes que você provavelmente não sabia.

1 – Não é possível pisar em Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

Isso porque, esses quatro planetas são caracterizados como gasosos, ou seja, não possuem uma superfície sólida. Portanto, não é possível acessar nenhum deles.

2 – Não existe som no espaço.

No espaço não existe ar, ou seja, é um grande vácuo. Como o som são ondas que se espalham pelo ar, ele não têm como se locomover entre as estrelas e planetas. Sendo assim, o universo é completamente silencioso.

Universo – O que é, origem, principais elementos e curiosidade
Fonte: Elo 7

Enfim, o que você achou dessa matéria? Que tal ficar por dentro de algumas coisas estranhas que acontecem com o eu corpo no espaço? 

Fontes: Só Biologia, Toda Matéria, InfoEscola, Blog da Leiturinha

Fonte Imagem Destacada: Jornal GGN