Física & Química

Termoquímica, o que é, para que serve, reações químicas e entalpia

A Termoquímica estuda a quantidade de calor numa reação química e a transferência de energia nas modificações dos estados líquido, gasoso e sólido.

Atualizado em 24/05/2019

A Termoquímica é a ala da Química que calcula a quantidade de calor numa reação química. Ela também estuda a transferência de energia em certos fenômenos da física, como alterações dos estados líquido, gasoso e sólido.

As reações são endotérmicas quando um corpo absorve o calor que é emitido pelo ambiente em que ele está. E as reações exotérmicas se dão quando é o corpo que libera o calor, com isso aquecendo seu entorno.

Já a entalpia é a energia trocada nas reações de absorção, ou endotérmica, com a liberação de energia exotérmica.

Anúncio

As Reações Endotérmicas e Exotérmicas

Saiba como a termoquímica calcula a troca de calor numa reação química

Na Termoquímica, durante as reações químicas podem ocorrer tanto a absorção, quanto a liberação de energia. Essa transmissão de calor é do corpo que possui a temperatura mais elevada, para o que tem a mais baixa.

Na reação endotérmica, o corpo absorve o calor que é liberador pelo meio em que ele está. Aqui há a sensação térmica de resfriamento. Um exemplo é passar álcool na perna e soprar, quando então se sente frio no local. Isso é resultado da reação endotérmica.

Saiba como a termoquímica calcula a troca de calor numa reação química

Por outro lado, a reação exotérmica é quando há a liberação de calor, posto que a sensação é de aquecimento. Por exemplo, o calor de uma tocha aquece quem está à volta.

Importa referir que, na mudança do estado sólido para o líquido e do líquido para o gasoso, o processo é endotérmico. Já se houver a mudança do estado gasoso para o líquido e do líquido para o sólido, será exotérmico

O que é a Entalpia na Termoquímica?

Na Termoquímica, a entalpia (H) é a energia que é compartilhada nas reações de absorção (endotérmica), assim como de liberação de energia (exotérmica).

Ainda não há tecnologia eficiente que meça a entalpia. Então a medição da sua variação (ΔH) é feita por cálculo. Deve se levar em conta a entalpia do reagente, que é a energia inicial, assim como a entalpia do produto, ou energia final.

Saiba como a termoquímica calcula a troca de calor numa reação química

É pela Lei de Hess que se chega à variação da energia, que é estipulada pela fórmula seguinte:

ΔH =Hf Hi. Entenda-se nesse processo que ΔH é a variação da entalpia; Hf é a entalpia final ou entalpia do produto; por fim, Hi é entalpia inicial ou entalpia do reagente.

Por conta disso é a conclusão de que a variação da entalpia é negativa quando ocorre uma reação exotérmica. No entanto, a variação da entalpia é positiva assim que ocorre uma reação endotérmica.

Por fim, vale ressaltar que as duas formas de entalpia que mais ocorrem são a de formação e a de combustão. A entalpia de formação que é a energia liberada ou absorvida suficiente para formar 1 mol de uma substância. E a entalpia de combustão que é a energia liberada que queima 1 mol de substância.

Leia também sobre os ciclos biogeoquímicos, saiba o que são e como eles influenciam a vida.

Fonte: Info Escola, Toda Matéria, Wikipédia, Brasil Escola, Descomplica, Guia do Estudante, Só Q, COC.

Fonte das imagens: Toda Matéria, Youtube, Agência BrasilDescomplica.