Biologia

Sistema linfático – O que é, funcionamento e características

O sistema linfático é uma rede complexa de vasos e pequenas estruturas chamadas de nódulos linfáticos que transportam o fluido linfático dos tecidos de volta para o sistema circulatório.

Atualizado em 08/05/2020

O Sistema Linfático está diretamente relacionado aos línfos. Línfos são estruturas do corpo humano que funcionam basicamente como filtros de substâncias. Este aparelho humano, contudo, funciona a favor do fortalecimento do sistema imunológico e ajuda a eliminar germes que passam pelo líquido linfático.

A comunicação do tecido e o nosso sistema circulatório é feito, portanto, pelos linfonodos. Você sabia que o organismo perde cerca de 8 litros de líquido para os tecidos? Pois é, e parte desse líquido é voltado para os capilares, isso mesmo.

Como funciona o sistema linfático

Sistema linfático -
Fonte: Beduka

Primeiramente, os órgãos que constituem o sistema linfático são: o baço, timo, tonsilas palatinas ou amígdalas e linfonodos. Todos eles ajudam, graças a essa drenagem, eliminar impurezas que prejudicam a nossa saúde.

Quando há algum tipo de infecção ocorrendo em seu corpo, os linfonodos crescem e se realçam no corpo nas região do pescoço e da axila. Isso ocorre porque estão trabalhando dobrado para combater e proteger o organismo de substâncias patológicas infiltradas dentro de nós.

Então, não se assuste com alguma íngua, ou caroço,pois isso pode ser uma luta interna positiva contra essas invisíveis ameaças. A linfa é, curiosamente, um líquido bem claro mais ou menos amarelado que passeia pelos vasos linfáticos. Graças a todos os órgãos citados acima ele pode alcançar todo o corpo.

Esse longo trajeto perpassa dentro de pequenos órgãos e vão para as tonsilas, as famosas amídalas, localizados na parte oral da faringe e para os baço. E como essa limpeza ocorre? Então, vejamos agora!

Antes de mais nada, a circulação linfática tem válvulas que permitem para o movimento sanguíneo seguir em uma direção só. Isso auxilia o sistema cardiovascular a expelir os resíduos e manter a ordem dentro do corpo. O mais incrível disso tudo é que a linfa é mais abundante do que o sangue, você sabia?

Doenças do Sistema linfático Sistema linfático -

Fonte: Toda matériaImagine que se o sistema linfático adoecesse isso seria uma catástrofe, pois é ele o responsável pela defesa do corpo. E essas doenças existem e com certeza você já as viu. Uma delas é a elefantíase, doença tropical infecciosa, que basicamente causa a inflamação dos vasos linfáticos provocando grande inchaço e é transmitida por um inseto chamado mosquito culex.

Portanto, se os órgãos citados no tópico anterior fazem parte desse sistema as doenças que os afetam também afetam. Ou seja, lesões que atingem diretamente o baço, por exemplo, pode causar problemas na circulação linfática. Isso, no caso, afetaria a drenagem do líquido.

Nesse sentido, outro exemplo são casos de tratamentos de câncer de mama em que é provável ser necessário a retirada das glândios das axilas. Ocorrência essa maior em mulheres que, infelizmente, sofre com o câncer de mama. Essas são 2 das doenças que afetam o sistema de drenagem do corpo, deve-se ficar atento.

Massagem linfática

Drenagem linfática ou massagem modeladora? Saiba a diferença!

Fonte: Casa da Estética

A massagem linfática é uma terapia manual que ajuda no estímulo da circulação sanguínea. Através de movimentos leves a circulação linfática é ativada ajudando na eliminação do inchaço. Os benefícios são muitos, principalmente para o funcionamento do intestino, além de tratar diretamente problemas como: edemas, linfedemas, acne, celulite e cansaço das pernas.

Uma dica boa para quem quiser testar a massagem linfática é a de que não pode haver dor. Infelizmente, muita gente que associa essa terapia a motivos estéticos se submetem a técnicas não agradáveis, fique de olho, dor não é característico da drenagem. O ideal é que esse processo dure de 3 a 6 dias. Caso haja mais de um procedimento deve ter o intervalo de no mínimo 1 dia.

Por fim, leia também sobre o Sistema Digestivo.

Fonte: Toda matéria, Aula de anatomia, Só biologia. Blog Casa da Estética, Tua Saúde, Oncoguia, Biologia Net, So Biologio.

Imagem de destaque: Grupo escolar