Geografia

Período Pérmico – O que foi, formação e características

O período Pérmico viu surgir a Pangeia, a transformação das condições de vida no planeta a grandes extinções que definiram o futuro da Terra.

Atualizado em 16/02/2020

Primeiramente, o período Pérmico ocorreu logo após o Carbonífero, dando fim à era Paleozoica. Tendo ocorrido entre 299 e 251,9 milhões de anos atrás, ele é dividido nas épocas Cisuraliana (mais antiga), Guadalupiana e, também, Lopingiana (mais recente).

Acima de tudo, o nome Permiano foi definido em 1841, pelo geólogo Roderick Murchison. Além disso, o nome foi escolhido por causa da cidade de Perm, no oeste da Rússia. Ali, foram encontradas grandes formações rochosas datadas desse período. Aproveite para conhecer mais os solos do Brasil.

Por fim, vamos entender um pouco mais do que aconteceu ao longo do Pérmico e como ele transformou nosso planeta. Leia também sobre o que aconteceu durante o período Carbonífero.

A formação da Pangeia

Período Pérmico - o que foi e como preparou o mundo para os dinossauros
Encyclopedia Britannica

Inicialmente, em meados do período Pérmico, foi formado o supercontinente Pangeia. Isso se deu porque todos os continentes acabaram convergindo para o mesmo local. Sendo assim, praticamente todos os pedaços de terra firma do globo estavam conectados. Além do continente, o mundo era coberto pelo superoceano Pantalássico.

Além disso, em razão da concentração da terra em uma grande massa gigante, as partes internas do continente se tornaram muito secas. Isso porque estavam longe dos ventos e da umidade do mar, comum nas áreas costeiras. Com isso, as regiões de pântanos e florestas foram reduzidas, o que provocou a queda no nível de oxigênio presente na atmosfera.

Eventualmente, essas transformações provocaram tantas mudanças na vida do planeta, que ele nunca mais foi o mesmo.

Fauna e flora no período Pérmico

Período Pérmico - o que foi e como preparou o mundo para os dinossauros
Science Source

Com condições mais áridas, plantas e animais precisaram, certamente, se adaptar. As plantas que produziam sementes, gimnospermas, ganharam muito espaço na vegetação do planeta.

Além disso, por conta da redução do oxigênio, os artrópodes gigantes que eram comuns no período Carbonífero, começaram a sumir. Foi nesse contexto que surgiram os primeiros percevejos e besouros. Ao mesmo tempo, os anfíbios começaram a perder a diversidade.

Na terra, os amniotas se dividiam em duas linhagens principais: saurópsidas e sinápsidas. Os saurópsidas eram os grandes répteis e aves. Já os sinápsidas, se tornariam os mamíferos com o passar da evolução.

Por fim, foi também durante o período Pérmico que surgiu um grupo importante de sinápsidas: os terápsidas. Esses animais eram diferentes porque conseguiam manter seus membros eretos. Além disso, surgiram também os saurópsidas arcossauriformes, que iriam originar os crocodilos e dinossauros.

Grande agonia

Período Pérmico - o que foi e como preparou o mundo para os dinossauros
Sci News

O fim do período Pérmico ficou marcado pela maior extinção em massa que o planeta já viu. Conhecida como “A Grande Agonia”, a Extinção Permo-Triássica matou cerca 95% das espécies do mar e 70% das espécies terrestres.

Um dos principais fatores que levou à extinção foi uma gigantesca inundação de basalto, na região da Sibéria. Por volta de 252 milhões de anos atrás, mais de 2 milhões de km² ficaram cobertos de lava. Pra completar, as erupções liberaram muito dióxido de carbono na atmosfera. Somado ao metano liberado do oceano, isso levou a um efeito estufa que aumentou a temperatura média do planeta em 5 ºC.

Os mais afetados em terra foram os grandes herbívoros. Apenas menos de um terço de anfíbios, saurópsidas e terápsidas sobrevieram. A extinção foi tão massificada, que inclusive insetos foram dizimados. Essa foi a única extinção em massa que atingiu insetos na história.

O planeta precisou de cerca de 30 milhões de anos para recuperar seus ecossistemas. Ou seja, o planeta só estava voltando a se estabilizar com o início do período Triássico e a era Mesozoica. Entenda o que é a geologia e para que ela serve.

Fontes: Mundo Pré-Histórico, Portal São Francisco, InfoEscola

Imagem de destaque: SciTech Daily