História

Guerra do Vietnã, contexto histórico, motivos e países envolvidos

A Guerra do Vietnã foi outro conflito no contexto da Guerra Fria, só que houve a participação direta dos Estados Unidos nos campos de batalha.

Atualizado em 27/12/2019

A Guerra do Vietnã foi um conflito armado entre os Estados Unidos e o Vietnã do Sul contra o Vietnã do Norte, entre 1955 e 1975.

A União Soviética apoiava o Vietnã do Norte, dentro dos desdobramentos da chamada Guerra Fria. Já do outro lado estavam os Estados Unidos, que desejavam impedir o avanço comunista no planeta.

Um golpe de Estado no Vietnã do Norte, apoiado pelos Estados Unidos, deflagra uma sangrenta guerra. Os próprios americanos interveem diretamente, enviando ao fronde 500 mil soldados.

Conheça a Guerra do Vietnã. Quem nela lutou? Quem ganhou e perdeu?

Contexto Histórico

No século XVIII, a França conquistou a região da Indochina, da qual fazia parte o Vietnã. Só que, com a Segunda Guerra Mundial, o local é tomado pelos japoneses. Somente após o conflito a regão retorna ao domínio francês, mas ali já havia um forte movimento de independência.

Liderados por Ho Chi Minh, que em 1930 criara a Liga para a Independência do Vietnã, começou um conflito na região. Tropas vietnamitas e francesas se enfrentaram numa guerra sangrenta que durou oito anos.

A França foi ao final derrotada, sendo que em 1954 foi forçada a assinar o Acordo de Genebra. Nesse documento foram criados quatro países: Laos, Camboja,Vietnã do Norte (comunista) e Vietnã do Sul (capitalista).

Conheça a Guerra do Vietnã. Quem nela lutou? Quem ganhou e perdeu?

A Guerra Fria divide a região

Com término da Segunda Guerra Mundial, o mundo ficou divido entre os blocos capitalista e comunista. Era a tensa Guerra Fria. Havia a possibilidade de um confronto nuclear entre Estados Unidos e União Soviética.

No transcorrer da Guerra Fria, americanos e soviética não tiveram confrontos diretos. Só que cada qual procurava apoiar um simpatizante, posto que assim aumentava sua influência no mundo.

Essa disputa de ideologias acabou por dividir o Vietnã em dois países: o Norte, comunista, e o Sul, capitalista.

Conheça a Guerra do Vietnã. Quem nela lutou? Quem ganhou e perdeu?

Combatentes da Guerra do Vietnã

A República do Vietnã (ou Vietnã do Sul) era um país capitalista governado por Ngo Dinh-Diem. Na guerra era apoiado pelos Estados Unidos, Coreia do Sul, Austrália e Nova Zelândia.

Já a República Democrática do Vietnã (ou Vietnã do Norte) tinha uma economia comunista. Seu presidente era Ho Chi Minh, o mesmo que combatera as tropas francesas pela independência. Era apoiado pela União Soviética, China e Coreia do Norte.

As duas partes do conflito representam bem a guerra de ideologias que partia o mundo em duas partes. O Capitalismo versus Comunismo e Socialismo originou diversos enfrentamentos pelo planeta. Neste caso, a guerra ganhou proporções e chegou ao Sudeste Asiático, Laos e Camboja.

Um sonho de unificação nacional

Ho Chi Minh, presidente do Vietnã do Norte, tinha o sonho de unificar o território dos dois países. Só que ele era um idealista e não desejava deflagrar uma guerra.

Então foi convocado um plebiscito para que a população dos dois países decidisse o futuro da região. Ocorre que pesquisas apontavam para a vitória do Norte, posto que grande era o carisma de Minh.

Tencionando não perder território, os Estados Unidos decidiram apoiar um Golpe de Estado no Norte. E foi assim que o primeiro-ministro Ngo Dinh Diem derruba Minh do poder em 1955. Essa atitude ousada deflagra uma guerra dentre os dois países.

Conheça a Guerra do Vietnã. Quem nela lutou? Quem ganhou e perdeu?

A entrada direta dos Estados Unidos no conflito

O Vietnã do Norte avançava na guerra com ofensiva ousadas, entre elas o ataque a uma base americana (1959). E em 1963, o presidente golpista Ngo Dinh Diem foi assassinado.

O presidente John Kennedy, então, começa a cogitar a entrada dos Estados Unidos oficialmente na guerra. Só que seu assassinato em 1963 esfriou os ânimos, sem contar que o país havia sido derrotado na Revolução Cubana.

Mas o novo presidente, Lyndon Johnson, estava decidido a lutar, tendo inclusive forjado documentos. Mas apesar de não apoiado pelo Congresso Nacional, decide enviar meio milhão de soldados para acabar logo com a guerra.

Conheça a Guerra do Vietnã. Quem nela lutou? Quem ganhou e perdeu?

A derrota dos Estados Unidos

Apesar de seu poderia militar e tecnológico, os americanos lutavam em mata fechada e desconhecida. Ao contrário, os vietcongues eram homens que cresceram na região, tendo assim grande vantagem.

Dessa forma, embora mais forte, o exército dos Estados Unidos não conseguia vencer seu opositor. Foram usadas inclusive arma químicas que devastaram regiões inteiras e mataram milhares de pessoas.

Por fim, a Ofensiva do Tet foi deflagrada pelo Vietnã do Norte, que conseguiu tomar 30 cidades do sul. Inclusive a Embaixada dos Estados Unidos foi tomada numa ação espetacular. Isso levou a opinião pública americana a pressionar o presidente Richard Nixon a sair do conflito.

Consequências da guerra

Humilhados pela incapacidade de vencer a guerra, os Estados Unidos assinaram um Acordo de Paz. Com a retirada de suas tropas, o Norte toma o Sul e a região é unificada como a República Socialista do Vietnã.

A guerra deixou um saldo macabro de mortes, sendo 4 milhões de vietnamitas e mais de 60 mil soldados norte-americanos. Também perderam a vida 2 milhões de cambojanos e laocianos.

Por conta da brutalidade dessa guerra, nos Estado Unidos surgiu uma geração de ex-combatentes loucos.

Você gostou de conhecer sobre a Guerra do Vietnã? Então leia uma matéria sobre a Crise dos Mísseis: conheça o momento mais tenso da Guerra Fria.

Fonte: Wikipédia, Toda Matéria, História do Mundo, Sua Pesquisa, Brasil Escola, Info Escola, Estudo Prático, BBC, Mundo Educação, Mega Curioso, Estadão, El País.

Fonte das imagens: PrincípiosRevista Galileu, Amazon, Sun Sentinel, Rare Historical PhotosHistory At Once.