Língua Portuguesa

Consoantes – O que são, como são formadas e pronunciadas

Consoantes são fonemas que passam por obstáculos ao serem pronunciados. Ou seja, para que o som saia, interrompem a passagem de ar da boca

Atualizado em 13/10/2019

As consoantes são sons da língua falada. Primeiramente, para emitir um som, o ar sai dos pulmões, passa pelas pregas vocais e sai pela boca.

Diferentemente das vogais, que saem livremente, as consoantes encontram obstáculos na hora de serem pronunciadas. Ou seja, para emitir esses fonemas é preciso usar os lábios, dentes, língua, palato, úvula e outras partes do aparelho fonador.

Uma consoante, assim, é um fonema que não forma uma sílaba sozinha. Portanto, ela precisa estar acompanhada de uma vogal para isso. As letras são a representação escrita desses sons. Na língua portuguesa existem 19 consoantes:

/ B / C / D / F / G / J / K / L / M / N / P / Q / R / S / T / V / W / X / Z /

Mas, vale lembrar algumas coisas. A letra H, por exemplo, não é considerada consoante, pois sozinha não produz som. Já a letra K possui dois fonemas: /c/ e /qu/ dependendo da palavra. Enquanto o W se pronuncia com som de V para palavras de origem alemã e com som de U para palavras de origem inglesa.

Classificação das consoantes

Existem, aliás, três formas de classificar as consoantes: pela função das cordas vocais, pelas funções, pelo modo de articulação e pelo ponto de articulação. Vamos, então, analisar cada uma delas:

Funções

Consoantes - o que são, como são formadas e pronunciadas
Fonte: Fluentu.
  • Cordas vocais – Nesse caso, podemos caracterizar dois tipos de consoantes. As surdas ou desvozeadas que não fazem vibrar as pregas vocais, pois não passam por elas. Como: /p/, /f/, /t/, /s/, /x/, /k/. Por outro lado, existem as sonoras ou vozeadas. Ao contrário das outras, essas vibram as cordas vocais para produzir um som. São elas: /b/, /v/, /d/, /z/, /j/, /g/, /m/, /n/, /nh/, /l/, /lh/, /r/, /rr/.
  • Cavidades bucal e nasal – As consoantes nasais, portanto, são aquelas que a corrente de ar é liberada pela boca e pelo nariz ao mesmo tempo. São elas: /m/, /n/, /nh/. Já, as consoantes orais, liberam o ar dos pulmões apenas pela boca. Tirando os fonemas nasais já citados, todos os outros são orais, aliás.

Modo de articulação

Consoantes - o que são, como são formadas e pronunciadas
Fonte: Fonoaudiologia por Erica Sitta.
  • Oclusivas – São aquelas que precisam que a boca se feche para serem pronunciadas. Ou seja, exigem que haja o bloqueio da saída do ar. São elas: /p/, /b/, /m/.
  • Constritivas – São pronunciadas a partir do bloqueio parcial do ar. Sendo assim, diferentes fonemas surgem a partir das respectivas categorias:
  • Fricativas – Consoantes pronunciadas a partir da fricção do ar em um obstáculo (/f/, /v/, /s/, /z/, /x/, /j/).
  • Laterais – Consoantes pronunciadas a partir da passagem do ar pelo canto da boca (/l/, /lh/).
  • Vibrantes – Consoantes pronunciadas a partir da vibração de alguma parte do aparelho fonador (/r/, /rr/).
  • Nasais – Consoantes pronunciadas a partir da saída do ar pelo nariz (/n/, /nh/).

Ponto de articulação

Consoantes - o que são, como são formadas e pronunciadas
Fonte: Academia Access.

Basicamente, lábios, dentes, palato e outras partes do aparelho fonador são lugares onde a corrente de ar é articulada. Dessa forma, a pronúncia de cada consoante varia de acordo com as seguintes categorias:

  • Bilabiais – o contato entre os lábios superior e inferior produzem um som. Exemplos: /p/, /b/, /m/.
  • Dentais – o fonema é pronunciado no encontro da língua com os dentes. Exemplos: /t/, /d/.
  • Alveolares – o som, então, é formado pelo contato entre a língua e os alvéolos dos dentes. Exemplos: /s/, /z/, /l/, /r/, /rr/.
  • Labiodentais – ou seja, ocorrem quando a arcada dental superior encontra o lábio inferior. Exemplos: /f/, /v/.
  • Palatais – o dorso da língua encontra o céu da boca (palato) formando sons. Exemplos: /x/, /j/, /lh/, /nh/.
  • Velares – a pronúncia dos fonemas se dá no encontro entre a parte traseira da língua e o véu de palatino. Exemplos: /k/, /g/.

Aprendeu um pouquinho? Então continue navegando no nosso site e aproveita para descobrir sobre Semântica – conceito, divisão e significado dos termos.

Fontes: Brasil Escola, Dicio e Escola Kids.

Imagem de destaque: Vexels.