Outros assuntos

Caravaggio – Biografia, características e obras do artista barroco

Caravaggio foi um artista italiano, considerado o revolucionário artista do Barroco, reconhecido pelo contraste entre luz e sombra.

Atualizado em 13/05/2020
Por Vitor Hugo!

Caravaggio (1571-1610) foi um pintor do século XVI, responsável pelo pontapé inicial na arte barroca. A dramaticidade e a religiosidade tem marcas profundas nas sua obras. Para pinta-las, ele usava modelos reais, ou seja, homens e mulheres que se dispunham a posar para suas pinturas. O artista trabalhou na época nas cidades de Roma, Nápoles, Malta e na região da Sicília.

Contudo, sua figura polêmica causou alardes na sociedade e, consequentemente, surgiram vários comentários sobre suas ações. O mistério rondava sua pessoa, fazendo com que se tornasse ainda mais enigmático e famoso. Portanto, sem dúvidas, ele proporcionou a revolução artística da época e, até hoje o estudamos nos livros e o vemos no dia a dia.

Biografia de Caravaggio

Caravaggio - O artista barroco

Também conhecido como Michelangelo Merisi, Caravaggio começou o seu contato com a arte desde muito pequeno, por influência do pai. Nascido no dia 29 de setembro de 1571, na Itália, cidade de Porto Ercole, já frequentava o Ateliê Simone Peterzano, desde os 12 anos de idade.

O pequeno prodígio perdeu o pai para a peste bubônica, aos 6 anos de idade, e não há registros sobre sua mãe. Este relato pode ter sido muito importante no seu desenvolvimento resultando em seu comportamento incomum. Sua mãe e irmão vieram a falecer quando tinha 21 anos e sua criação foi praticamente vinda de mulheres religiosas. Consequentemente, criou imensa aversão a religião.

Não foi por falta de vontade e influência que Merisi decolou para lugares distantes, deixando sua cidade pacata do interior. A ausência de seu pai não afetou seu crescimento. Ao contrário disso, o sobrenome Caravaggio mudou a sua vida e o encaminhou ao sucesso. Além de pintor, o artista foi administrador arquiteto-decorador da Caravaggio.

A cidade de Milão foi onde dedicou seu aprendizado. Vários ateliês o receberam de braços abertos para botar em prática seus talentos. A princípio, seu contato veio de obras renascentistas, o que só foi possível porque recebeu uma criação clássica. O contato com grande mestres italianos como Leonardo Da Vinci o inspirou a tornar-se pintor.

Influência urbana

Antes de tudo, Milão, cidade onde viveu por um bom tempo, se tornou um ambiente perigoso e violento. As circunstâncias então influenciaram o coração do jovem frequentemente cravado de traumas e perdas importantes. Pronto para enfrentar a vida sem qualquer vestígio de medo, Michelangelo se entregou a várias experiências arrepiantes.

Após participar de um assassinato, se viu obrigado a fugir para Roma e acabou virando assistente do pintor Giuseppe Cesari. Sua técnica nesse período amadureceu bastante, sua prática se detinha a pinturas de objetos inanimados com flores e frutas. A riqueza dos detalhes cresceram em suas obras e, a partir daqui, partiu para fazer novos contatos.

Barroco Italiano

Caravaggio - O artista barroco

Primeiramente, o que levou Caravaggio a mudar sua vida, e a arte, foi sua audácia ao fazer contato com o catedral Francesco Maria del Monte. A nova companhia, todavia, o introduziu na mais fina camada da sociedade com colecionares de obras de arte, artistas pintores e musicistas inovadores.

A partir daí, o novo universo pode ter o encaminhado ao seu primeiro contato com obras públicas. A pedido do Cardeal Del Monte o pintor recebeu a missão de decorar, enfim, Capela Contarelli na Igreja de San Luigi dei Francesci. Inspirado no Evangelho de Mateus, o artista criou obras jamais vistas, com técnicas de humanização dos personagens religiosos.

Muitas críticas rodearam suas obras e despertou vários olhares. Isso também levantou a curiosidade do povo pela sua vida pessoal. Caravaggio realmente não tinha uma vida muito equilibrada, vários acontecimentos violentos regeram sua rotina, resultando no seu exílio.

Assim como previsto, durante o exílio, sua produção se tornou intensa e novas experimentações foram feitas com contrastes e cores. Em 1609 a 1610 pintou uma de suas obras mais conhecidas, nomeada Davi com a cabeça de Golias.

A obra, portanto, foi enviada ao papado como pedido de perdão e reconciliação devido as suas ações anteriores. Nesse meio tempo, antes de receber a resposta, Caravaggio veio a falecer, em 18 de julho de 1610, com suspeita de malária. Apesar de ter vivido somente 39 anos, suas obras são ícones de inspiração para muitos artistas, até os dias de hoje.

Características das Obras

Caravaggio - O artista barroco

Acima de tudo, o realismo em suas obras é a maior característica presente no seu trabalho. Portanto, o jogo de luzes ente claro e escuro é bem denotado, o que causava certa confusão aos apreciadores de suas pinturas. Ainda por cima, o ar sombrio, influência de sua vida, está bem marcado nos retratos pintados, porque suas personagens sempre vinham com uma grande carga de dramaticidade envolvida.

Principais Obras

Por fim, aqui estão algumas obras feitas durante sua vida e que tiveram maior destaque:

Baco (1595)

Caravaggio - O artista barroco

Medusa (1598)

Caravaggio - O artista barroco

O sepultamento de cristo (1603)

Caravaggio - O artista barroco

Narciso (1599)

Caravaggio - O artista barroco

Vocação de São Matheus (1600)

Caravaggio - O artista barroco

São Jerônimo que escreve (1603)

Caravaggio - O artista barroco

Judite e holofernes (1599)

Caravaggio - O artista barroco

Pequeno Baco doente (1593)

Caravaggio - O artista barroco

João Batista (1602)

Caravaggio - O artista barroco

Por fim, leia também sobre o Expressionismo – O que, contexto histórico, origem e características

Fonte: Ebiografia, Arte e artistas, Toda matéria.

Fonte imagens: Obvious, Santha tela, História das artes, Istoé, Arte e artistas, Cultura genial. Toda Matéria.

Imagem de destaque: Wannart

Próxima página »