História

Vikings: cultura, localização geográfica, política e economia

Os guerreiros Vikings eram grandes navegadores e construtores de barcos, que conseguiram navegar distantes mares, sendo temidos por muitos povos antigos.

Atualizado em 02/10/2019

Os Vikings viveram no Norte da Europa, de onde partiram para conquistar novas terras e dominar povos.

Eram grandes navegadores, comerciantes e agricultores, sendo que conseguiram aterrorizar outros povos.

Muito de sua história ainda fascina a humanidade, como a forma de escolha do rei e a lendo do deus Thor e seu martelo.

Conheça os Vikings, guerreiros navegadores que nos fascinam até hoje

Contexto Histórico

Os Vikings eram uma remota civilização que surgiu na região da Escandinávia, sendo hoje Suécia, Dinamarca e Noruega. Eram igualmente denominados de Nórdicos ou Normandos, e viveram o auge dos séculos VIII e XI. Desenvolveram a agricultura como poucos, porém também se dedicando ao comércio marítimo.

Eles eram grandes guerreiros e, ao atravessarem os mares para comercializar, aprenderam a pirataria e promoveram invasões. A região onde hoje está a Grã-Bretanha foi atacada e saqueada muitas vezes por eles.

Do século VIII em diante, os Vikings deixaram a Escandinávia no intuito de expandir território, tendo se fixado na Islândia e na Bretanha. Eles só foram expulsos pelo Rei Inglês Henrique II, no ano de 1154.

Estrutura Social

Os Vikings tinham uma sociedade estratificada e de camada bem delimitadas, estando o rei no topo. Depois vinham os homens mais ricos e poderosos, abaixo desses os com menos terras e pequenos comerciantes. Por fim, na base da pirâmide estavam os escravos.

Escolhiam o rei dentre os melhores guerreiros, que tinham que lutar até derrotar o adversário, para ser coroado. Dessa forma, não era um direito hereditário se tornar rei, mas necessitava de força e sabedoria para costurar conchavos.

Conheça os Vikings, guerreiros navegadores que nos fascinam até hoje

Uma economia agrícola e mercantil

A posse e o cultivo da terra determinavam o lugar que a pessoa ocuparia na sociedade, já que eles valorizavam a agricultura.

Mas eles também produziam peças de artesanato e sabiam comercializar produtos como poucos povos. Habilidosos na construção de barcos ligeiros e bons para navegarem, atingiram povos distantes na prática do comércio.

Há relatos de que os Vikings estiveram da Rússia ao Império Bizantino, não faltando quem afirme que vieram à América antes Colombo.

Uma rica cultura

Os Viking eram bons artesão e tinham um dom especial para o requinte. Seus barcos de guerra possuíam os cascos talhados com relevos de muitos temas, alguns como ostentação e outros para proteção.

Os objetos que utilizavam no dia a dia também eram trabalhados e pintados ricamente, posto que representavam status social. As mulheres mais ricas tinham o corpo enfeitado com joias de apurado bom gosto.

Conheça os Vikings, guerreiros navegadores que nos fascinam até hoje

Uma religião mitológica

Os Vikings era politeístas, ou seja, adoravam diversas entidades, a maioria ligada a fenômenos naturais e do cotidiano.

Mas seu deus mais famoso é o Thor, o senhor dos trovões e das batalhas, que carregava consigo um martelo. Mas haviam muitos outros, donde citamos as Valquírias, deusas que levavam os espíritos dos guerreiros falecidos.

A cultura dos Vikings e as lendas de povos violentos e imbatíveis chegou aos nossos dias, sendo retratada em filmes e jogos eletrônicos. Também o deus Thor e seu martelo já foi mostrado em desenho animado e no cinema.

Achou interessante saber sobre os Vikings, então leia também sobre a Noite de São Bartolomeu, que massacrou milhares em Paris.

Fonte: Wikipédia, Só História, História do Mundo, Info Escola, Sttode, Toda Matéria, Ensinar História, Seu History, Mundo Educação, Sua Pesquisa.

Fonte da imagem: O Salsichão, Historia Zine, Tô Longe de Casa, Hundead Vikings.