Geografia

O que é fuso horário? Como ele padroniza o cálculo do tempo na Terra?

Os Fusos Horários são a delimitação de zonas por dois meridianos consecutivos da superfície terrestre cuja hora legal, por convenção, é a mesma.

Atualizado em 25/12/2018

Fuso horário ou, na verdade, fusos horários (porque são mais de um) são também chamados de zonas horárias. Todos esses termos se tratam da mesa coisa: um dos 24 fusos traçados por uma linha imaginária de um polo ao outro. Isso padroniza o cálculo de tempo em todo o planeta.

Os Fusos Horários ou Zonas Horárias são cada um dos 24 fusos traçados por uma linha imaginária de um polo ao outro. Isso padroniza o cálculo de tempo em todo o planeta.

Os Meridianos são as semicircunferências que ligam os polos e dividem o globo terrestre em dois hemisférios.

Temos o Hemisfério Ocidental, que fica a Oeste de Greenwich, e o Hemisfério Oriental, localizado a Leste de Greenwich.

Na intersecção entre estas linhas há um mesmo horário vigorando de Norte a Sul. Vale lembra que, quanto mais se aproxima do Equador, mais larga é a linha imaginária.

O Meridiano de Greenwich

O Meridiano de Greenwich é o marco longitudinal para determinar a longitude 0°, que passa sobre Greenwich, nas proximidades de Londres.

A Leste desse marco se conta até 180° positivos, entretanto, para Oeste dele, até 180° negativos.

A Hora de Greenwich é a média do horário solar aparente no Observatório Real, em Greenwich. Também conhecido como Tempo Médio de Greenwich (TMG) ou Greenwich Mean Time (GMT) em inglês.

O Tempo Médio de Greenwich foi substituído pelo Tempo Universal Coordenado (UTC), em uso desde o dia 1 de janeiro de 1972.

Os Fusos Horários padronizaram o cálculo do tempo na Terra toda

A padronização planetária da hora

A metodologia para o cálculo do UTC leva em consideração o movimento de rotação da Terra, em sentido anti-horário para o Leste.

Assim, adiantamos as horas dos fusos a Leste e atrasamos as horas à Oeste do UTC.

Quando ainda não existia essa metodologia, os relógios eram acertados em cada cidade quando alguém ali chegava. Na Idade Média, entretanto, considerava-se o horário solar aparente ao meio dia.

Esse processo de padronização começou em 1878, quando Sanford Fleming, a partir de seus estudos de astronomia, propõe a divisão do mundo em 24 faixas verticais.

Em 1884, na “Conferência Internacional do Primeiro Meridiano”, realizada por representantes de 25 países em Washington, a padronização planetária da hora é adotada e convencionada.

Os Fusos Horários no Brasil

O Brasil possui quatro fusos horários, posto que está localizado no Hemisfério Ocidental, em relação ao Meridiano de Greenwich. Assim, tem seu horário atrasado entre duas a cinco horas a menos.

Fuso 1 (-2UCT): tem duas horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich.

Fuso 2 (-3UCT): tem três horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich e é a hora oficial do Brasil (horário de Brasília-DF).

Fuso 3 (-4GMT): possui quatro horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich.

Fuso 4 (-5GMT): tem cinco horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich.

O Fuso Horário no Mundo

Dentre os fusos horários mundiais, podemos destacar:

  • Fuso Horário Europeu (UCT + 1): maior parte da Europa e Oeste Africano;
  • Fuso Horário EUA (UCT – 5): Estados Unidos e o Noroeste da América do Sul;
  • Fuso Horário Russo (UCT + 3): Rússia Europeia, Península Arábica e Leste da África.

Os Fusos Horários padronizaram o cálculo do tempo na Terra toda

De que maneira se calcula os Fusos Horários

Se quisermos conhecer um determinado fuso horários, temos que conhecer suas coordenadas geográficas.

É preciso saber principalmente os meridianos (longitudes), uma vez que determinarão os múltiplos de 15° de um total de 360° da circunferência.

A Terra leva 23 horas, 56 minutos e 4 segundos para completar a rotação, o que dá-nos uma proporção de 1h para cada 15° de rotação. Ou então 1° a cada 4 minutos.

Em 24h a Terra terá completado o giro de 360°. Já as latitudes determinam a largura média dos fusos.

Na linha do Equador o fuso terá 1667 km, enquanto nos trópicos de Câncer e Capricórnio, a largura será de 1529 km.

Ela continua diminuindo, até chegar aos polos, onde a largura média dos fusos será de 289,4 km.

Não é legar conhecer sobre os Fusos Horários? Então não deixe de ler também sobre o que são latitude e longitude e como elas nos ajudam nas localizações.

Fonte: Brasil Escola, Toda Matéria, Só Geografia, Mundo Educação, Educação, Info Escola, Escola Kids, Vestibular.