Geografia

O que é caatinga? Conheça o bioma que só existe no nordeste brasileiro

A caatinga é um ecossistema único no mundo e que ocorre no sertão nordestino. Numa região árida, o nordestino consegue sobreviver.

Atualizado em 16/07/2019
Por A Redação

A palavra caatinga tem origem no idioma da tribo Tupi e quer dizer “mata branca”, porque durante a seca as folhas caem e a vegetação fica esbranquiçada. Basicamente, a caatinga é um bioma único que ocorre no sertão nordestino (e uma pequena parte ao norte de Minas Gerais), formada por árvores de pequeno porte e espaçadas entre si.

Por causa disso, a vegetação é bem adaptada às condições do clima semiárido. Aliás, essa é a vegetação predominante no sertão nordestino. Vale ressaltar ainda que lá as chuvas são escassas e irregulares.

Um bioma frágil e degradado que ainda resiste

A caatinga é o mais fragilizado dos biomas brasileiros e, infelizmente, está bem degradada. Devido ao uso insustentável do solo e dos recursos naturais, por muitos séculos, a frágil região vem sofrente com os impactos ambientais. Apesar disso, a região é rica em biodiversidade e a vida resiste às intempéries.

Além disso, a vegetação da caatinga é classificada como savana-estépica. Contudo, a paisagem é bem diversificada, com regiões distintas que se diferenciam pela distribuição das chuvas (pluviometria), fertilidade e tipos de solo, além do relevo.

Por que chove pouco no nordeste?

De forma geral, as secas da região acontecem por duas razões principais. Primeiramente, os ventos que refrescam o sertão não levam umidade. Além disso, o semiárido quase não tem lagos e rios volumosos que induzam chuva.

Com isso, no sertão nordestino chove muito pouco e geralmente nos meses de abril e maio. E isso não é novidade da atualidade, já que no século XVI houve registro de uma grave seca na região. Calcula-se que, a cada 100 anos, há entre 18 e 20 anos de falta de chuvas.

Quem são os habitantes da caatinga?

Apesar das constantes secas, a região da caatinga é bastante povoada. Ali resiste o nordestino típico, que veste gibão de couro para pastorear o gado entre os arbustos espinhentos.

Quando a seca aperta, a solução é cortar a folhas e os caules de algumas plantas que retém água.
Na fauna típica da região vivem gatos do mato, calangos, cascavéis, mocós, carcará e a asa-branca.

Plantas que saciam a sede

A vegetação característica da caatinga tem folhas pequenas e recobertas com uma espécie de cera, algumas com espinhos. Para encontrar água, suas raízes são profundas, e o exemplo são o cacto, a palma, o xiquexique e o mandacaru.

Diversas plantas da caatinga conseguem reter água nas folhas e no caule, saciando a sede de pessoas e animais nas secas prolongadas. É como um oásis no deserto.

A palma sacia a sede na caatinga

E por falar em diversidades do território brasileiro, não deixe de ler ainda: Relevo brasileiro: quais são os principais tipos do Brasil?

Fontes: Educação UOL, Toda Matéria, Brasil Escola.

Próxima página »