História

Maias, astecas, incas e a história da América pré-colombiana

Na América pré-colombiana viviam de povos nômades até civilizações avançadas, que deixaram construções magníficas, mas foram arrasados pelos colonizadores.

Atualizado em 24/07/2019

Que foi a América pré-colombiana? Muito simples. Quando Colombo chegou à América, em 1492, o continente já era povoado por milhões de pessoas. Eram povos organizados em sociedades simples ou complexas como os astecas, os incas e os maias.

Algumas dessas civilizações tinham um conhecimento tecnológico bem desenvolvido, de modo que conheciam a astronomia, matemática e arquitetura.

A denominação de índios foi dada pelo fato de Colombo ter suposto que havia chegado à Índia. O primeiro grupo humano que teve contato com os europeus foram os caraíbas, isso nas ilhas do Caribe. E pagaram um alto preço, pois quase foram extintos pela exposição a doenças.

Você sabia que na América pré-colombiana viviam civilizações avançadas?

Os espanhóis encontraram civilizações diversificadas

À medida que os espanhóis avançavam pelo continente, eles encontraram uma grande diversidade de povos. Alguns viviam da caça, pesca e coleta, portanto, num estágio de nomadismo bem primário. Outros já praticavam uma pequena agricultura de subsistência, portanto podendo ser classificado em semissedentários.

Mas três grupos se diferenciaram e chamaram a atenção dos conquistadores, a saber: os maias, os astecas e os incas. Eles possuíam organização política, praticavam agricultura em larga escala, inclusive com técnicas de irrigação, além de promoverem trocas comerciais.

Possuíam grandes cidades, com complexo sistema de fornecimento de água, além de pirâmides, o que impressionou muito os europeus. Mas estes não estavam interessados em trocas culturais, por consequência, decidiram conquistar os nativos. Mais forte militarmente, os colonizadores arrasaram civilizações inteiras, pois estavam interessados apenas em riquezas.

Você sabia que na América pré-colombiana viviam civilizações avançadas?

Os astecas eram grandes agricultores

Os astecas habitavam a atual região da Cidade do México. Eram organizados numa teocracia, sistema político baseado na crença de que o imperador seria uma espécie de encarnação dos deuses. Tinham uma divisão social hierarquizada, onde as camadas mais baixas prestavam serviços em obras públicas.

A economia dos astecas era baseada na agricultura, acima de tudo o milho, pimenta, tomate e cacau. Possuíam religião politeístas e realizavam sacrifícios humanos para agradar aos deuses e pedir por fertilidade.

A capital do império asteca era Tenochtitlan, agora o local da Cidade do México. Outras cidades de destaque foram Tenayuca, Azcapotzalco, Texcoco, Colhuacan, Tlacopan, Chapultepec, Coyoacán, Xochimilco e Chalco. Eles construíram também grandes pirâmides.

Você sabia que na América pré-colombiana viviam civilizações avançadas?

Os incas viviam numa sociedade socialista

O império inca se localizava na região atual do Peru, Bolívia, Chile e Equador. Tais povos tinham uma economia baseada na agricultura, além disso eram detentores de um razoável sistema de estradas. Sua sociedade era hierarquizada, bastante rígida e, além disso, um fato interessante: não havia propriedade privada, isto é, tudo pertencia ao Estado e à figura divina do imperador.

Os incas tinham um conhecimento muito avançado de arquitetura. Construíram Machu Picchu, cidade a mais de 2.400 metros de altitude e que até hoje mantém suas bases preservadas. Eles cultuavam o deus Sol (Inti), contudo tinham alguns animais como sagrados.

Você sabia que na América pré-colombiana viviam civilizações avançadas?

Os maias são os mais misteriosos dos povos da América pré-colombiana

Os maias habitavam uma região formada pelos atuais territórios da Guatemala, Honduras e Península de Yucatán (sul do México). Utilizavam hieroglifos, o que dificultou o estudo dos historiadores, razão pela qual é a civilização de menor número de informações.

Eles tinham uma sociedade rígida, porém hierarquizada. As camadas mais baixas pagavam impostos para o imperador, que era considerado um ser divino (teocracia). Sua economia se baseava na agricultura, principalmente no cultivo do milho, alimento que era considerado sagrado segundo as tradições maias.

A arquitetura maia era desenvolvida e ostentava obras grandiosas, de excelente qualidade e com grande variedade e beleza de formas. Destaque para a cidades como Chichén Itzá, Tikal e Uxmal.

Curiosidades

Os incas tinham o maior império da América pré-colombiana, mas não deixaram uma língua escrita.

Os astecas gostavam de música, dança e canto. Usavam estas expressões artísticas, por conseguinte, nos funerais, casamentos e festividades religiosas.

Muitas línguas maias são faladas ainda hoje. O Rabinal Achí, uma obra literária na língua achi, foi declarada uma obra-prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (2005).

Interessante conhecer sobre a América pré-colombiana, não é? Pois então leia também sobre a incrível história da América espanhola.

Fonte: Info Escola, História de Tudo, Cola da Web, Colégio Web, Mundo Educação, Escola e Educação.