História

Já ouviu falar na Revolta dos Cipaios? Saiba o que é e por quê aconteceu

A Revolta dos Cipaios começou quando a Companhia Britânica das Índias Orientais passou a interferir nos usos e costumes dos indianos.

Atualizado em 15/01/2019

A Revolta dos Cipaios (ou Sipaios ou Sipais) foi um levante armando da população da Índia entre os anos de 1857 e 1859.

Foi realizada para se opor à dominação e exploração da Grã-Bretanha na Índia, sendo a primeira tentativa de independência.

Além de dominar militarmente o país, os britânicos ainda tentaram impor o cristianismo e extinguir os usos e costumes locais.

Contexto Histórico

A Companhia Britânica das Índias Orientais foi criada com fins comerciais e conseguiu dominar metade o comércio mundial. Tornou-se aos poucos uma potência econômica, posto que tinha o monopólio inglês do chá nas colônias.

Ela vendia também algodão, ópio, seda, salitre, sal etc. E as ações da empresa pertenciam a ricos comerciantes da aristocracia inglesa.

A Revolta dos Cipaios foi um levante indiano contra a dominação inglesa

Ocorre que, com o passar do tempo, a companhia deixou de ser apenas comercial e se tornou também paramilitar. Cresceu tanto que conseguiu criar um exército particular assalariado equivalente ao dobro do britânico.

Com uma força desse porte, a Companhia dominou militarmente boa parte do Continente Indiano e passou a intervir nos usos e costumes locais. Também tentou impor o cristianismo aos nativos, de tal forma que provocou grande descontentamento.

A sangrenta revolta

No dia 10 de maio de 1857, indianos se rebelaram em Bengala e mataram todos os ocidentais que encontraram, até mulheres e crianças.

Em seguida marcharam para Déli, encorpando o levante com mais adesões e conseguiram tomar o Forte Vermelho. Ali mataram os britânicos, inclusive suas mulheres.

Dois meses após, tropas da Companhia cercaram a cidade de Déli. Após semanas de intensos combates, conseguiram retomar a cidade.

Também a cidade de Kanpur foi tomada pelos Cipaios. Os britânicos se renderam após a promessa de salvo-conduto, mas foram traídos e massacrados cruelmente. As mulheres presas foram executadas de forma cruel com golpes de machado.

A Revolta dos Cipaios foi um levante indiano contra a dominação inglesa

A revolta se deu igualmente em outras localidades, assim como Awadh, Jhansi e Gwalior. Mas os britânicos conseguiram vencer todos, executando na forca os revoltosos.

Consequências da Revolta dos Cipaios

Com o controle da Revolta, ocorreu a extinção da Companhia Britânica das Índias Orientais, em 1858. Com isso a Índia passou a ser administrava diretamente pela Coroa Britânica, que instituiu o Vice-rei da Índia.

Com o fim de evitar novos levantes, a Coroa implantou uma política mais amena, a fim de ganhar a simpatia dos nativos.

Findou-se também as ações de anexar novos territórios na região e implantou-se a tolerância religiosa. Indianos também foram admitidos em cargos públicos de menor escalão.

Acredita-se que aproximadamente 1000.000 indianos morreram na Revolta dos Cipaios. E em 1877 a Rainha Vitória sagrou-se Imperatriz da Índia.

Você sabia?

Na década de 1920, Mahatma Gandhi começou um movimento de independência da Índia, mas sem disparar um único tiro. Ele pregava a desobediência civil e pedia que não houvesse violência contra os ingleses.

A independência da Índia só ocorreu em 1947, posto que a Inglaterra saiu enfraquecida da Segunda Guerra Mundial. Quando os ingleses partiram, a região estava dividida entre Índia e Paquistão.

Achou curioso conhecer algo mais sobre a Revolta dos Cipaios? Então não deixe de ler interessante matéria sobre como a Revolução Meiji transformou o Japão numa potência mundial.

Fonte: Sua Pesquisa, Toda Matéria, Mundo Educação, Cultura Brasil, Aula Zen!, Alunos Online, Ebah, Brasil Escola.