Língua Portuguesa

Função Metalinguística – O que é, características e exemplos

A função metalinguística é uma das seis funções da linguagem, sendo a que é centrada no próprio código utilizado na mensagem. Entenda junto a exemplos.

Atualizado em 18/05/2020

A função metalinguística nada mais é do que um emissor explicando um código, utilizando o próprio código. Ficou um pouco confuso? Então, vejamos por um outro ponto de vista. Para isso iremos utilizar uma das principais obras do pintor holandês Vincent van Gogh, o auto-retrato. Nessa obra, o artista utilizou a sua pintura para falar do próprio ato de pintar, no caso a sua profissão.

Sendo assim, esse é um exemplo claro da função metalinguística que, em outras palavras pode ser definida como:  “A função que dá ênfase ao código, ou seja, quando o objetivo da mensagem é falar sobre a própria linguagem.”

Dessa forma, ao criarmos uma mensagem, colocamos nela as nossas motivações e intenções, priorizando os fatores que possibilitam a comunicação. Sendo assim, existem ao todo seis funções da linguagem, cada uma delas focada em um dos elementos da comunicação. E é ai que entra a metalinguística, além da:

  • Função Fática;
  • Função Referencial;
  • Função Poética;
  • Função Conativa;
  • Função Emotiva;

Contudo, hoje iremos falar mais sobre a função metalinguística. Vamos lá!

Características da Função Metalinguística

Conforme visto na definição acima, a principal característica da função metalinguística e a mensagem centrada no próprio código. Aliás, na metalinguística, nada é mais importante do que a palavra e seus desdobramentos. Sendo assim, o código é usado para falar sobre ele mesmo, explicando-o e analisando-o.

Desse modo, quando falamos sobre textos verbais, o código é a língua. Sendo assim, utilizamos a função metalinguística com bastante frequência, e até intuitivamente. Como por exemplo: quando questionado o interlocutor sobre algo que não ficou claro em sua fala, a sua resposta provavelmente será baseada em um texto metalinguístico. Dessa forma, o interlocutor irá retomar o que disse, agora explicando detalhadamente o conteúdo da mensagem.

Portanto, a metalinguagem está presente em várias coisas, como nos dicionários, pois, ali os verbetes servem para explicar a própria palavra; em um filme onde a temática é o próprio cinema e assim por diante. Dessa forma, também pode ser encontrada no poema, cujo o tema é o fazer literário; ou em uma peça de teatro, onde o tema é o teatro.

No entanto, é preciso compreender que o objetivo desta função linguística não é de significar por si. Mas, de dizer o que o outro significa.

Sendo assim, conhecer melhor as funções da linguagem, nos ajuda a entender cada mensagem, dentro ou não de um contexto linguístico.

Fonte: Word Press

Seguimos para alguns exemplos da função metalinguística:

Exemplos

  1. No dicionário

“di.ci.o.ná.rios” (lat dictione)

Coleção de vocábulos de uma língua, de uma ciência ou arte, dispostos em ordem alfabética, com o seu significado ou equivalente na mesma ou em outra língua.

Sin: léxico, vocabulário, glossário.

D. vivo: indivíduo muito erudito ou de grande memória.”

(Definição retirada do Dicionário Michaelis)

Fonte: Brainly
  1. Em uma frase

“Frase é um enunciado, com ou sem verbo, que tem sentido completo.”

  1. Em uma música

“Minha música quer estar

Além do gosto

Não quer ter rosto

Não quer ser cultura…

Minha música quer ser

De categoria nenhuma

Minha música quer

Só ser música

Minha música

Não quer pouco…”

(Trecho de Minha Música, de Adriana Calcanhoto)

  1. Em uma tirinha

Função metalinguística usada no primeiro quadrinho.
Fonte: InfoEscola
  1. Nas artes plásticas

La clairvoyance, ou A perspicácia, de René Magritte. Autorretrato do artista pintando um pássaro, 1936.
Fonte: Filosofando e Historiando

Por fim, notamos como essa função de linguagem está presente nas mais variadas formas de comunicação, independente de um contexto formal ou não.

Sendo assim, agora que você já aprendeu o que é a função metalinguística, pode conhecer as demais. Aliás, já fizemos um texto sobre a função referencial.

Fontes: Toda Matéria, Português, Brasil Escola

Fonte Imagem Destaque: Sérgio Bastos Arquitetura