História

Encilhamento: conheça o 1º plano econômico da República brasileira

Encilhamento, primeiro plano econômico da República, não deu certo e lançou o Brasil numa grave crise econômica que quebrou muitos investidores.

Atualizado em 02/09/2019

O Encilhamento foi o nome da política econômica fracassada do governo Deodoro da Fonseca (1889-1891). O Ministro das Finanças, que foi autor do projeto, era Rui Barbosa. Os efeitos negativos desta crise foram sentidos no Brasil até o ano de 1892.

A economia brasileira no amanhecer da República

Durante o fim do século XIX, a economia brasileira era baseada majoritariamente na agricultura, especialmente no cultivo do café. Embora o setor agrícola fosse importante, certamente que havia o anseio pelo início do processo de industrialização. Isso traria a modernidade e o desenvolvimento econômico almejado.

Só que tanto o desenvolvimento quanto a modernidade esbarravam num sistema financeiro deficiente herdado do Império. Não havia papel-moeda suficiente para pagar os trabalhadores assalariados, que cresciam após a abolição da escravatura. Eram os imigrantes que vinham trabalhar nas lavouras de café.

Foi então que Rui Barbosa, então Ministro das Finanças (Fazenda), criou uma nova política econômica. Ela visava intensificar a industrialização, a fim de facilitar o desenvolvimento econômico, com o propósito de introduzir modernos mecanismos financeiros. Uma ideia simples: gerar papel-moeda, conceder empréstimos sem restrições e permitir a livre emissão de créditos monetários pelos bancos.

Você sabia que o Encilhamento foi o primeiro plano econômico da República?

A política do Encilhamento e a grande crise econômica

O Encilhamento, entretanto, teve o efeito contrário, pois desencadeou  uma grave crise econômica. Na verdade, houve uma emissão de moeda acima do necessário, criando uma inflação descontrolada.

Os devedores não conseguiam pagar os bancos, que quebravam mediante o alto volume de empréstimos concedidos sem prudência. Sem fiscalização, empresas fantasma lançavam títulos falsos na bolsa, assim gerando especulações e prejuízos.  A desordem financeira provocada pela Encilhamento abalou a jovem República.

A intensa crise econômica teve seu auge entre os anos de 1890 a 1891. Houve muitas fraudes com a criação de empresas fantasmas, a fim de pegar dinheiro emprestado (crédito), mas sem investimento produtivo. A desvalorização monetária foi acentuada e com isso aumentou a inflação e da dívida pública.

Você sabia que o Encilhamento foi o primeiro plano econômico da República?

A crise econômica foi herdada pelo governo Campo Sales

Rui Barbosa ficou no cargo por apenas 14 meses, até 20 de janeiro de 1891. Os problemas econômicos em razão da sua política do Encilhamento chegaram até o governo Campo Sales (1898-1902). Quando assumiu a presidência, herdou uma gravíssima crise econômica, com infração nas alturas e o café, nosso produto principal, em superprodução.

Ele então renegociou a dívida com a Inglaterra e obteve um grande empréstimo para o Brasil, além de conseguir uma moratória da dívida já existente. Além do mais, o Brasil então deixou de investir na industrialização, o que agradou a Inglaterra, e se voltou para a exportação de produtos agrícolas.

Não é interessante conhecer a desastrosa política econômica de Rui Barbosa? Você certamente gostará de ler também sobre a história de Fernando Collor, o 1º impeachment da presidência brasileira.

Fonte: História do Brasil, Brasil Escola, Info Escola, Toda Matéria, Guia do Estudante, Uol Educação.