História

Como aconteceu a Independência dos Estados Unidos?

Após longo julgo sobre o domínio da Inglaterra, as treze colônias resolveram assinar um documento para declarar a independência dos Estados Unidos.

Atualizado em 31/07/2019

A história dos Estados Unidos começa no final do século XVII, quando os ingleses se estabeleceram na região leste da América do Norte e ali fundaram treze colônias. No século XVIII, os ingleses usavam essas colônias para obter lucros e extrair recursos minerais e vegetais.

Sem contar que havia a exploração metropolitana com impostos e taxas cobrados dos colonos.

A diferença entre as colônia dos Estado Unidos

As colônias inglesas receberam dois tipos de colonização diferentes:

As colônias do norte visavam melhorar a região para ali habitarem. A mão-de-obra era livre, a economia baseada no comércio e na produção para consumo interno.

Já as colônias do sul foram colonizadas visando a exploração, por isso tinham que seguir o rígido pacto colonial. Ali havia grandes latifúndios com mão-de-obra escrava. A produção em grande escala visava a exportação para a metrópole.

As regiões do norte sempre gozaram de uma relativa autonomia e conviveram com desenvolvimento econômico interno.

A Guerra dos Sete Anos enfraqueceu a Inglaterra

O conflito aconteceu entre a Inglaterra e a França (1756-1763) pela posse de territórios na América do Norte.  A Inglaterra venceu e decidiu cobrar os prejuízos dos colonos do norte.

Houve então pela primeira vez protestos e manifestações contra a Inglaterra.

A mão de ferro da metrópole pesou sobre os colonos

A Inglaterra resolveu aumentar vários impostos e taxas. Criou também leis que diminuíam a liberdade dos norte-americanos. Dentre estas leis podemos citar:

  • Lei do Chá: deu o monopólio do comércio de chá para uma companhia comercial inglesa;
  • Lei do Selo: todo produto que circulava na colônia receberia um selo;
  • Lei do Açúcar: os colonos só podiam comprar açúcar vindo das Antilhas Inglesas.

Irritados com essas medidas, os colonos jogaram todo o chá da companhia inglesa no mar: Festa do Chá de Boston. Então soldados ingleses cercaram a cidade e exigiram que a população pagasse o prejuízo.

O 1º Congresso da Filadélfia

Em 1774, os colonos do norte organizaram um congresso para tomarem medidas diante de tudo que estava acontecendo. Este congresso não tinha caráter separatista e pretendia apenas retomar a situação anterior. Queriam o fim das medidas restritivas impostas pela metrópole e ainda uma participação maior na vida política da colônia.

Porém, o rei inglês George III não aceitou as propostas do congresso. E em represaria adotou mais medidas controladoras e restritivas como, por exemplo, as Leis Intoleráveis.

Uma destas leis, conhecida como Lei do Aquartelamento, impunha que todo colono era obrigado a fornecer moradia, alimento e transporte para os soldados ingleses. Essas leis geraram muita revolta na colônia.

2º Congresso da Filadélfia e a independência dos Estados Unidos

Em 1776, os colonos novamente se reuniram em congresso. Desta vez o objetivo era a independência. Durante o congresso, Thomas Jefferson redigiu a Declaração de Independência dos Estados Unidos da América.

Obviamente que a Inglaterra não aceitou a independência e declarou guerra. A Guerra de Independência dos Estados Unidos, que ocorreu entre 1776 e 1783, foi vencida pelos americanos com o apoio da França e da Espanha.

A Constituição dos Estados Unidos

Em 1787 finalmente ficou pronta a Constituição dos Estados Unidos com fortes características iluministas. A carta garantia a propriedade privada, mantinha a escravidão, optava pelo sistema de república federativa e defendia os direitos e garantias individuais do cidadão.

Não é interessante conhecer como os norte-americanos conquistaram sua independência?

Você certamente que gostará de ler sobre a Guerra do Paraguai, o maior conflito armado da América do Sul.

Fonte: Só História, História do Mundo, Toda Matéria, Mundo Educação.