Astronomia

Descubra o que acontece quando suas estrelas se tocam

Você sabe o que pode acontecer quando duas estrelas se tocam? Cientistas publicaram no Jornal de Astrofísica duas possibilidades, conheça!

Atualizado em 26/10/2015
Por Editor

O Jornal de Astrofísica publicou este mês um artigo que tem deixado parte da sociedade de olhos atentos: duas estrelas foram encontradas próximo de um encontro. E não qualquer estrela, mas duas estrelas grandes. O que isso poderia causar? Selecionamos algumas explicações apresentadas no artigo, mas adiantando: o resultado pode ser catastrófico.

Uma equipe internacional de astrônomos detectou um o encontro de estrelas por meio do Very Large Telescope, que é monitorado do Observatório Espacial Europeu. O nome do sistema identificado é VFTS 352, e se trata do mais quente e maciço sistema estelar duplo já observado.

De acordo com os pesquisadores, o nome deste fenômeno de encontro é ‘overcontact binário‘. O centro das estreals estão distantes 12 milhões de quilômetros. Para um leigo, pode parecer distante, mas em termos astronômicos não é, principalmente quando se trata de estrelas de grande massa, como as observadas.

Qual a massa das estrelas encontradas?

choque1
Animação que mostra o VFTS 352. Credito: ESO/L. Calçada

A massa combinada de VFTS 352 é 57 vezes maior do a massa do Sol (por isso uma preocupação de um contato). Além disso, as estrelas possuem uma temperatura de superfície de mais de 40.000 graus Celsius – para que você possa ter uma ideia comparativa, a temperatura da superfície do Sol é cerca de 5.500 graus.

“A VFTS 352 é a maior estrela dupla já encontrada. Além disso é quente e massiva que pode mostrar esse tipo de mistura interna”, disse Leonardo A. Almeida, da Universidade de São Paulo, no Brasil, e principal autor do estudo. “Como tal, é uma descoberta fascinante e importante.”

O que pode, de fato acontecer, caso o choque de estrelas realmente aconteça?

choque4

“Se as estrelas continuarem girando rapidamente, um choque poderia acabar nossas vidas, em uma das explosões mais energéticas do Universo, conhecida como um explosão de raios gama de longa duração”, disse Hugues Sana, um dos principais cientistas da Universidade de Leuven, na Bélgica. O que isto significa é as estrelas iriam se manter-se em órbita.

Uma segunda possibilidade não é menos dramático, o encontro das estrelas poderia causar outra novidade astronômica: a criação de um buraco negro duplo, nunca antes observado.

O que são as explosões de raio gama de longa duração?

choque3

São explosões de raios gama altamente energéticos que são detectados por satélites em órbita. Eles vêm em dois tipos: de curta duração (alguns segundos) e longa duração (mais de alguns segundos). Os raios de longa duração são mais comuns e marcam a morte de estrelas massivas, são comummente associados a uma classe de explosões de muito energéticas.

Veja a simulação em animação do encontro VFTS 352

 

Próxima página »