Física & Química

Vidro, o que é? Definição, como é formado, utilização e reciclagem

O vidro é um componente sólido utilizado no nosso dia a dia. Além de ser formado por matérias-primas naturais, ele é um produto reciclável.

Atualizado em 12/09/2020

Nos dias atuais, o vidro está presente no dia a dia de todo mundo. Este produto é adquirido através da mistura de matérias-primas naturais.

Apesar de ser muito conhecido hoje em dia, ele foi descoberto há milhares de anos. Na Antiguidade, por exemplo, os povos babilônios e sírios o utilizavam, desde 7.000 a.C.

O vidro é composto por três matérias-primas principais (areia, barrilha e calcário) e outros componentes adicionais. Dessa forma, a areia é o que compõe a maior parte do produto. É utilizado uma areia muito fina, da qual se origina a sílica (mistura de silício com oxigênio).

Já o carbonato de sódio (barrilha), ajuda o silício a derreter com mais facilidade. Por fim, o calcário contribui dando o cálcio necessário no processo de fabricação.

Tipos de Vidro

Em síntese, antes do procedimento industrial utilizado para a fabricação de vidro hoje em dia, o mesmo já era utilizado desde quando foi descoberto, ou seja, por mais tempo do que imaginamos.

Nesse sentido, existem vários tipos do produto, variando por causa da origem ou pelo modo de ser fabricado.

Vidro, o que é? Composição, utilização e reciclagem
A diferença entre os vidros

O vidro natural é derivado de rochas vulcânicas. Em contrapartida, o vidro sintético, possivelmente, se tornou conhecido por causa de fogueiras na praia, pois o calor resultante da fogueira fez com o que a areia da praia se transformasse em um material cristalino.

Não se sabe ao certo quando chegaram a tal conclusão, mas segundo estudos, havia presença de itens feitos deste produto nos túmulos egípcios.

Do mesmo modo, como o material cerâmico é muito utilizado para coisas distintas, existem várias técnicas e tipos. Dessa forma, os produtos são feitos de acordo com a sua finalidade, se tornando ainda mais útil.

Como exemplo, podemos citar: vidro para embalagens, domésticos, fibras de vidro, vidro plano e técnicos. Além disso, o material pode ser separado em vidro normal, laminado ou temperado.

O vidro mais comum, geralmente, é transparente. Já o temperado, é bem resistente e utilizado como vidro de segurança. Por fim, o laminado é bem seguro e costuma unir várias placas do produto com a película de Polivinil Butiral (PVB).

Processo de produção

De forma geral, o vidro é classificado como um material inorgânico. Além dos componentes mais importantes, outros materiais são utilizados para produzir o vidro, como corantes e óxidos de minerais.

Olhares

Para produzi-lo, antes de tudo, é importante saber que, para que o procedimento dê certo, é preciso colocar a mistura de componentes em altas temperaturas.

Com isso, primeiramente o líquido formado é aquecido em um forno de fusão. Posteriormente ele é esfriado para que fique em um ponto ideal entre o sólido e o líquido, ou seja, com a textura de uma gosma cristalina.

Reciclagem do vidro

O vidro é um produto 100% reciclável no mundo, ou seja, todo o seu material pode ser reutilizado.

Antes do procedimento, é feita uma análise do caco para eliminar materiais impuros que possam estar presentes no produto e que não são recicláveis.

Reciclagem
Vidros que serão reciclados

Quando o produto é coletado e levado para o local da reciclagem, logo é separado por tipo e cor. As cores mais encontradas são: translúcido, verde e âmbar. Vale ressaltar que o vidro plano não é reciclado no mesmo local que os outros.

O órgão responsável pelo acompanhamento da reciclagem do vidro no Brasil é a Associação Brasileira das Indústrias de Vidro (ABIVIDRO), que registrou o potencial de reciclagem brasileira em torno de 50%.

Além disso, apesar da existência de várias campanhas de conscientização, muitas pessoas ainda não separam o lixo na hora de jogá-lo fora.

Ou seja, se toda a população contribuísse, organizando separadamente os matérias recicláveis, seria mais fácil melhorar o índice de reciclagem.

Uso do produto no dia a dia

O material é utilizado em embalagens, em janelas, carros, aparelhos eletrotônicos e domésticos e várias outras utilidades.

Na parte da cozinha é usual utilizar o vidro comum, ou em outros casos, como panelas, o vidro boro-silicato que evita choques elétricos.

Ventilanet

Já em janelas, aparelhos e espelhos é mais usado o plano. Automóveis entram nessa categoria também, com a vantagem de serem temperados.

Os dois mais específicos, sendo compostos por fibras, geralmente são usados para isolamento ou reforço, e os técnicos, que são mais voltados para a tecnologia, como isoladores elétricos, vidros oftálmicos e lâmpadas.

Achou interessante? Agora leia: Separação Magnética, o que é? Conceito, classificações e curiosidades

Fontes: Mundo Educação, Recicloteca.Org e Divinal Vidros

Imagens: Super Interessante, Olhares, MultPainel, Setor Reciclagem, ProAuto e Ventilanet