Ciências

Uma nova função do pulmão foi descoberta, e é surpreendente

Atualizado em 24/03/2017

Se você imaginava que já sabíamos tudo sobre o corpo humano, enganou-se. Pesquisadores descobriram que os pulmões desempenham um papel muito mais complexo nos corpos de mamíferos do que pensávamos. Novas evidências revelaram que eles não apenas promovem a respiração, mas também desempenham um papel fundamental na produção de sangue.

O experimento

Em experimentos com ratos, a equipe descobriu que os pulmões produzem mais de 10 milhões de plaquetas (pequenas células sanguíneas) por hora, o que equivale à maioria das plaquetas na circulação dos animais. Isso vai contra o que se pensava até o momento, que a medula óssea produz todos os nossos componentes sanguíneos.

Mark R. Looney, um do pesquisadores por trás da descoberta, diz que: “Esta descoberta definitivamente sugere uma visão mais sofisticada dos pulmões – que eles não são apenas para a respiração, mas também um órgão chave na formação de aspectos cruciais do sangue”.

“O que observamos nos ratos indica fortemente que o pulmão pode desempenhar um papel fundamental na formação de sangue em seres humanos também.

Você deve estar se perguntando por que descobriram só agora um processo tão importante para o funcionamento do nosso corpo, a resposta é simples:

A descoberta foi possível graças a um novo tipo de tecnologia, ou seja, não se sabia desse processo pois era impossível com a tecnologia que existia até o momento.

As descobertas precisarão ser replicadas em seres humanos antes que possamos saber com certeza que o mesmo processo está ocorrendo dentro de nossos corpos. Se for comprovado, o pulmão seria o órgão mais subestimado da história da medicina.

 

O estudo foi publicado na revista Nature.
Esse texto foi originalmente pulicado em inglês em Science Alert.
Imagens: Puwadol Jaturawutthichai / Shutterstock.com