História

Tupinambá – Quem são, população, costumes e modo de vida

Tupinambá é o nome de um grupo de índios, pertencente ao tronco linguístico tupi, que viveu em uma extensa faixa territorial da costa do Brasil.

Atualizado em 27/05/2020

O povo Tupinambá é uma tribo indígena de origem Tupi, que ocupava várias regiões costeiras do Brasil. Sua existência no período colonial tornou-se popular devido a peculiaridade dos seus costumes. Relatos europeus contam que algumas tribos realizavam rituais de canibalistas.

Estes povos, no entanto, ainda vivem, apesar de ter sua população bem reduzida. Os seus ritos se adaptaram ao novo mundo e, hoje, os indígenas estão predominantemente nas regiões da Bahia e na Mata Atlântica.

População e Costumes

Tupinambá e seu modo de vida
Fonte: Caminho do sup

A princípio, os Tupinambás viviam da caça, da pesca e da plantação de mandioca. As atividades agrícolas costumavam ser principalmente das mulheres. Para os homens, cabiam as funções pesqueiras e da coleta, além da produção de instrumentos de guerra.

Outra função feminina diz respeito as confecções de roupas, artesanatos e da comida. As tribos eram compostas de 6 a 8 malocas e somavam cerca de 200 pessoas por aldeia. Um dos rituais consistia em canibalismo, porém, havia um código de ética entre eles, não podia ser da mesma tribo.

Dessa forma, os povos Tupinambás se envolviam em conflitos com outras aldeias, capturavam um guerreiro e o levavam para cerimônia em suas terras. Eram para esses momentos que os homens fabricavam todo o armamento, como lanças, arco e flechas, alguns feitos de madeira, outros de pedra.

Aldeias tupinambá

Tupinambá e seu modo de vida
Fonte: Vitruvirus

As malocas, sobretudo, eram as moradias dos Tupinambás que se estendiam comprimentos de acordo com a quantidade de pessoas que moram lá. Haviam, sobretudo, nessa estrutura, 3 saídas, sendo 2 nas laterais e uma no meio.

Dispostas, sobretudo, de maneira que uma abertura no centro fosse deixada aberta, as malocas eram dispostas em círculo. O vazio era chamado de terreiro e era nele, enfim, que aconteciam a maioria dos rituais. Haviam também algumas malocas que serviam como local de reuniões.

As vítimas capturadas para o canibalismo eram também ingeridas nesses lugares pelos pajés. Durante o banquete, rituais religiosos se estendiam e várias discussões surgiam sobre os massacres e planos de guerras.

Tubinambá hoje

Por fim, o Tupinambás hoje são chamados de Tupinambás de  Olivença e estão fixos em uma região fundada pelas jesuítas chamado vila de Olivença. Ao arredores, próximos as margens dos rios, estão os povos que lutaram para sobreviver todos esses anos de diversos massacres registrados na história.

Apesar de toda civilização, nativos não deixam para trás os seus costumes e lutam contra o Estado que, infelizmente, quis tirar a condição de indígena desses povos. A decisão tomada, ainda no século XIX, só veio a ser retirada em 2009 pela Funai.

Considerados povos indígenas, a população segue com seus territórios finalmente demarcados, no entanto, carregam o novo nome Tupinambá de Olivença.

Leia sobre como a cultura Tupi-guarani foi impactada pelo homem branco.

Fonte: IBGE, Escola Britannica, Povos Indígenas no Brasil, Wikipedia. História do Mundo, IBGE,

Fonte imagens: Wikipedia, IBGE, Vitruvirus, Caminhos do sup.