História

Telégrafo – O que é, origem, revolução e como funcionava

O telégrafo revolucionou o séc XIX como um aparelho de comunicação que utilizava eletricidade para transmitir mensagens à longa distância.

Atualizado em 06/09/2020

Você já parou pra pensar em como era a comunicação nos tempos antigos? Com as diversas funcionalidades que a internet proporciona nos dias atuais, se comunicar com alguém que está longe não é problema. Entretanto, essa facilidade em se comunicar nos tempos antigos só era possível graças à invenção do telégrafo.

Dessa forma, o telégrafo era um aparelho que conseguia transmitir mensagens por meio de códigos para pessoas que estavam há milhares de quilômetros. A funcionalidade do aparelho era possível por meio da eletricidade que codificava as mensagens através de fios.

Assim, a descoberta do aparelho revolucionou a comunicação do século XIX. Assim, se tornou uma das formas mais rápidas para se transmitir uma mensagens à distância.

Invenção do telégrafo

O telégrafo foi inventado em 1835 pelo pintor Samuel Morse. O artista tinha grande interesse em assuntos relacionados à eletricidade e à arte tendo estudado em Londres para se aperfeiçoar. Além disso, Morse era fascinado pelos estudos sobre corrente elétrica e magnetismo.

Telégrafo - O que é e como funcionava o transmissor de mensagem
Primeiro meio de comunicação à distância. Fonte: Símbolos

A ideia de criação do aparelho de comunicação logo se tornou concreta. Assim, Morse conseguiu desenvolver um sistema que utilizava pontos e traços, além do fio que transmitia eletricidade. Logo, o sistema de pontos e traços ficaram conhecidos como “código morse” ou “alfabeto morse”.

A primeira demonstração do telégrafo foi em 1838, no dia 6 de janeiro. Os sinais enviados pelo aparelho eram curtos e longos, além de serem enviados de forma alternada e recebiam o nome telegrama. Era o início de uma revolução na comunicação.

Telégrafo - O que é e como funcionava o transmissor de mensagem
Inventor do Telégrafo, Samuel Morse. Fonte: History

Por conta do grande avanço, o Congresso dos Estados Unidos decidiu beneficiar Morse com um auxílio financeiro de 30 mil dólares. O dinheiro seria utilizado para investir em linhas de telegrafia eletromagnética. Dessa forma, a empresa ligaria as cidades de Baltimore e Washington. Em seguida, a transmissão foi estendida também à cidade de Nova Jérsei.

Outros telégrafos

Antes mesmo da invenção de Morse ser reconhecida no mundo, outras tentativas de aparelhos que transmitissem mensagens à longa distância já vinham sendo pensados. Dentre eles estava o telégrafo de chappe, um aparelho óptico criado pelo Francês Claude Chappe, em 1790.

O sistema consistia na construção de torres com braços articulados entre si. Cada torre deveria ter entre 5 km e 15 km, além de serem construídas em lugares altos. Isso porque, era necessário que de uma torre fosse possível ver a seguinte e assim, sucessivamente.

Nesta torre consegue ver o telégrafo óptico em utilização. Fonte: Telemóveis

Nos braços que ficavam localizados nas torres eram postos uma espécie de código. Os códigos eram definidos e correspondiam a palavras. Assim, como dava pra ver a torre de uma distância à outra, era possível decodificar a mensagem transmitida. Um dos telégrafos de chappe, também conhecidos como telégrafo visual, foi entre a cidade de Paris e Toulon. A estrutura era formada por 120 torres.

Revolução

Com a invenção do telégrafo a comunicação dava um grande passo. Entretanto, o aparelho não foi utilizado pela população logo de cara. Assim, para que o telégrafo chegasse nas mãos das pessoas foi um longe caminho. Isso porque, o aparelho primeiro foi utilizado em estações ferroviárias.

Em seguida, o governo começou a usufruir da facilidade proporcionada pelo aparelho. Em seguida, a população pode utilizar o telégrafo para o envio de mensagens. Por fim, o telégrafo só caiu em desuso devido a criação do telefone no século XX.

Representação alfabética do código morse. Fonte: Info Escola

Após alguns anos, os telégrafos foram substituídos por uma versão mais sofisticada sem a utilização do fio de eletricidade. Isso era possível por meio da transmissão de mensagens pelo ar. Dessa forma, o telégrafo sem fio deu início ao que hoje conhecemos como rádio. Assim, as formas de transmitir comunicação só foram evoluindo cada vez mais, até chegarem ao que são hoje.

O que achou da matéria? Se gostou, corre pra conferir o que são as Teorias da Comunicação e quem eram os integrantes da Escola Austríaca.

Fontes: Cola Web, Escola Britannica, Estudo Prático e Sua Pesquisa

Fonte imagem destaque: YouTube

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.