Fauna

SeaWorld, parque de baleias mais famoso do mundo, anuncia fim dos shows

O Seaworld anunciou oficialmente o fim dos shows com baleiras no seu principal parque, veja o que pode ter motivado essa atitude

Atualizado em 24/11/2015

Quem já viu, viu, quem não viu, não verá mais. SeaWorld, em San Diego, considerado o parque temático mais famoso por seus shows com baleias, finalmente anuncia o fim dessa “atração” com as orcas. Agora, ou você assiste as imagens da Eliana no Youtube, ou se contenta com o fim até 2017.

Por mais que alguns possa entender essa notícia como algo triste, o fim dos shows com baleias já era esperado, pedido, solicitado e muito aclamado por muitos estudiosos de biologia e defensores de animais ao redor do mundo.

Quando fez o anúncio, o SeaWorld disse em comunicado oficial que iria parar com os shows “circenses” com baleiras orcas aos poucos. Apesar disso, defensores de animais ao redor do mundo entendem que esse fato não significa o fim do cativeiro para esses animais, mas sim um pequeno passo dado.

O parque temático estuda uma forma de desenvolver uma experiência socioeducativa com baleias e outros animais, focando na qualidade de vida dos mesmos, aproximando o máximo o ambiente artificial ao ambiente que necessitam em seus habitats naturais.

O que motivou o fim dos show com baleias?

2009-Seaworld-Shamu

Uma série de fatores foram contribuindo para que essa atitude fosse tomada. Mas, uma das mais marcantes, sem dúvidas foi  o documentário Blackfish – Fúria Animal, que narra de forma dura a realidade tenebrosa da indústria de shows com baleias que, em teoria e para a população geral, tentava passar uma ideia de que o objetivo era a conservação desses animais.

shamu-sea-world-centre

Outro fator que contribuiu para a maior reflexão desse tema, além das recorrentes notícias na internet, redes sociais e grande mídia foram alguns artigos científicos que estudaram o caso, entre eles um que demonstrou que baleias orcas quando estão em cativeiro vivem menos do que as que estão em vida selvagem.

A partir dessas reflexões, o estado da Califórnia, nos Estados Unidos, proibiu com lei a reprodução em cativeiro desde outubro de 2015.

seaworld_2437647b

O que o SeaWorld tem como alternativa para o show com baleiras?

SeaWorldBelieve

Por ser um dos mais tradicionais parques com essa temática, o SeaWorld apesar de anunciar o fim dos shows – sobretudo o espetáculo chamado “Shamu“, parece buscar alternativas para continuar, de alguma forma, lidando com as baleias para o púbico. Recentemente, o parque levantou cerca de 100 milhões de dólares para a expansão de seus tanques de baleias orcas.

Uma outra atitude da empresa foi diversificar seus investimentos. Ao invés de baleiras, o SeaWorld prepara para os próximos anos um o desenvolvimento de um resort no parque em colaboração com Evans Hotels. O SeaWorld não se pronunciou sobre a continuidade ou fim dos espetáculos com animais em seus outros parques localizados em Orlando, na Flórida, e San Antonio, no Texas.

seaworld-orlando

A questão das baleias ainda é uma tensão e conflito para os Estados Unidos, alguns estados ainda não aderiram a proibição de reprodução e shows desse tipo.

Relembre os acidentes no SeaWorld

Em 2006, uma gravação mostrou um ataque que uma das baleias fez a um treinador, que conseguiu, por sorte, se desvencilhar do animal:

https://www.youtube.com/watch?v=HFeMZ58LNwo

Em 2010 o Parque confirmou a morte de outro treinador, chamada Dawn Brancheau com 40 anos de idade. Na época, a assessoria de imprensa do parque informou “Não sabemos ainda se foi um acidente ou um ataque (da baleia) quando a treinadora estava no tanque. A treinadora trabalhava com ela todos os dias”, publicou o Vírgula.

Fonte: Seaworld, Exame, G1
Crédito fotos: Reprodução
Crédito vídeo: Reprodução/Youtube