Ciências

Radiação ultravioleta, o que é? Tipos, benefícios e malefícios

A radiação ultravioleta (UV) são ondas eletromagnéticas com comprimento de onda abaixo dos 400nm, classificada em três tipos: UVA, UVB e UVC.

Atualizado em 04/08/2020

A radiação ultravioleta (UV) é composta por ondas eletromagnéticas, com comprimento de onda abaixo dos 400nm, classificada em três tipos: UVA, UVB e UVC. De toda energia do Sol que chega à superfície da Terra, 9% é radiação ultravioleta.

A camada de ozônio é responsável por absorver boa parte dessa radiação, fazendo com que a vida seja preservada. No entanto, nós não podemos ver essas radiações. Apesar disso, sentimos seus efeitos na pele.

Seja no frio ou no calor, ela não deixa de afetar o ser humano.

Radiação ultravioleta: o que é, quais são os tipos, benefícios e malefícios?
Raios Solares – Fonte: Mega Curioso

Enquanto o Sol existir, a radiação UV vai continuar chegando à Terra, mesmo que o dia esteja completamente nublado.

A exposição moderada à radiação ultravioleta traz benefícios ao nosso corpo, como a produção de vitamina D e o tratamento de algumas doenças. Entretanto, uma exposição exagerada à radiação ultravioleta, sem os devidos cuidados, pode causar queimaduras na pele, cegueira e até mesmo câncer.

Como foi descoberta a radiação ultravioleta?

A ondas de radiação ultravioleta que conhecemos foram descobertas pelo físico alemão Johann Wilhelm Ritter em 1801.

Ritter projetou um feixe de luz através de um prisma, projetando as cores que conhecemos. Feito isso, ele aplicou cada cor ao cloreto de prata para ver o resultado.

Posteriormente, foi observado que a luz vermelha provocou uma pequena mudança, enquanto a luz violeta escureceu o cloreto. Curioso, o físico colocou, então, o cloreto de prata na área luminosa logo após a luz violeta, e ele escureceu novamente.

Com isso, foi constatado que existia outro tipo de onda naquela região, que não podemos enxergar. Essa onda é o que conhecemos hoje como raio ultravioleta (UV).

Radiação ultravioleta: o que é, quais são os tipos, benefícios e malefícios?
Luz ultravioleta – a maior frequência que podemos enxergar – Fonte: Alquimia da Alma

De onde vem o nome ‘Radiação Ultravioleta’?

Com uma frequência maior que a da luz visível, nós não podemos enxergar a radiação ultravioleta, assim como acontece com os raios infravermelhos. Por essa razão, é chamada de ultravioleta, visto que violeta é a maior frequência dentro do espectro luminoso que podemos visualizar.

Da mesma forma, acontece com infravermelho. Pois, são ondas abaixo da cor vermelha, a menor frequência que enxergamos.

Radiação ultravioleta espectro eletromagnético
Espectro eletromagnético – Fonte: Toda Matéria

Tipos de radiação ultravioleta

UVA

Com comprimento de onda entre 320 e 400nm, os raios UVA estão presentes em todas as estações do ano na Terra, pois a camada de ozônio não absorve totalmente essa radiação.

Apesar de não provocar manchas ou queimaduras, os raios UVA penetram camadas profundas da pele, favorecendo o surgimento de câncer.

UVB

Com comprimento de onda entre 280 e 320 nm, estes são mais fortes no verão e nos países próximos à linha do Equador.

Os raios UVB são os responsáveis por queimaduras e vermelhidões na pele após exposição ao Sol. Se cuidados não forem tomados, estes raios podem aumentar a probabilidade de câncer, catarata e até cegueira.

Portanto, evite exposição ao Sol entre as dez horas da manhã e às quatro da tarde.

UVC

Com comprimento de onda inferior a 280 nm, estes raios poderiam ser muito prejudiciais à Terra. Entretanto, a camada de ozônio absorve 100% deles.

Radiação ultravioleta UVA UVB UVC
Raios ultravioletas e suas absorvições pela camada de ozônio – Fonte: Para Tudo

Benefícios

A radiação ultravioleta também tem benefícios. Estes raios estimulam a produção de vitamina D em nosso organismo. Eles ajudam a fortalecer o sistema imunológico e regulam a pressão arterial, auxiliando na prevenção de doenças cardíacas.

Além disso, esses raios também fazem parte de nosso cotidiano e são emitidos por diversos objetos diferentes. Por exemplo, a luz negra ou lâmpadas fluorescentes, que liberam raios UV, transformados em luz visível.

luz negra
Lâmpada fluorescente de luz negra – Fonte: Amazon

A indústria da medicina também utiliza raios UV para alguns procedimentos. Assim sendo, os raios UV são utilizados para esterilizar ambientes, principalmente hospitalares, eliminando vírus, bactérias e outros micro-organismos.

Estas ondas também são utilizadas através da fototerapia, que auxilia no tratamento de doenças, como: psoríase, eczemas, vitiligo e icterícia, etc.

Os cientistas também utilizam UV como ferramentas de estudo. Com elas, especialistas também aprenderam muito sobre as estrelas e galáxias distantes analisando os raios UV que elas emitem

Malefícios

Os raios UV podem causar sérios danos à saúde, como por exemplo, os raios UVB, responsáveis pelas queimaduras, manchas e sardas na pele após exposição ao sol.

Por outro lado, os raios UVA não provocam lesões à vista. Entretanto, penetram profundamente a pele, podendo ajudar no desenvolvimento de câncer.

Essa radiação também atinge os olhos, podendo favorecer o surgimento de cataratas e até mesmo a cegueira. Os raios UV também favorecem o envelhecimento precoce.

https://www.todamateria.com.br/espectro-eletromagnetico/
Penetração de raios UVA e UVC na pele – Fonte: Blog Ada Tina

Como proteger-se dos raios UV?

Como não podemos fugir dos raios ultravioletas, é necessário que cuidados sejam tomados.

  • Usar filtro solar com proteção UVA e UVB diariamente;
  • Evitar o sol entre às 10h e às 16h;
  • Se possível use chapéu;
  • Usar guarda-sol;
  • Óculos escuros com filtro contra UV

Sobretudo, é bom ressaltar que os óculos precisam bloquear de 99 a 100% da radiação UVA e UVB, filtrar entre 75 a 90% da luz e não distorcer totalmente as cores.

Assim sendo, como nosso corpo precisa de vitamina D, profissionais indicam uma breve caminhada ao sol antes das 10h, de pelo menos 15 minutos.

De acordo com especialistas, além da produção de vitamina D, a exposição responsável ao sol tem efeito anti-inflamatório sobre muitas doenças de pele.

Ademais, ao escolher um protetor solar dê preferência para aqueles ofereçam proteção contra raios UVB quanto para UVA. Dessa forma, você consegue se proteger melhor e manter a pele mais saudável.

Agora que você já sabe os tipos de raios UV, seus benefícios e malefícios, aprenda também sobre a radiação, sua história, definição, tipos e  utilização.

Fontes: Mundo Educação, InfoEscola, Estudo Prático, Educação Uol, Raios Ultravioleta, Veja e In Vivo.

Imagens: Saúde Mais, Mega Curioso, Anima Mundhy, Toda Matéria, Para Tudo, Amazon, Alquimia da AlmaAda Tina.