Ciências

Pele de tilápia pode ajudar a curar vítimas de queimaduras, e é invenção brasileira!

Atualizado em 09/03/2017

Uma pesquisa brasileira fascinante pode poupar vítimas de queimaduras, de dores e infecções desnecessárias. Médicos estão experimentando a pele de tilápia, depois de esterilizada é claro, como atadura em vítimas de queimaduras.

Os pesquisadores descobriram que as proteínas de colágeno, que ajudam a cicatrizar a pele, são abundantes na pele de tilápia, ainda mais do que na pele humana. Normalmente os médicos cobrem as queimaduras com bandagens tradicionais, que devem ser trocadas diariamente para ajudar a prevenir a infecção.

Trocar as bandagens é extremamente doloroso para o paciente, e as bandagens não ajudam a ferida curar. A pele de tilápia não só pode permanecer por dias ou semanas, mas também bloqueia a contaminação, acelera o processo de cicatrização e reduz a necessidade de medicação para dor.

52 pacientes foram tratados usando o método, e não houve complicações.

Até o momento a técnica está restrita aos ensaios clínicos, mas esses ensaios tem se mostrado muito promissores.

Você pode ver o tratamento no vídeo abaixo, o rapaz, vítima de queimadura, não se importa em ser transformado em um “mutante”, desde que acelere sua cura e alivie sua dor.

 

Fonte: Mother Nature Work.
Imagem: Reprodução.