História

Pearl Harbor, o que foi? – Contexto histórico e as consequências do ataque

O ataque à base naval de Pearl Harbor marcou a entrada dos Estados Unidos e do Japão na 2ª Guerra. O resultado foi mortes e navios destruídos.

Por Dayane Borges

-

A Segunda Guerra Mundial ocasionou em vários acontecimentos desastrosos. Dentre eles podemos citar o Holocausto, o expansionismo alemão, além dos ataques à Hiroshima e Nagasaki. Porém, um fato foi crucial para que a participação dos EUA e do Japão fosse concretizada, o ataque japonês a Pearl Harbor.

Assim, na manhã do dia 7 de dezembro de 1941, soldados japoneses foram responsáveis por bombardear Pearl Harbor, base norte americana localizada no Havaí. Dessa forma, o ataque foi desastroso, matando mais de dois mil soldados americanos. Além disso, deixou feridos e navios destruídos.

Com a ação, o Japão entrava definitivamente na Segunda Guerra Mundial ao lados dos países do Eixo. Assim, após alguns dias, Alemanha e Itália declaram guerra aos Estados Unidos, que fazia parte dos países Aliados. O conflito que inicialmente se concentrava apenas na Europa, se espalhou pela mundo.

O ataque a Pearl Harbor

A Europa já estava em guerra com a Alemanha, Hitler e todo o processo de expansionismo alemão. Os ideais extremistas só cresciam e os conflitos aumentavam. Assim, em 1941, o Japão possava por momentos de expansão tanto do Império Japonês como economicamente e militarmente.

Pearl Harbor, o que foi? Contexto histórico e as consequências do ataque
Explosão na Estação Aérea Naval dos EUA, Pearl Harbor. Fonte: Knkx

Dessa forma, os japoneses almejavam alcançar os países europeus, que já viam na onda do crescimento territorial com o nazismo e o extremismo de direita. Além disso, queriam dominar os Estados Unidos para obter mais terras, além de recursos naturais.

No início, o Japão declarou guerra contra a China, a vizinha na ásia. Porém, outros países como Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e os Países Baixos tinham o mesmo interesse político que o Japão. Dessa forma, também interessados no sudeste da Ásia, os países europeus e os EUA não concordaram com os ataques a China.

Todos esses países faziam parte do que era chamado de Liga das Nações. Assim, após o ataque a China, fizeram uma reunião diplomática para decidir sobre questões territoriais. Logo, insatisfeito, o Japão saiu da Liga e em 1939 os EUA cortaram as relações comerciais com o país.

O Japão, por outro lado, se aliou à Alemanha assinando o Pacto Tripartite, em 1940. Dessa forma, Japão, Alemanha e Itália eram o grupo do Eixo durante a Segunda Guerra Mundial. Logo, os Estados Unidos dificultou todas as importações japonesas.

Os conflitos

Além das dificuldades impostas pelos EUA em relação às embarcações japonesas, outros fatores foram determinantes para que os países iniciassem uma guerra.

Dessa forma, o bloqueio do Canal do Panamá foi um ponto importante para que os japoneses se contrariassem. Isso porque, o fechamento do canal não permita que navegações japonesas fossem liberadas, o que impactou diretamente na economia do país.

Pearl Harbor, o que foi? Contexto histórico e as consequências do ataque
Fonte: National Interest

Os Estados Unidos não esperam pelo ataque, mesmo que estivessem com tudo preparado caso algo acontecesse. Assim, após o pedido de saída ordenado pelos EUA ao Japão e China, os japoneses entenderam que a atitude foi agressiva e autoritária. Dessa forma, o Japão começa a planejar o ataque, já em 1941.

Nesse sentido, os japonese contaram com a inteligência e a ousadia para surpreender os norte americanos. Dessa forma, mandavam representes pacifistas, porém, a ação não passava de estratégia. Enquanto isso, planejavam o ataque surpresa à base de Pearl Harbor.

O ataque

O ataque a Pearl Harbor foi planejado pelo almirante Yamamoto. Assim, o ataque consistiu em seis porta-aviões e mais de 400 navios. Logo, o ação pegou os norte americanos desprevenidos. Dessa forma, cerca de dois mil americanos foram mortos, além de mais de mil feridos e navios destruídos.

Pearl Harbor, o que foi? Contexto histórico e as consequências do ataque
Um pequeno barco resgata um membro da tripulação de Pearl Harbor. Fonte: Hid

Porém, apesar de toda a estratégia arquitetada para atacar os Estados Unidos, o Japão não possuía a mesma eficiência bélica e a força naval dos norte americanos. Assim, todo o esforço em traçar estratégias para uma possível dominação e neutralização do inimigo foi considerado um fracasso.

Dessa forma, após o ataque a Pearl Harbor os EUA contra-atacaram com treze navios de guerra e nove navios mercantes. Assim, os Estados Unidos declaram guerra ao Japão no dia 8 de dezembro de 1941. O conflito teve duração de quatro anos e terminou apenas em 1945 com a derrota do Japão.

Achou interessante? Você pode conferir muitos outros assuntos sobre a Segunda Guerra Mundial aqui com a gente. Então, corre e confere os ataques à Hiroshima e Nagasaki – 5 fatos curiosos sobre o ataque do USA ao Japão

Fontes: Info Escola, Mundo Educação

Fonte imagem destaque: Britannica

Próxima página »