Geografia

Paraguai – História, aspectos geográficos, economia e cultura do país

Paraguai é um dos países da América do Sul, sem saída para o mar e que faz fronteira com a Argentina, o Brasil e a Bolívia.

Atualizado em 20/05/2020

A América do Sul é formada por doze países, dentre eles o Paraguai. Tem como nome oficial República do Paraguai, sendo classificado como um país interno. Ou seja, junto à Bolívia, não possui saída para o mar.

Além disso, tem como vizinhos de fronteira o Brasil, a Argentina e a Bolívia. No caso do Brasil, Mato Grosso é o estado que faz divisa com o país.

O Paraguai é dividido em departamentos, além do Distrito Capital. São 17 departamentos que formam 406.752 km² de extensão territorial. O país é conhecido pela agricultura e pecuária, fontes que movem sua economia. Além disso, o território paraguaio é especializado em empresas conhecidas por fabricar produtos agrícolas e florestais.

Em relação à cultura, o território cultiva a tradição indígena, inclusive na língua. O guarani, por exemplo, está presente nas danças, músicas e nas produções literárias do país, além de ser a língua oficial junto ao espanhol. Mas, também é possível encontrar manifestações culturais influenciadas pelos colonizadores espanhóis.

A presença da cultura indígena no país é resultado da ação colonizadora que, de certa forma, permitiu que os índios guaranis continuassem no território. Lembrando que as terras paraguaias já eram ocupadas pelos índios antes mesmo da chegada dos colonizadores à região. Eram nações indígenas seminômades, que mantinham aldeias e desenvolviam atividades como caça, pesca e agricultura.

História do Paraguai

O Paraguai é um dos países que compõem a América do Sul. Atualmente, não é considerado uma das maiores economias do continente, porém, no passado a realidade era outra. Isso porque, após a independência nacional, em 15 de maio de 1811, o país estava entre as maiores economias sul-americanas.

Paraguai - História, aspectos geográficos, economia e cultura do país
Batalha de Riachuelo, um dos conflitos da Guerra do Paraguai.

O contexto econômico e social mudou devido à deflagração de uma guerra armada entre países do sul. O conflito ficou conhecido como Guerra do Paraguai,  e ocorreu entre 1865 e 1870, contra Brasil, Argentina e Uruguai – conhecidos como Tríplice Aliança. Por conta dos conflitos, o país perdeu grande parte da população, espaço territorial, além da economia devastada.

A guerra instalou no país uma realidade muito diferente da que os governantes previam. As crises econômicas e sociais foram tão fortes que o país não conseguiu se reerguer, perdendo o status de referência regional que tinha antes dos conflitos. Por conta disso, o Paraguai enfrenta até hoje problemas em relação ao desenvolvimento econômico.

Atualmente, a economia paraguaia se sustenta nas atividades agropecuárias e florestais, tendo 75% das exportações voltadas para produtos como soja, cana-de-açúcar, algodão e tabaco. Assim, junto com outros países da América do Sul – Brasil, Argentina e Uruguai – o país integra o bloco econômico do Mercosul (Mercado Comum do Sul).

Paraguai - História, aspectos geográficos, economia e cultura do país
Batalha do Avaí, conflito durante a Guerra do Paraguai.

Em síntese, os problemas sociais enfrentados pelo país são vários. Ou seja, o Paraguai enfrenta altas taxas de desemprego; grande parte da população sofre devido à falta de saneamento ambiental. Além disso, a subnutrição está presente em 11% da população, índice que influencia na taxa de mortalidade infantil de 31 óbitos a cada mil crianças que nascem com vida.

Conhecendo o Paraguai

A cultura guarani está presente em diversas partes do país, a começar pelo nome Paraguai – que dentre as versões de significado da palavra representa “rio”, “mar”, “água do mar”, “mar imenso” e “coroa de penas”. Além disso, uma das línguas oficiais, além do espanhol, é o guarani. A moeda do país também é chamada de guarani.

A bandeira que representa o país sul-americano é formada por três cores: azul, branco e vermelho. Com isso, estão postas em faixas horizontais e, no meio da bandeira, existe um escudo. O escudo apresenta dois lados distintos – o que difere a bandeira paraguaia das demais bandeiras do mundo. Assim, um lado do escudo é formado por uma estrela e, no verso, está a figura de um leão.

Paraguai - História, aspectos geográficos, economia e cultura do país
Verso da bandeira do Paraguai.

Em síntese, as cores da bandeira paraguaia representam os uniformes dos soldados que lutaram contra as invasões inglesas no Rio da Prata, em 1806. Entretanto, também existe a teoria de que as cores foram baseadas na bandeia revolucionária francesa. Isso porque, os franceses constituíram a revolução baseados no iluminismo – fato que também influenciou a independência paraguaia.

Além disso, o país apresenta as seguintes características:

  • Extensão territorial: 406.752 km².
  • Localização: América do Sul.
  • Capital: Assunção.
  • Clima: Tropical seco (noroeste e nordeste), tropical (na porção central) e subtropical (ao sul).
  • Governo: República presidencialista.
  • Divisão administrativa: 17 departamentos.
  • Atual presidente: Federico Franco.
  • Idiomas: Espanhol e guarani (oficiais).
  • Religiões: Cristianismo 95,5% (católicos 86%, protestantes 6,2%, outros 3,3%), sem religião e ateísmo 2%, outras 2,5%.
  • População: 6.348.917 habitantes. (Homens: 3.205.235; Mulheres: 3.143.682).
  • Densidade demográfica: 15,6 hab/km².
  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,640 (médio).
  • Produto Interno Bruto (PIB): 16 bilhões de dólares.

Aspectos geográficos

O relevo do Paraguai é formado por planícies e montanhas. As montanhas, entretanto, estão presentes na parte leste do país, quase ligadas ao planalto brasileiro. A bacia dos rios Paraguai e Paraná faz parte de grande porção do território paraguaio. Além disso, o rio Paraguai divide o território em duas partes diferentes.

Paraguai - História, aspectos geográficos, economia e cultura do país
Balneário de San Bernardino, Paraguai.

Ou seja, na parte oeste do país – denominada de Choco – é possível encontrar uma parte de planície que se eleva (de maneira quase imperceptível) nas margens do rio.

Por outro lado, a parte leste é formada por colinas que atingem 700 m em relação ao nível do mar, como nas montanhas Amambay e Mbaracayú. Já na parte sudoeste, o relevo se torna plano novamente, contribuindo para a construção de usinas hidrelétricas e represas.

O clima que predomina no país é o subtropical. Isso porque o trópico de Capricórnio atravessa o território. Dessa forma, as temperaturas são altas durante o verão, oscilando entre 25 ºC e 40 ºC e; no inverno, variam entre 10ºC e 20ºC. Por conta da movimentação das massas de ar úmido vindas do Atlântico, o país apresenta altos índices pluviais, chegando a 2.000 mm anuais em algumas partes do país.

Paraguai - História, aspectos geográficos, economia e cultura do país
A região do Chaco, no Paraguai, abriga mais de 500 espécies de aves.

A abundância de chuva e as altas temperaturas contribuem para a vegetação natural nas colinas e planaltos. Assim, o país apresenta áreas que são cobertas por matas, além de paisagem mais seca ao leste. A vegetação inclui cactos que cobrem grande parte da planície.

Em relação à fauna, o Paraguai apresenta características idênticas ao Centro-Oeste do Brasil. Ou seja, é possível encontrar no país onça, cervo, tatu, além do tamanduá.

Aspectos econômicos e sociais

A população paraguaia é formada, principalmente, da mistura entre índios guaranis e os colonizadores espanhóis. Essa característica torna o país um dos mais homogêneos da América do Sul em relação à etnia. Dessa forma, o território paraguaio apresenta nações indígenas localizadas na região do Chaco – constituído por savanas e matagais.

No início do século XIX, estima-se que a população paraguaia era composta por aproximadamente meio milhão de habitantes. Entretanto, as guerras durante a década de 1870 fizeram a população diminuir para cerca de 200.000 pessoas. Contudo, o crescimento populacional obteve melhoria devido ao alto índice de natalidade acrescido da baixa taxa de mortalidade.

Paraguai - História, aspectos geográficos, economia e cultura do país
Comércio nas ruas do Paraguai.

Visto isso, no final do século XX, o país manteve o crescimento populacional e, consequentemente, econômico. Assim, a cidade que mais se desenvolveu foi a capital Assunção, tanto demograficamente quanto comercialmente. Além disso, cidades como Lambaré, Fernando de la Mora, Villarrica, entre outras, são consideradas núcleos econômicos desenvolvidos.

Dessa forma, a base econômica do país é fortalecida pela pecuária, pesca, além do extrativismo florestal, como já mencionamos. Na parte de agropecuária, o Paraguai investe na soja – principal produto de exportação – além da mandioca, milho, cana-de-açúcar, banana e algodão. Produtos como arroz, café, fumo, erva-mate e sementes oleaginosas também são exportados, porém, em menor quantidade.

Por fim, a parte industrial do Paraguai é uma das menos desenvolvidas. Mesmo assim, o país possui fábricas que são especializadas na produção de produtos agrícolas e florestais, como óleos vegetais, tecidos de algodão, bebidas alcoólicas, etc. Além disso, o país sul-americano também conta o turismo e o comércio, sendo a capital Assunção o principal ponto turístico com teatros e museus.

Você sabia?

A usina elétrica de Itaipu é uma barragem hidroelétrica localizada no rio Paraná, entre o Brasil e o Paraguai. Assim, é a usina hidrelétrica responsável pela maior quantidade de energia gerada em todo o mundo. Além disso, Itaipu é considerada uma Usina Binacional, construída por meio de um documento – denominado de Ata do Iguaçu, entre ministros brasileiros e paraguaios.

Paraguai - História, aspectos geográficos, economia e cultura do país
Usina de Itaipu.

Em síntese, o documento foi assinado em 22 de junho de 1966. Dessa forma, a fim de aproveitar os recursos hidráulicos que os dois países apresentavam, a usina se tornou a maior geradora de energia do mundo. Por fim, estima-se que 87,3% da energia paraguaia seja fornecida pela usina, enquanto o Brasil depende de 19,3% da energia de Itaipu.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também quais são as características da França e quais países formam o Continente Americano.

Fontes: Toda Matéria, Brasil Escola, Brasil Escola e Revista Galileu

Imagens: Geo5, História de Tudo, Aventuras na HistóriaGeo5, Hoteis, The Natural Conservancy, 4oito e Info Escola

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.