Língua Portuguesa

Onomatopeia – definição, utilidade, exemplos e aplicação prática

A onomatopeia é uma figura de linguagem que reproduz os sons naturais, sendo muito utilizada hoje em redes sociais ou aplicativos para celulares.

Atualizado em 27/07/2019

A onomatopeia pode ser definida como uma figura de linguagem que imita sons naturais. Isso torna o discurso mais enfático, motivo pelo qual é empregado nos quadrinhos, além da literatura. Os sons podem reproduzir o ruído de objetos, pessoas, além de animais.

Essa figura de linguagem da língua portuguesa faz parte do grupo das figuras de palavras, compondo o processo de formação de palavras ou fonemas. Sua finalidade é a imitação do ruído de um som, assim que são pronunciados.

Que são figuras de linguagem?

Onomatopeia – definição, utilidade, exemplos e aplicação prática atual

As figuras de linguagem são meios empregados com o fim de dar maior expressividade emotiva ao texto. Podemos classificá-las em figuras de palavras, como a metáfora, a metonímia e a a comparação. Assim como as figuras de sintaxe, a exemplo da Elipse, Zeugma, Hipérbato ou Silepse.

Há também figuras de pensamento (prosopopeia, eufemismo e hipérbole), bem como as figuras de som, onde se encaixa a onomatopeia. Outras figuras de som são: assonância, aliteração e paronomásia.

Considerações sobre a Onomatopeia

Onomatopeia – definição, utilidade, exemplos e aplicação prática atual

A palavra onomatopeia vem do grego “onomatopoiía”. Esta é composta pelos vocábulos “onoma”, que quer dizer nome, assim como “poiein”, que significa fazer. Ou seja, o significado é criar ou fazer um nome. Por esta razão há quem a associe ao neologismo, que cria novas palavras.

A onomatopeia, bem como as demais figuras de linguagem, contribuem para que a comunicação alcance sua finalidade social. Isso porque ela nos proporciona compreender o simbolismo de certa mensagem, quer oral quer escrita, como se dá nos quadrinhos.

Antigamente era muito usada nas charges em jornais, assim como nas tirinhas. Na atualidade, entretanto, seu uso é mais acentuado na internet, principalmente em redes sociais. Nos aplicativos para celulares também se emprega muito termos como “kkk”, que imita uma risada.

Exemplos de onomatopeias

É comum, como dito, o emprego de onomatopeia atualmente nas redes sociais, assim como aplicativos para celulares. Mais assíduo era antigamente o uso de charges, bem como o consumo de quadrinhos.

Mas também no linguajar do dia a dia utilizamos essa figura de linguagem. Assim, quando alguém quer contar que freou de repente, imita o som do pneu atritando contra o chão. Se quer dizer que levou um susto, então reproduz como foi o barulho assombroso. Por isso é tão importante e gostoso estudar sobre as onomatopeias.

O “ratimbum” equivale ao som de alguns instrumentos musicais, a exemplo da caixa (ra), dos pratos (tim), bem como dos bombo (bum). O “tic-tac” = relógio, o “sniff” = choro, o “atchim” = espirro, o “plaft” = som de queda, bem como o “bang-bang” = tiro.

Tem a imitação de tosse (cof-cof), de miado (miau), do canto do galo (cocoricó), como também do relógio (tic-tac). O beijo tem som de “smack”, o rugido de ódio “grrr” e o badalar dos sinos =”blém-blém”.

Leia também sobre as Conjunções subordinativas, o que são? – funções, aplicações e tipos.

Fonte: Brasil Escola, Figuras de Linguagem, Portal Educação, Significados, Toda Matéria e Escola Kids.

Fonte das Imagens: Wattpad, Priterest, Turma da Mônica, Elo 7.