História

Minorias sociais, o que são? Conceito, características e principais grupos

Minorias sociais são caracterizadas como os grupos que se encontram em situação de desvantagem social, sofrendo preconceito e discriminação.

Atualizado em 16/10/2020
Por Igor Holanda

Antes de começar a falar sobre as minorias sociais, é importante ressaltar que, por se tratar de uma parte da sociedade, as minorias não estão necessariamente ligadas à quantidade, e sim à representação e espaço na sociedade. Nesse sentido, seus direitos sociais são retirados causando uma situação de exclusão ou desvantagem.

Em suma, dentro dos estudos das ciências sociais, caracterizam-se como minorias sociais uma parte da sociedade que é atingida por meio do processo de exclusão social, esses grupos sofrem com as consequências da exclusão. Nesse ínterim, os números são baseados em grupos que são excluídos por questões relativas.

Além disso, outro fator importante que caracteriza o conceito de minorias sociais é a relação de influência que os grupos detentores do “poder” exercem sobre as minorias sociais. Dessa forma, é gerada uma série de fatores que afeta os grupos minoritários como o preconceito e a discriminação.

Contexto e configurações

Um clássico exemplo de minorias sociais aconteceu ainda no século XX, quando o alemão Adolfo Hitler se constituiu como chefe da Alemanha nazista.

Em suma, o movimento do nazismo foi responsável por perseguir e exterminar milhões de judeus com a ideologia de que eles não se encaixavam na superioridade biológica da raça ariana.

Minoriais sociais
Histórias do Mundo

Além disso, o movimento nazista perseguiu outros grupos divergentes como comunistas, ciganos e homossexuais. Esse ato demonstrou a reação contra grupos minoritários que iam além do fator religioso, incluindo o fator ideológico e social.

No Brasil, o reflexo das minorias sociais se deu por meio dos extensos anos de escravidão. Em síntese com a retirada dos direitos desse povo, mesmo após a abolição da escravatura, em 1888, a história da população negra ficou manchada fazendo com que os efeitos nunca acabassem e fossem refletidos, inclusive, na sociedade atual, por meio da desvantagem social.

Acordos e tratados a favor do grupo minoritário

Ao passo que a história avançou, vários acordos foram sendo realizados a fim de resolver questões relacionadas às minorias sociais. Um exemplo foi o tratado de Paz de Augsburgo, que reivindicou direitos religiosos aos que não fossem a religião oficial do país.

Minorias sociais o que são? Conceito, características e principais grupos
Pressenza

No contexto dos acordos e tratados realizados para defender as minorias sociais, é importante ressaltar episódios de perseguição aos diversos grupos minoritários da história.

Em suma, uma das protetoras desse grupo, a Liga das Nações, foi de extrema importância por apresentar tratados de proteção para esse grupo atingido na sociedade.

Em síntese, a criação da Organização das Nações Unidas (ONU), em 1945, esse fator foi debatido. No entanto, ficou de fora da Declaração dos Direitos do homem.

A carta de Paris, em 1990, relata a necessidade de proteção, ressaltando diversos direitos como identidade religiosa, linguística, cultural e étnica das minorias. Logo em seguida, é criada uma das entidades mais importantes no que tange os direitos das minorias.

As minorias sociais – diferentes grupos

Quando se fala de minorias sociais, é também necessário destacar a palavra diversidade. Isso porque, nada define mais esse conceito social. Sendo assim, dentro desse conceito de minoria existem divergentes grupos que estão em desvantagem.

No contexto do que atinge o grupo minoritário pode-se citar fatores que envolvem tanto o campo econômico quanto político. Em suma diversos grupos podem ser retratados como minorias. Dos mais conhecidos, pode-se citar grupos de gêneros, a comunidade negra, grupos indígenas e também pessoas de baixa renda.

Dentro das minorias étnicas pode-se citar negros, indígenas ou mesmo alguma outra etnia que se diferencie dos padrões sociais, inclusive da denominação branca. Em síntese, esse fator é recorrente da grande influência europeia que tinha como ideologia a superioridade do homem branco.

Minorias sociais o que são? Conceito, características e principais grupos
Mendigossa

Nesse ínterim, as minorias nacionais assemelham-se um pouco com as minorias étnicas. Em síntese, as minorias nacionais se encaixam nos grupos minoritários de acordo com aspectos, como a etnia, a religião ou até mesmo dentro do fator cultural que varia de local para local.

Em suma, a população de baixa renda ou que vive abaixo da linha da pobreza também caracteriza um grupo minoritário. Esse grupo caracterizado como a população pobre soma uma maioria absoluta, sendo um dos mais afetados pela sua exclusão dos atuais sistemas sociais.

Ainda sobre a população pobre citada acima, é importante ressaltar as condições de desvantagem social em que vivem esse grupo. Na maioria das vezes são desumanas, com condições indignas de moradia, falta de assistência em fatores como educação, alimentação, saneamento básico, entre outros.

Sexualidade

Em síntese, um outro grupo que foi bastante perseguido durante a história e até nos dias atuais, entram nos grupos minoritários por causa da sexualidade. Os homossexuais, bissexuais e transexuais foram discriminados a partir da ideologia e da moral judaico-cristã.

Adnews

Contudo, as consequências desse grupo que formou mundialmente a comunidade LGBTQIA+, continua nos dias atuais, sendo bombardeados pelo preconceito, sofrendo diariamente agressões tanto física, como verbais e psicológicas.

Por conta do preconceito, as pessoas desse grupo minoritário vivem sob auto repressão, sendo excluídos de espaços que não deviam.

A relação ao gênero entra nos grupos sociais. Isso se dá em consequência ao pensamento patriarcal de grande parte da sociedade, que vê as mulheres como esposas, donas de casa e que devem ser submissas ao homem.

Lutas e movimentos sociais

Como citou Karl Marx, “As revoluções são a locomotiva da história”. Nesse ínterim, as lutas por direitos de diversos grupos minoritários aconteceram mor meio de movimentos e revoluções em resposta a desvantagem social.

Em suma, é possível ver trajetórias de históricos movimentos sociais, como o dos negros que lutaram conta o racismo e pelo lugar da população negra na sociedade.

Exemplificando, o movimento abolicionista brasileiro durante o século XIX, envolveu a população de negros, pardos e brancos defensores, a fim de acabar com a escravidão e a desvantagem social no país.

Seguindo esse mesmo contexto, no século XX, surgem também outros movimentos visando o fim do racismo e à inserção do negro no mundo com igualdade de oportunidades. Uma das conquistas modernas pode ser vista na Lei antirracismo e a Lei de cotas.

Diferença

Quando se trata da questão de gênero, ainda é possível ver algumas situações em que as mulheres são excluídas e tratadas como submissas aos homens. Nesse ínterim, um movimento que surgiu visando a luta contra a misoginia, foi o movimento feminista.

De forma geral, existem vários movimentos feministas caracterizado em diferentes momentos da história, cada qual com sua importância, como, por exemplo, o movimento sufragista que marcou a história por demonstrar a força da mulher querendo garantir o direito ao voto e a participação na política.

Por fim, o movimento feminista se transformou ao longo da história e constituiu ramificações que reivindicavam vários direitos, principalmente o direito à liberdade sexual.

O que achou desse texto sobre as minorias sociais? Se gostou, leia também nossa matéria sobre Sufrágio universal – O que significa, como surgiu e qual sua importância

Fontes: Info Escola, Mundo Educação, Brasil Escola,

Imagens: Histórias do Mundo, Diferença, Adnews, Mendigossa, Pressenza, Ana Burke

Próxima página »