História

Mercantilismo, o que é? Origem, história e definições da prática econômica

O mercantilismo foi a transição do feudalismo para o sistema capitalista. Foi a partir disso que toda a história da humanidade se transformou e as expansões das nações começaram a surgir.

Atualizado em 05/11/2019

O feudalismo começou a entrar em crise desde o surto da peste negra e com o fracasso da Guerra de 100 anos. Os governantes, precisavam buscar um novo meio para melhorar a economia e alavancar o Estado, e foi nesse cenário que surgiu o mercantilismo. Bem como, é um conjunto de atividades econômicas, que durou do século XV ao XVIII, marcando o início do capitalismo e das grandes navegações.

As grandes nações europeias aproveitaram esse período para começarem a formar suas colônias e aumentar as relações comerciais. Por exemplo, América e África.

Contudo, vale lembrar, o mercantilismo não foi um sistema econômico. Porque não constituiu um meio de produção, como o feudalismo.

Logo, o mercantilismo foi um período de transição de sistemas econômicos que trouxe consigo o surgimento das primeiras moedas e o início de uma globalização primitiva.

De onde veio o mercantilismo?

Mercantilismo, história e definições
Fonte: Wikipédia

O surgimento do mercantilismo está completamente ligado ao fracasso do feudalismo e o começo da centralização de poder dos reis. Ademais, essas nações passaram a ser chamados de Estados Nacionais Modernos e junto a elas veio uma burguesia que aclamava pelo fim dos privilégios dos nobres feudais e buscavam espaço no cenário social.

Com apoio da burguesia, o Estado controlava a economia, a exploração colonial e o crescimento das manufaturas. Logo, equilibrava o poder nas mãos do rei e beneficiava a burguesia. Assim, nasceu o mercantilismo. Entretanto, alguns historiadores chamam o mercantilismo de capitalismo comercial.

Principais características do mercantismo

Mercantilismo, história e definições
Fonte: Suno

Bulionismo ou Metalismo é como foi chamado a característica de acumular metais preciosos como forma de riqueza, durante o mercantilismo. Essa prática marcou a exploração das colonias, principalmente as americanas. Porque, era onde havia o extrativismo de metais preciosos nas colonias portuguesas e espanholas.

Colbertismo era uma pratica para atrair a moeda estrangeira, foi adotado principalmente pelos franceses. Basicamente, era a obtenção de riquezas através do desenvolvimento manufatureiro. Além disso, havia um corte de gastos internos.

Fonte: Colegio Web

Balança comercial favorável era o o lucro. Portanto, o volume de mercadorias vendidas deveria ser maior que as compradas.

Assim, o mercantilismo trouxe para as nações europeias e para o mundo o protecionismo, barreiras alfandegárias, monopólios. Mas também, valorização de metais preciosos, desenvolvimento manufatureiro, construção de embarcações, entre outros.

Gostou dessa matéria? Venha ver essa também: Colonização mercantilista: a ocupação efetiva das terras brasileiras

Fonte: Brasil Escola

Fonte imagem: Pinterest