Biografia

Joseph Goebbels, quem foi? História e ideologia do propagandista nazista

Joseph Goebbels foi um politico alemão que ganhou prestigio na Alemanha, convidado por Hitler a assumir o Ministério de propaganda nazista.

Atualizado em 10/10/2020

Ministro da Propaganda da Alemanha nazista, Paul Joseph Goebbels foi escolhido por Hitler para ser líder distrital da cidade de Berlim em 1927, onde fundou um jornal semanal nazista, intitulado Der Angriff (O Ataque).

Em suma, o cargo de Joseph Goebbels contribuiu para a exaltação da imagem de Hitler. Entre suas ideias e ideologias centrais estavam a revolução cultural que censurava tudo que não era conveniente ou que ia contra os ideais alemãs.

Vida de Joseph Goebbels

Joseph nasceu no dia 29 de outubro de 1897, na cidade de Rheydt, no oeste da Alemanha, e fazia parte de uma família simples. Era filho do trabalhador industrial Fritz Goebbels e da camponesa Katharina Odenhausen.

Em suma, Joseph Goebbels era um aluno dedicado. Sua infância foi marcada por alguns problemas de saúde, como, por exemplo, a deformidade que tinha nos pés em consequência de distúrbios metabólicos.

Joseph Goebbels, quem foi? pensamentos e ideologias do propagandista nazista
Aventuras na História

Contudo, Goebbels sempre se dedicava aos estudos e, após concluir o ensino secundário, ingressou na Universidade de Bonn, com o intuito de estudar Medicina. Porém, acabou sendo influenciado e cursou alemão e história.

Com isso, no ano de 1922, obteve o título de doutor em literatura romântica pela Universidade de Heidelberg.

Goebbels passou a dedicar-se à carreira literária e a escrever seus próprios textos. O jovem alemão escreveu um livro, mas este não teve o reconhecimento de nenhuma editora por ser considerado uma obra com víeis radicais.

Através de seu contato com grupos ultranacionalistas, o jovem alemão foi apresentado ao partido nazista no ano de 1924 e, em abril do mesmo ano, passou a integrar a campanha de Adolf Hitler.

Ascensão no partido nazista

Foi na cidade de Rheydt, que Joseph Goebbels desenvolveu sua influência por meio de seus discursos e sua retórica. Dessa forma, participou ativamente do desenvolvimento de um núcleo nazista que tinha por objetivo promover candidatos nazistas nas eleições locais.

Em suma, em consequência de sua desenvoltura e de sua boa retórica, o próprio Hitler o convidou a participar e discursar em Munique, em 1926.

Neste mesmo ano, Goebbels se tornou diretor de um dos jornais conhecido por sua forma sensacionalista de exaltar os valores do nazismo, o Völkische Freheit

Joseph Goebbels, quem foi? pensamentos e ideologias do ministro nazista
Idnes.cz

A medida que foi afirmando o seu crescimento no interior do partido, Joseph Goebbels se envolveu em um desentendimento relacionado aos rumos do partido. No entanto, esse ato contribuiu para que se tornasse cada vez mais próximo do líder nazista, Adolfo Hitler.

Nesse ínterim, o contato com Hitler, fez com que Goebbels passasse de assumir funções importantes. Ainda no ano de 1926, foi nomeado para comandar o partido nazista na região de Berlim.

Contudo, em 1928, foi eleito deputado e assumiu o posto no Parlamento alemão, o Reichstag. Sua atuação e desenvoltura, juntamente com outros membros, fizeram com que o partido nazista se elevasse e se destacasse como um dos partidos mais importantes da Alemanha.

Propaganda nazista

Após Hitler se tornar chanceler, em 1933, Goebbels foi nomeado como ministro da Propaganda do Partido nazista. Em suma, foi através desse cargo que Goebbels se fortaleceu.

Através de suas ideias, o nazismo e imagem de Hitler ganharam força. Suas ideias contribuíram para manipulação da população alemã.

Além disso, Goebbels exerceu um papel importante no antissemitismo (preconceito e discriminação contra judeus) da Alemanha. Em suma, as ideologias de Goebbels tinham como objetivo angariar apoiadores ao nazismo.

Defensor de uma visão nacionalista, Goebbels contribuiu para o desenvolvimento de ações antissemitas na Alemanha, como o pogrom organizado pelos nazistas contra os judeus nos dias 9 e 10 de novembro de 1938, que ficou conhecido como a Noite dos Cristais.  Esse ataque ocasionou o  aprisionamento dos judeus nos campos de concentração.

Em síntese, tudo o que estava ligado às questões culturais da Alemanha ficou a cargo de Joseph Goebbels. Dessa forma, o nazismo passou a controlar a arte e, por meio do mandato de Goebbels, vários artistas judeus, como escritores e músicos, passaram a ser perseguidos.

Joseph Goebbels, quem foi? pensamentos e ideologias do propagandista nazista
DW

Um exemplo do ato de repressão a qualquer um que ia contra os valores alemães, foi evidenciado na queima de livros a mando do ministro de propaganda, em maio de 1933.

Nesse ato, milhares de livros de diferentes autores, como Albert Einstein, foram totalmente destruídos.

Com a proposta de uma revolução cultural, Goebbels se preocupou em montar uma propaganda que disseminasse a ideologia nazista de uma forma positiva que contribuísse para o apoio e a participação ativa da nação ao regime.

Os atos eram confirmados através dos atos de violência contra os judeus.

Casamento e filhos de Joseph Goebbels

Goebbels foi casado com a alemã Magda Ritschel, com quem teve seis filhos. A história do casal se deu por meio do partido nazista e teve como padrinho, o líder alemão Adolfo Hitler.

No entanto, após conhecer Lídia Baarová, Goebbels decidiu deixar o cargo no governo e se mudar para o Japão. Nesse ínterim, a atitude não agradou Hitler, que proibiu que Goebbels de deixar a Alemanha.

Público

A influência do líder nazista era tanta sobre a vida de Goebbels, que Hitler convenceu o amigo a dar uma segunda chance para Magda e comprou uma passagem para que Baarová fosse embora para outro país.

Com o casamento abalado, e por seus companheiros de governo acreditarem que havia perdido o jeito e estivesse ficando doido, Goebbels se abalou profundamente quando Hitler passou a duvidar e acabou se afastando dele, deixando de chamá-lo para eventos públicos e de pedir suas opiniões.

Derrota alemã e morte de Goebbels

Pelo fato de que a Alemanha vinha sendo derrotada, Goebbels reiterou seu discurso em relação aos judeus e incentivou o Holocausto. Além disso, ele acreditava na mobilização total da população alemã, mesmo que a Alemanha já estivesse fadada à derrota.

Quando o ápice da guerra alarmou a Alemanha por meio dos eventos da União Soviética, em destaque as batalhas de Stalingrado e Kursk, o propagandista alemão teve ciência da possibilidade de derrota.

Entretanto, pós a Operação Valquíria em julho de 1944, Goebbels passou a incentivar ainda mais a mobilização da população para uma guerra total.

Porém, em 1945, nas últimas que assolou a guerra na Europa, Hitler, Goebbels e a elite nazista permaneceram escondidos em um bunker. Nesse ínterim, Hitler aconselhou Goebbels a ir embora de Berlim, mas este se recusou.

Sputnik

Contudo, após o suicídio de Hitler, no dia 30 de abril de 1945, Goebbels foi indicado pelo Führer para assumir o cargo de chanceler da Alemanha. Entretanto, o cargo foi exercido por apenas um dia.

No dia 1º de maio de 1945, após ver que a Alemanha seria derrotada, Goebbels e sua esposa Magda cometeram suicídio, após se envenenarem com ácido cianídrico, deixando os seus seis filhos.

O que achou da história de Joseph Goebbels? Se gostou, leia também sobre Segunda Guerra Mundial – Causas, países envolvidos e consequências

Fontes: Info Escola, Brasil Escola, Revista Galileu,

Imagens: Último Segundo, Público, Idenes.cz, DW, Sputinik, Aventuras na História