História

Guerra russo-japonesa, o que foi? Origem, conflitos e consequências

A disputa por novos territórios estimulou os conflitos entre a Rússia e o Japão, que declararam a guerra russo-japonesa por causa de seus interesses comerciais.

Por Kariny Bianca

A Guerra Russo-Japonesa aconteceu no começo do século XX, entre 1904 e 1905. A Rússia e o Japão entraram em conflito pela disputa dos territórios da Manchúria (China) e da Coreia. Foi assim que o Japão se tornou uma potência mundial e demarcou a decadência do regime czarista da Rússia.

Dessa forma, houve diversos confrontos, mesmo com tentativas de acordos diplomáticos. Assim, um país europeu foi derrotado por uma nação asiática pela primeira vez na história. O japoneses venceram com um exército forte, moderno e habilidoso no mar. Ao contrário dos russos, que estavam enfraquecidos na batalha.

Por isso, vamos aprender um pouco mais sobre a guerra russo-japonesa, os conflitos e suas consequências. Ademais, o Japão tinha interesse em pontos comerciais nos territórios que buscavam conquistar. Já a Rússia, tinha como objetivo manter o acesso que eles tinham ao Oceano Pacífico.

O que foi a Guerra russo-japonesa?

Antes da guerra russo-japonesa, o Japão passou por diversas transformações ao longo do século XIX, dentre elas a restauração Meiji, em 1868. Ao passo que, o país foi modernizado, a monarquia foi alterada e a industrialização resultou no crescimento econômico.

Guerra por territórios
Youtube

Nesse meio tempo, a modernização no Japão incentivou o crescimento do nacionalismo, garantindo a soberania do país. Isto porque os japoneses temiam que a interferência estrangeira atingisse o país, assim como acontecia na China. Dessa forma, o Japão desenvolveu o interesse pelo domínio de novos territórios, o que contribuiu para a guerra russo-japonesa.

Isto surgiu do povo, como também dos governantes, que cresceram às custas da China. Assim, os japoneses buscavam novos mercados com a criação de colônias em novos territórios. Isto é, obter fontes de matérias-primas para alavancar a indústria do Japão.

A Primeira Guerra Sino-Japonesa aconteceu entre 1894 e 1895, quando os japoneses obteriam controle da Península da Coreia. Ao ganharem a batalha, o Japão estabeleceu termos exigentes sobre a China, mas os russos fizeram os japoneses recuarem, interferindo na guerra com apoio da França e da Alemanha. A partir disso, começou a guerra russo-japonesa.

Nesse sentido, as duas nações passaram a disputar o controle das mesmas terras, a Manchúria, a península da Coreia e o Port Arthur. No caso dos russos, eles queriam manter o acesso para o Oceano Pacífico.

Conflitos entre russos e japoneses

Por conseguinte, os dois países tinham aliados, caso houvesse um novo conflito. Assim, surgiu a assinatura da Aliança Anglo-Japonesa em 1902, firmada entre ingleses e japoneses. Este acordo declarava que uma nação apoiaria a outra, caso qualquer uma entrasse em guerra.

Guerra russo-japonesa
Fatos Desconhecidos

Além disso, os americanos também resolveram apoiar o Japão, impulsionando um conflito armado. Do outro lado, os russos continuavam com o auxílio dos franceses. Dessa forma, os japoneses atacaram os russos em fevereiro de 1904, sem ao menos declarar uma guerra oficialmente.

Assim, a frota naval russa estava estacionada em Port Arthur quando foi dizimada. Isto porque a estratégia dos japoneses era aproveitar o momento de fraqueza dos russos. A guerra russo-japonesa durou cerca de 18 meses. Neste período, acreditava-se que a Rússia teria mais força, tanto em terra quanto pelo mar, para vencer os japoneses.

No entanto, tudo aconteceu ao contrário. A vitória foi do Japão. O Japão venceu porque possuía um exército moderno, armas táticas e estratégias bem pensadas. Ao contrário, a Rússia não tinha estrutura por causa da modernização tardia.

Após a guerra russo-japonesa, a crise econômica da Rússia se agravou, atingindo a paz social. Os trabalhadores russos fizeram manifestações na ruas por melhores condições de trabalho, o que resultou no Domingo Sangrento em São Petersburgo, em 1905.

Consequências

Em suma, a Rússia teve resultados negativos no campo de batalha, refletindo na insatisfação das tropas. Por conseguinte, os marinheiros do Encouraçado Potemkin mataram os oficiais do navio de combate em junho de 1905.

Consequência da guerra
Guia do Desconhecido

No entanto, foi a Batalha de Tsushima que abateu definitivamente a frota russa, onde a marinha japonesa destruiu 24 navios russos. Após isto, o Czar Nicolau II resolveu aceitar as negociações de paz, visto que a Rússia já não tinha mais como se defender.

Como resultado, o Tratado de Portsmouth foi assinado entre agosto e setembro de 1905, quando as negociações entre a Rússia e o Japão foram mediadas pelo presidente dos Estados Unidos da época, Theodore Roosevelt. Assim, ficou determinado que a península da Coreia, a península de Liaodong e a Manchúria ficariam no controle do Japão.

Além disso, o regime czarista na Rússia foi enfraquecido, provocando a Revolução de Outubro, em 1917. Por fim, o Japão se tornou uma potência mundial e posicionou o país com relevância no Extremo Oriente. Assim, o nacionalismo e as ambições imperialistas começaram a fazer parte da vida dos japoneses.

O que achou dessa matéria sobre a guerra russo-japonesa? Se gostou, confira também: Revolução Russa, o que foi? História, sistema czarista e governo provisório

Fontes: Brasil Escola, InfoEscola, History e Escola Kids

Imagens: Rea Silvia, Youtube, Fatos Desconhecidos e Guia do Desconhecido

Próxima página »