História

Feudalismo: o que era, como funcionava e como terminou?

O Feudalismo entrou em crise com as mudanças ocorridas no mundo da época, principalmente o aumento da população, que levou ao crescimento das cidades.

Atualizado em 21/08/2019
Por Adriano Curado

A crise do Feudalismo ocorreu no último período da Idade Média, chamado de Baixa Idade Média (séculos XI e XV).

A autossuficiência dos feudos foi abalada pelo crescimento da população na Europa a partir do século X. Nos séculos XI a XIII a população europeia mais que dobrou.

É que não havia comida para todo mundo e por isso o povo teve que se mudar para as cidades. Por essa razão, o Feudalismo desapareceu por completo e pôs fim à Idade Média. Começa aí a Idade Moderna.

O Feudalismo se tornou insustentável com o tempo

Os Feudos se baseavam na posse de terras, na monarquia, na centralização do poder, na autossuficiência e numa sociedade estamental. Havia a nobreza, o clero e o povo, sem qualquer possibilidade de mobilidade social.

Mas com o crescimento do número de pessoas, surgiu uma nova classe social interessada no comércio, ou seja, a burguesia.

A classe burguesa era formada por artesões, mercadores, banqueiros e donos de companhias de comércio. Eles moravam nas antigas cidades medievais fortificadas, denominadas de burgos.

A explosão demográfica tornou impossível suprir as necessidades básicas do povo dentro do Feudo. Não havia alimento e moradia suficientes para todos, pois o número de pessoas não parava de crescer.

O povo então foi para as cidades e isso ocasionou um renascimento urbano e comercial. Por outro lado, no entanto, enfraqueceu o poder da nobreza, do clero e dos senhores feudais.

Nasceu a poderosa Burguesia

As pessoas se mudaram dos feudos para as cidades, sem dúvida na busca de melhores condições de vida. As atividades comerciais se intensificaram, as trocas passaram a ser feitas em moedas e com isso as cidades medievais se fortaleceram.

Com o sistema feudal em declínio, principalmente pelo êxodo rural, a Burguesia se fortaleceu com o aumento das atividades comerciais.

A Burguesia era contra o Absolutismo e queria uma nova economia baseada no sistema capitalista, ou seja, era a burguesia mercantil.

Com as mudanças no mundo o Feudalismo entrou em crise

O declínio do Feudalismo

Diversos outros fatores contribuíram para o fim do Feudalismo. No século XIV, a Peste Negra matou milhões de pessoas na Europa.

As Cruzadas intensificaram o comércio. As comercializações de produtos com o Oriente, a partir da abertura do mar mediterrâneo, aumentou as rotas comerciais.

O Renascimento foi um movimento artístico, filosófico e cultural que permitiu a mudança de mentalidades na sociedade europeia.

O desparecimento do Feudalismo põe fim à Idade Média e então se inicia a Idade Moderna.

Não é interessante saber sobre a crise que levou ao fim do Feudalismo? Então não deixe de ler também sobre o Renascimento, o que foi, quando e onde ele surgiu.

Fonte: Mundo Vestibular, Toda Matéria, Sua Pesquisa, Mundo Vestibular, Brasil Escola.

Próxima página »