Saúde

Descubra se você está com anemia

Verifique alguns sintomas e descubra se você está com anemia

Atualizado em 16/03/2020

A anemia é uma doença extremamente comum no Brasil. Cerca de 2 milhões de pessoas enfrentam a doença por ano. Sobretudo, uma em cada cinco crianças de até 5 anos sofre de anemia. Acima de tudo, a anemia nos primeiros anos de vida pode causar danos psicomotores e repercutir até na aprendizagem.

Certamente o nosso país se preocupa com esse problema a algum tempo e, além disso, busca formas de lidar com ele na melhor forma possível. Uma pesquisa publicada no “Journal of Water Resource and Protection” trouxe novas possibilidades para a deficiência de ferro no país.

Um dos responsáveis por esse estudo é o médico doutor em fisiologia e professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, José Eduardo Dutra de Oliveira. E, nessa pesquisa, para chegar a algumas sugestões e soluções, a equipe avaliou o nível de ferro em crianças de 2 a 6 anos de 31 pré-escolas de Ribeirão Preto (SP), desde o início da década de 1990.

Man lying on bed (B&W)

O que é a anemia

Primeiramente, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a anemia é quando o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal. Consequentemente, isso leva à diminuição da capacidade de transporte de oxigênio.

Acima de tudo, você precisa se lembrar que a hemoglobina é a substância que nosso corpo utiliza para transportar o oxigênio. Nela está contida hemácias ou glóbulos vermelhos.

Causas da anemia

Inicialmente, a anemia pode ser causada por deficiência de ferro. Isso é chamado de Anemia Ferropriva. Além disso, essa causa é muito mais comum que as demais, sendo que 90% das anemias sejam causadas por carência de Ferro.

Acima de tudo, crianças, gestantes, mulheres que estão amamentando, meninas adolescentes e mulheres adultas em fase de reprodução são os grupos mais afetados pela anemia. Homens idosos também podem ser afetados pelo quadro de hemoglobina baixa.

Além disso, a anemia também pode ocorrer devido a não produção de células sanguíneas vermelhas suficientes pelo corpo, sangramentos, que fazem com que você perca glóbulos vermelhos mais rapidamente do que eles podem ser substituídos e destruição dos glóbulos vermelhos

Fatores de risco

Acima de tudo, existem alguns fatores de risco que podem piorar anemias adquiridas. Primeiramente, uma dieta mal estruturada, que não administra todas as vitaminas que o corpo necessita, pode facilitar a anemia. Da mesma forma, distúrbios intestinais também, porque afetam a absorção de nutrientes no intestino delgado.

A menstruação também é um fator de risco, uma vez que causa a perda de glóbulos vermelhos. As mulheres certamente estão mais expostas ao problema, uma vez que a gravidas que não está tomando um multivitamínico com ácido fólico, pode estar com um risco aumentado de anemia.

Além disso, quem tem condições crônicas pode estar em risco de anemia. Essas condições podem levar a uma escassez de glóbulos vermelhos. Por fim, cirurgias que removem o estômago ou duodeno e cirurgia bariátrica diminuem a capacidade de absorção da vitamina B12 e do ferro, levando a uma maior chance.

Força-tarefa contra anemia

No Brasil, o Ministérios da Saúde, Desenvolvimento Social e Combate à Fome e da Educação lançaram um programa em 2015 indicando que cada criança consumisse um sachê diário composto de ferro e outros 14 micronutrientes.

Essa mistura em forma de pó é adicionada na comida já servida na creche – pensada para ser dada nas primeiras colheradas e com gosto que não destaque sobre nenhum alimento, facilitando assim a aceitação.

anemia-2

Sintomas

Os principais sintomas da doença são:

  • Fadiga generalizada;
  • Anorexia (falta de apetite);
  • Palidez de pele e mucosas (parte interna do olho, gengivas);
  • Olhos amarelados (nas anemias hemolíticas);
  • Menor disposição para o trabalho;
  • Dificuldade de aprendizagem nas crianças;
  • Falta de ar;
  • Tontura;
  • Dor no peito;
  • Mãos e pés frios;
  • Dor de cabeça;
  • Apatia (crianças muito “paradas”);
  • Vontade de comer substâncias não alimentares, como gelo ou arroz cru;
  • Formigamento nas mãos e pés.

Como saber se estou com anemia?

Se sua resposta for SIM para as perguntas abaixo, pode ser um sinal de que está com anemia:

  • Você se sente cansado quando acorda e essa moleza te persegue durante o dia?
  • Sua conjuntiva (abaixo do olho) está pálida?
  • Sente fadiga frequentemente?
  • Tem dificuldade para se concentrar e se sente cansado ao realizar simples atividades do dia a dia?
  • Apresenta fraqueza ou tontura?
  • Dormência ou frio em seus pés?
  • Pele pálida?
  • Batimentos cardíacos rápidos ou irregulares?
  • Falta de ar?
  • Dor no peito?

Se você sente a maioria dos sintomas acima, é bom procurar um profissional da saúde para te atender melhor. Sabemos que a automedicação pode ser extremamente perigosa. A anemia pode ter o tratamento simples, quando encarada e tratada dentro do tempo hábil. Porém pode levar até a morte em casos mais intensos de descuido ou impossibilidade de tratamento.

Você gostou dessa matéria? Então você também vai gostar dessa: Leucemia: tudo o que você precisa saber sobre a doença

Fontes: Minha Vida Hilab

imagem de destaque: