Biologia

Darwin, quem foi? História, principais descobertas e Teoria da Evolução

Charles Darwin foi um importante naturalista da história, responsável pela obra A origem das espécies e o conceito de seleção natural.

Atualizado em 22/07/2020

A Biologia moderna teve grande contribuição do considerado pai da “Teoria da Evolução das Espécies”. Estamos falando de Charles Darwin, naturalista inglês responsável por desenvolver estudos revolucionários, principalmente, sobre a teoria da evolução. Além disso, o naturalista introduziu conceitos sobre mecanismos genéticos.

Após estudos elaborados quando era jovem, Charles Darwin estabeleceu o conceito de evolução como as espécies que descendem com modificações. Ou seja, em seus estudos, ele propôs que, ao longo do tempo, as espécies mudam. Com isso, novas espécies surgem, além de compartilharem em comum um ancestral.

A partir desses conceitos, o naturalista chegou a questão da seleção natural. Esse modelo de evolução das espécies revolucionou os pensamentos sobre a biologia da época, criando assim a biologia moderna. Com isso, foi comprovado que para a seleção natural ocorresse era necessário um ambiente, além de características genéticas variadas de um grupo.

Biografia de Charles Darwin

Charles Robert Darwin nasceu no dia 12 de fevereiro de 1809, em Shrewsburv, na Inglaterra. Suas habilidades para aprender rápido e o fascínio pela ciência e pela arte vieram desde a infância. Isso porque, seu pai era médico e o avô, poeta, médico e filósofo.

O jovem, com apenas 16 anos, conclui os estudos no secundário, na cidade onde nasceu. Durante a adolescência, gostava de colecionar coisas. Era fácil encontrar em suas coleções pedras, moedas, conchas, plantas, ovos de pássaros e flores silvestres. Após concluir o secundário, foi estudar medicina na Universidade de Edimburgo.

Darwin, quem foi? História, principais descobertas e Teoria da Evolução
Charles Darwin começou a se interessar pelas Ciências Naturais na juventude.

Durante as aulas de medicina, Darwin não demonstrava muito interesse. Para ele, era mais proveitoso se reunir com outros estudantes para discutir Ciências Naturais. O jovem curioso, em 1826, já havia feito descobertas sobre História Natural e gostava de apresentar ao grupo de estudantes na Plinian Society.

Os estudos na faculdade de medicina não duraram muito tempo. Isso porque, o jovem inglês decidiu se dedicar aos estudos religiosos e focar na carreira eclesiástica. Assim, foi transferido para Cambridge e começou os estudos no Christ’s College. Após três anos de estudos, Darwin concluiu o curso de bacharel em Artes. Em seguida, fez outros cursos para se aperfeiçoar e se tornar pastor da Igreja Anglicana.

Conhecendo o mundo a bordo do Beagle

Enquanto estava em Cambridge, Darwin fez amizade com John Stevens Henslow, conhecido clérigo, geólogo e botânico. Por conta disso, o jovem inglês conseguiu se aventurar em uma expedição geológica ao Norte do País de Gales, junto a Adam Sedgwick – considerado um dos fundadores da geologia moderna.

Além disso, o jovem inglês, com 22 anos, foi convidado por Stevens Henslow para mais uma aventura. Dessa vez, como naturalista, Darwin embarcou num veleiro enviado pela Coroa britânica, no dia 27 de dezembro de 1831. A bordo do “Beagle”, o jovem navegou os mares da costa ocidental da América do Sul, indo do Chile ao Peru.

Darwin, quem foi? História, principais descobertas e Teoria da Evolução
Lugares em que Darwin passou a bordo do Beagle.

A bordo do “Beagle”, Darwin também navegou pelas ilhas Galápagos, passou pela Austrália e pela Nova Zelândia. Quando estava nas águas sul-americanas, passou também pelo Brasil, aportando na Bahia e no Rio de Janeiro. Conheceu também, a Patagônia, as Ilhas Malvinas e a Terra do Fogo.

Toda a navegação a bordo do Beagle durou cinco anos. Durante a expedição, Darwin coletou diversas espécies e observou várias formas de vida pelos lugares do mundo em que passou. Com isso, observou como as mudanças de vida ocorriam com as varias espécies. Além disso, analisou fósseis e fez anotações geológicas que o permitiram compreender a evolução das espécies com o passar do tempo.

A Teoria de Darwin

A Teoria de Evolução de Darwin se resume a um conceito muito importante: seleção natural. De acordo com o naturalista, os organismos que possuem a capacidade de se adaptar melhor ao ambiente possuem maiores chances de sobrevivência, se comparados aos que não se adaptam.

Neste caso, quando os organismos conseguem se adaptar, significa que o ambiente está selecionando esses seres. Com isso, o número de descendentes consegue ser maior. Os seres vivos de uma espécie não são, portanto, seres idênticos entre si, mas compartilham algumas características.

Darwin, quem foi? História, principais descobertas e Teoria da Evolução
Evolution of Life on Earth.

Por meio da Teoria da Evolução, Darwin concluiu que os organismos possuem a capacidade de reproduzir e, assim, deixar descendentes. Porém, nem todos os descendentes conseguem completar o ciclo evolutivo. O número de seres de uma mesma espécie, neste caso, se mantém de certa forma constante conforme o passar do tempo.

A partir do grande número de descendentes, uma “luta” pela vida se inicia. Isso porque, é como se os indivíduos da espécie estivessem avaliando quem tem mais chances de se adaptar ao meio. Dessa forma, os seres que possuem maior capacidade de adaptação se sobressaem em relação aos que não conseguem de adaptar, em relação ao meio.

Com isso, a seleção natural feita pelo meio seleciona os indivíduos que possuem características vantajosas. Assim, os seres adaptáveis têm maiores chances de, por meio da reprodução, deixar descendentes. A seleção natural faz, desse modo, a melhoria dessa capacidade adaptativa pelo meio externo, ou seja, natural.

Seleção natural

A obra contendo a teoria em relação às espécies, só foi publicada por Darwin em 1859. Intitulada A origem das espécies por meio da seleção natural, a obra foi um total sucesso, vendendo todos os exemplares disponíveis naquela época. Mais tarde, o livro foi intitulado com A origem das espécies. A teoria revolucionou a biologia, mas não agradou os religiosos, que criticaram as ideias de Darwin.

Um dos pontos principais da seleção natural é a relação com o ambiente. Ou seja, o ambiente seleciona no indivíduo as características que podem ajudam a espécie a evoluir, sobreviver e reproduzir. Porém, essas características benéficas em um ambiente podem, quando relocadas para outro ambiente, serem prejudiciais.

Darwin, quem foi? História, principais descobertas e Teoria da Evolução
A Seleção Natural impõe uma ordem ao processo evolutivo.

Além disso, a seleção natural ocorre por meio de uma matéria prima. O que isso quer dizer? Bem, estamos falando da variação genética entre os indivíduos. Assim, para que a seleção natural seja possível, características diferentes devem existir entre os seres de uma mesma espécie. Nesse sentido, as características são herdáveis pelos genes dos seres vivos.

Evolução científica

Os conceitos desenvolvidos por Darwin proporcionaram a criação do Neodarwinismo. Ou seja, são pesquisas elaboradas com base nos estudos do naturalista inglês e que incorporam as questões atuais sobre genética. Dessa forma, a seleção natural e os mecanismos acerca da Teoria de Darwin mostra que, entre as formas de vida da atualidade, existe grande diversidade.

Além disso, o processo de seleção natural explica a relação entre os organismos hoje existentes e os ambientes onde vivem. Portanto, os estudos de Darwin foram de extrema importância para entender como as espécies mudavam com o passar do tempo.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que é Ciência e quais os Cientistas que marcaram a história.

Fontes: Ebiografia, Só Biologia, Brasil Escola e Khan Academy 

Imagens: Aventuras na História, Na prática, Blog Descalada, Aventuras na História e Revista Pesquisa

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.