História

Brasil República – O que foi, presidentes e contexto histórico

O Brasil República foi um longo período com diversas formas de governo. Sua duração é datada desde a proclamação da República aos dias de hoje.

Atualizado em 12/06/2020

O Brasil República, ou Nova República, foi o período histórico em que data o fim do Antigo Império no Brasil. A transformação, a princípio, foi tão importante que hoje temos o feriado nacional da Proclamação da República, comemorado dia 15 de novembro.

O precursor do novo modelo político foi o militar Manuel Deodoro da Fonseca, primeiro presidente do Brasil. Protagonizador e organizador do golpe, em 1889, Deodoro participou de várias guerras importantes e, apesar de monarquista, aderiu ao modelo republicano.

O que foi o Brasil República

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Todo Estudo

O Brasil República foi um período histórico que ocorreu após a ação dos militares na derrubada do Antigo Império Português, no Brasil. Dentro de todas as crises, um dos principais fatos que levaram ao golpe contra a monarquia foi, sobretudo, a abolição da escravidão.

Nesse tempo, no ano de 1889, o comando do país estava nas mãos de Dom Pedro II. Contudo, antes da sua vinda, o governo estava sobre as ordens do Ministro Marquês de Pombal, o político que determinou o fim do tráfico dos navios negreiros.

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Aventuras na História

O fim da escravidão, portanto, foi o estopim para a estadia do braço direito da Monarquia Portuguesa. Com isso, a queda do período pombalino abriu espaço para o novo Ministro, o Visconde de Ouro Preto.

Após a “Proclamação da República“, com a famosa frase “Independência ou Morte”, entoada por José do Patrocínio; instaurou-se, portanto, o Brasil República. Esse período é divido em 5 fases: República Velha, Era Vargas, República Populista, Ditadura Militar e Nova República.

Fases da República

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Brasil Escola

Contudo, dentre os tipos de governo instaurados nesse tempo, temos, inicialmente, as seguintes fases:

República Velha ou Antiga República

Datada de 1889 a 1930, a Primeira República veio através de um golpe militar, encabeçado por Manuel Deodoro da Fonseca. O inicio da vigência desse novo modo de governo é também dividido em 2 períodos: República da Espada, até 1894 e República das Oligarquias, com duração até 1930.

República da Espada

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Notícia Quente

Na primeira fase, a política estava nas mãos, sobretudo, dos grandes proprietários de terras. As elites ditavam as decisões durante a República da Espada. Deodoro da Fonseca e o Marechal Floreano Peixoto eram então os dirigentes do Brasil.

O fato que marcou essa primeira posse presidencial é, acima de tudo, a criação da Constituição de 1981. Por pressão dos políticos liberalistas da época, houve, enfim, uma alteração da Constituição, onde se fez mais concreto o sistema republicano.

A nova Constituição, dessa forma, foi lançada em 1891. O presidente se tornou, por fim, a máxima autoridade, a igreja se separou do Estado, sendo o Estado mais presente nas decisões da União. A abertura da votação no sistema eleitoral passou, portanto, a existir, com várias exceções.

República das Oligarquias

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Thais 761

A princípio, se destaca como a política do Café com Leite, que durou até o ano de 1930. A presidência era alternada entre figuras políticas de Minas Gerais e São Paulo. O esquema se estendeu ao final da Antiga República.

Em suma, passaram pela presidência 13 candidatos eleitos:

Deodoro da Fonseca (1889-1891);

Floriano Peixoto (1891-1894);

Prudente de Morais (1894-1898);

Campos Sales (1898-1902);

Rodrigues Alves (1902-1906);

Afonso Pena (1906-1909);

Nilo Peçanha (1909-1910)

Hermes da Fonseca (1910-1914);

Venceslau Brás (1914-1918);

Delfim Moreira (1918-1919);

Epitácio Pessoa (1919-1922);

Artur Bernardes (1922-1926);

Washington Luís (1926-1930).

Apenas dois partidos estaduais dominaram a política e o período passou a ser chamado de República das Oligarquias. O nome se refere ao governo estabelecido por poucos e para poucos. O vai e vem das eleições teve fim com a segunda fase da República Brasileira, a Era Vargas.

Era Vargas

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Todo Estudo

A eleição de Getúlio Vargas, político rio grandense, foi o fim do sistema político Café com Leite. A princípio, sua eleição foi tão importante que nomearam o período como Era Vargas. Durante seus 15 anos de governo, tivemos, portanto, 3 diferentes períodos e grandes tomadas de decisões.

O primeiro tempo, chamado de Governo Provisório, durou até 1934, levantando à revolta das antigas Oligarquias. A Revolução Constitucionalista de 1932, por fim, foi a resposta para o governo de Vargas. Este, para manter a ordem, elevou os poderes Executivos.

Então, após a derrota da oposição e da ascensão comunista, o poder subiu à cabeça do presidente, tanto que ele acabou com o poder Legislativo, tendo amplo poder das decisões. Entre 1934 3 1937, não houveram eleições e Getúlio Vargas declarou o Estado Novo.

Estado Novo

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Identidade 85

O Estado Novo foi marcado pelo regime ditatorial. Como consequência do modelo de governo, os meios de comunicação, dentre outras instituições, infelizmente tiveram suas atividade censuradas. Esse tempo só teve fim em 1945, com as novas eleições.

Posteriormente, Getúlio Vargas até conseguiu voltar ao poder, por meio do voto. Isso, sobretudo, após o governo de Gaspar Dutra. Mesmo ganhando, Getúlio ficou somente 3 anos na presidência, porque acabou tragicamente se suicidando em 1954.

República Populista

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Estudo Prático

Outra constituição foi elabora na República Populista. O Presidente da vez foi Eurico Gaspar Dutra.

Em resumo, o populismo se estendeu até o ano de 1964, se findando com um golpe militar. Entre 1945 e 1964, tivemos 8 presidentes populistas, sendo eles:

José Linhares (1945-1946 – interino)

Eurico Gaspar Dutra (1946-1951)

Getúlio Vargas (1951-1954)

Café Filho (1954-1955)

Carlos Luz (1955 – interino)

Nereu Ramos (1955-1956 – interino)

Juscelino Kubitschek (1956-1961)

Jânio Quadros (1961)

Ranieri Mazilli (1961 – interino)

João Goulart (1961-1964)

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Senado Notícias

De todos os representantes do período, Juscelino Kubitschek, no governo de 1956 a 1960, foi um dos mais marcantes. Sobretudo, por ter realizado a transferência da capital do Rio de Janeiro para o Distrito Federal, Brasília. O tempo da construção da nova capital brasileira ficou conhecido, portanto, como 50 anos em 5.

O fim do populismo, em 1964, se registrou com a renúncia de João Goulart e com o início da Ditadura no Brasil. Era o fim do período democrático.

Ditadura Militar

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Dagobah

Contra uma suposta dominação comunista, os militares, enfim, tomaram o poder do Brasil para instaurar uma nova ordem no país. As censuras dos meios de comunicação, as mortes de vários militantes e a tortura das oposições políticas marcaram a história durante os anos de 1864 até 1985.

Por fim, foram cinco presidentes eleitos no tempo ditatorial do Brasil República, que só teve fim com as novas eleições, pós Diretas Já. Este, aliás, foi um movimento popular a favor da democracia.

A seguir, os presidentes da ditadura:

Marechal Castelo Branco,

General Costa e Silva,

General Médici,

General Ernesto Geisel

General Figueiredo.

Nova República

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Café História

Após tantos altos e baixos na história do Brasil República, a Nova República veio, por fim, para estabilizar, principalmente, a economia do país. A democracia, assim, voltou ao seu vigor. É esse o tempo em que ocorre, sobretudo, a elaboração da nova Constituição de 1988.

José Sarney (1985 a 1990)

Fernando Afonso Collor de Melo (1990 a 1992)

Itamar Augusto Cautiero Franco (1992 a 1995 )

Fernando Henrique Cardoso (1995 a 2003)

Luiz Inácio Lula da Silva (2003 a 2010)

Dilma Rousseff (2011 a 2016)

Michel Temer (31 de agosto de 2016)

Jair Bolsonaro (1º de janeiro de 2019)

Brasil República - o que foi, contexto histórico
Último Segundo

De todos os acontecimentos do Estado Democrático, o Impeachment de Collor se destaca, porque foi acusado de séria corrupção. O presidente, afinal, foi responsável por confiscar as poupanças, durante 18 meses, levantando a insatisfação da população. Por fim, o resultado foi outra Diretas Já.

Collor, portanto, não foi o único impeachmado na história. Recentemente, Dilma Rousseff também passou pelo mesmo processo, acusada, sobretudo, por realizar pedaladas fiscais, dando lugar ao vice-presidente Michel Temer. Atualmente, o Brasil está sob governo de Jair Messias Bolsonaro.

Por fim, para saber mais sobre a história do Brasil leia Brasil pré-cabralino: o Brasil antes dos portugueses

Fontes: Politize, Brasil Escola 1, Brasil Escola 2, Brasil Escola 3, Toda Matéria 1, Toda Matéria 2, Educa Mais Brasil, Mundo e Educação, Nexo Jornal, Aventuras na História, Brasil Escola 4.

Fontes de imagens: Todo Estudo, Aventuras na História, Todo Estudo 2, Brasil Escola, Notícia QuenteThais 761Identidade 85Estudo Prático, Senado Notícias, Dagobah, Café História, Portal 27.