História

Auguste Comte – Quem foi, quando viveu e principais trabalhos

Considerado pai da Sociologia, Auguste Comte foi um filósofo francês também responsável pelo desenvolvimento do positivismo.

Atualizado em 09/02/2020

Primeiramente, Auguste Comte foi um filósofo francês conhecido por ter sintetizado, pela primeira vez, a necessidade de uma ciência da sociedade, a Sociologia. Além disso, foi ele quem fundamentou a teoria positivista. Seus pensamentos e ideias estiverem entre os mais influentes do século XX, além de influenciarem o método científico de época.

Acima de tudo, até hoje, seus principais trabalhos são utilizados como base de compreensão da sociedade europeia do século XIX. Ferramentas do pensamento comtiano também são úteis nos dias de hoje.

Além disso, os pensamentos Comte foram influentes até mesmo fora da França, inclusive no Brasil. Por aqui, a doutrina positivista inspirou militares da Primeira República.

Quem foi Auguste Comte

Auguste Comte - quem foi, quando viveu e principais trabalhos
Mundo Educação

Isidore Auguste Marie François Xavier Comte nasceu em Montpellier, na França, no ano de 1798, em uma família monarquista tradicional. Após uma breve passagem por Paris, onde estudou na Escola Politécnica, Comte voltou para Montpellier a fim de estudar Medicina.

Mais tarde, ele retornou para a Escola Politécnica, mas acabou expulso. Isso porque liderava manifestações dentro da instituição. Comte também passou a trabalhar como secretário do Conde Saint Simon, que o introduziu no círculo intelectual da época.

Em 1822, Auguste Comte publicou o Plano de trabalhos para a reorganização da sociedade, base de sua doutrina positivista. Em 1830, também iniciou a redação do Curso de Filosofia Positiva. O sexto e último volume só seria finalizado em 1842. Seus primeiros textos já eram um rascunho da Sociologia, ainda que ela fosse chamada de Física Social. Isso porque as leis eram comparadas com as leis da natureza. Por causa dos diferentes ideais, Comte já não era parceiro de Saint Simon.

Em 1847, fundou a Religião Positivista, ou Religião da Humanidade. A doutrina dava lugar à religião comum, vendo o homem, a ciência e a crença no cientificismo no lugar da ideia de Deus.

Auguste Comte morreu aos 59 anos, em Paris, em 1857.

Sociologia

Auguste Comte - quem foi, quando viveu e principais trabalhos
Cultura Mix

Apesar de ter crescido numa família monarquista, Auguste Comte via vantagens na Revolução Francesa, como o fim do Antigo Regime. Para o filósofo, os ideais republicanos indicavam o vislumbre de possibilidade de desenvolvimento de ciências e tecnologia. Por outro lado, a Revolução espalhou caos e instabilidade social no país.

Ainda que tenha sido essencial para o desenvolvimento, a explosão da Revolução Industrial também causou problemas sociais. Diante de desemprego, miséria e desigualdade social, Comte julgou necessário uma ciência capaz de analisar os fatores e apontar soluções para eles.

A princípio, a ideologia era chamada de Física Social, depois, de Sociologia. Da mesma forma que as leis da Física explicam a natureza, a Sociologia usaria métodos de observação e experimentação para explicar a sociedade. Mais tarde, Émile Durkheim iria criar um método de operação singular para a Sociologia.

Positivismo

Auguste Comte - quem foi, quando viveu e principais trabalhos
Integrah

Além da Sociologia, Auguste Comte também foi o primeiro a desenvolver o positivismo. De acordo com ele, o positivismo era a compreensão da natureza por meio do trabalho científico. No viés político, ele deveria ser expressado pelo trabalho conjunto entre política e ciência, a fim de promover o desenvolvimento social.

Para explicar o positivismo, Comte descreveu três estágios da humanidade:

  • Estado teológico: quando não conseguia explicar a natureza, homens criaram explicações naturais para o mundo por meio de narrativas mitológicas e religiosas
  • Estado metafísico: sem se contentar com explicações religiosas, o ser humano desenvolveu a teorias racionais para os fenômenos da natureza, por meio da filosofia
  • Estado positivo: o terceiro estágio seria o mais desenvolvido da humanidade. Ou seja, para obter respostas sobre a natureza, o ser humano deveria observar a natureza e desenvolver uma ciência capaz de buscar o progresso.

Influências

Auguste Comte - quem foi, quando viveu e principais trabalhos
Jornal Grande Bahia

Naturalmente, Auguste Comte foi muito influenciado por Saint Simon. A principal influência de Saint Simon foi o pensamento que a humanidade sempre caminharia para o desenvolvimento. Além dessas, ideias como a existência de leis sociais e do conhecimento científico como forma de aperfeiçoar o ser humano.

Além disso, Comte teve a influência de cientistas, como Newton e Galileu. Ainda que o filósofo não possa ter sido influenciado por Darwin, por questões cronológicas, teorias positivistas podem ter relação com a teoria evolucionista.

Mais tarde, pensamentos de Comte influenciaram Émile Durkheim e pensamento sociológico que criticava valores comtianos.

Curso de Filosofia Positiva

Auguste Comte - quem foi, quando viveu e principais trabalhos
Portal Tobiense

Entre 1830 e 1842, Comte escreveu seis volumes da obra Curso de Filosofia Positiva.  Os livros apresentavam a necessidade de estabelecer a Sociologia, além da importância da ciência como referencial. Isso porque, segundo o positivismo, o progresso da humanidade só seria possível por meio do conhecimento científico.

Com a ciência, o ser humano poderia entender a natureza e a sociedade, desenvolver tecnologias de melhorias de vida e transformar o meio político. Ao mesmo tempo, a política ensinaria valores de ordem, para que pudesse ser garantido o progresso. É daí que surgiu a inspiração para a frase estampada na bandeira do Brasil, Ordem e Progresso.

Frases de Augusto Comte

  • “O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim.”
  • “Todos os bons intelectos têm repetido, desde o tempo de Bacon, que não pode haver qualquer conhecimento real senão aquele baseado em fatos observáveis.”
  • “Viver para os outros não é somente a lei do dever, mas também a da felicidade.”
  • “Saber para prever a fim de poder.”

Obras de Auguste Comte

  • Opúsculos de Filosofia Social, 1816-1828
  • Plano de Trabalho Científico para Reorganizar a Sociedade, 1822
  • Curso de Filosofia Positiva, 1830-1842
  • Discurso sobre o Espírito Positivo, 1848
  • Discurso sobre o Conjunto do Positivismo, 1848
  • Sistema de Política Positiva, 1851-1854
  • Catecismo Positivista, 1852
  • Apelo aos Conservadores, 1855
  • Síntese Subjetiva, 1856

Fontes: Brasil Escola, História do Mundo, ebiografia

Imagem de destaque: Simposion