O maior arranha-céus do mundo será suspenso por um asteroide

Arquitetos de Nova York revelaram seus planos para um arranha-céu suspenso por um asteroide há 50.000 quilômetros no ar, é isso mesmo que você leu.

O escritório de arquitetura Clouds Architecture, revelou seu plano para a Torre Analemma – um arranha-céu que não só será o mais alto do mundo, mas também ficará suspenso por um asteroide que orbita a Terra.

De acordo com site da empresa, a torre vai usar o que eles chamam de Universal Orbital Support System (UOSS) para suspender o edifício com um asteroide em órbita através de cabos. Eles sugerem que no futuro o aproveitamento e manipulação de asteroides não será tão incomum, citando a missão da NASA de capturar e redirecionar um asteroide, planejado para 2021.

O arranha-céus será móvel e fará um trajeto de oito horas que cobre o Hemisfério Norte e Sul, viajando acima de grandes cidades como Havana, Cidade do Panamá e, claro, Nova York, retornando o arranha-céu à mesma posição no final de cada dia.

De acordo com o projeto, a torre será mais do que um arranha-céu enorme, será algo mais semelhante a uma cidade flutuante dividida em seções, incluindo uma seção de jantar / compras / entretenimento na parte inferior, escritórios comerciais, um jardim e setor agrícola, uma área residencial e até mesmo um local para cultos religiosos.

Ele ainda vai aproveitar ao máximo sua posição única e usar painéis solares para a energia e um sistema de filtro de condensação nas nuvens e água da chuva para fornecer água doce.

O projeto do arranha-céus é realmente incrível, mas será que não é apenas fantasia? Muitas perguntas surgem: Como as pessoas entram e saem? Como ele vai lidar com condições climáticas extremas? Como se mantém um asteroide tão próximo da órbita da Terra?

Talvez seja apenas um sonho, talvez seja um pensamento futurista genuíno, de toda forma apenas a ideia de uma construção com essa magnitude já é fascinante.

 

Artigo originalmente postado (em inglês) na IFLScience.
Imagens: Clouds AO


Comentários