Cientistas estão intencionalmente infectando olhos com vírus, o motivo vai te surpreender

Um pequeno ensaio clínico descobriu que a injeção de um vírus comum nos olhos de pacientes com degeneração macular relacionada à idade (DMRI), uma das principais causas de cegueira no mundo, pode deter e até mesmo reverter a progressão da doença.

Os resultados terão que ser replicados em um grupo maior de pacientes, mas os primeiros indícios sugerem que uma única injeção do vírus pode “reativar” o sistema imunológico natural do corpo e limpar o líquido que causa perda de visão permanente.

Embora atualmente existam tratamentos para DMRI, eles envolvem a aplicações de injeções no olho uma vez a cada quatro semanas, e para manter os benefícios é necessário receber essas injeções para o resto de sua vida.

Os efeitos colaterais dos medicamentos atuais incluem infecções oculares e um aumento no risco de acidente vascular cerebral.

Nada de injeções para resto da vida

O que a equipe da Johns Hopkins demonstrou em um punhado de pacientes é que, em alguns casos, pode haver uma maneira de deter e até mesmo reverter a progressão da DMRI com uma única injeção de um vírus chamado AAV2.

“Este estudo preliminar é um pequeno passo, porém promissor, em direção a uma nova abordagem que não só reduzirá as visitas médicas e a ansiedade e desconforto associado com as infindáveis injeções, mas pode melhorar os resultados a longo prazo”, diz um dos pesquisadores.

Dos 19 participantes do ensaio clinico, quatro mostraram melhorias dramáticas após uma única injeção viral, com a quantidade de líquido em seus olhos reduzindo de grave para “quase nada”. Outros dois pacientes apresentaram uma redução parcial na quantidade de líquido em seus olhos.

O outros 13 não tiveram tanta sorte, não apresentaram melhora após a injeção. Os pesquisadores perceberam que o organismo desses 13 pacientes produziam naturalmente anticorpos que atacavam o vírus AAV2.

A equipe acredita que essa proteção viral poderia ser comum em pelo menos na metade da população mundial. Por esse motivo é preciso um ensaio clínico muito maior para confirmar essa teoria.

É esperado que os casos de degeneração  macular relacionada à idade avançada aumente em mais de 100% até 2050. Logo, um tratamento que funcione em apenas metade dos pacientes com a doença poderia ainda mudar centenas de milhares de vidas.

 

Fonte: Science Alert
Imagens: Reprodução


Comentários