Esse teste desenvolvido por cientistas revela quão perverso você é

Um campo bastante novo na pesquisa de personalidade estuda traços “misantropos”: características que levam as pessoas a prejudicar outras pessoas ao seu redor para seu próprio benefício.

Psicólogos estabeleceram uma ” tríade sombria” de traços de personalidade prejudiciais: narcisismo, psicopatia (ou falta de empatia) e maquiavelismo (ou tendência a manipular os outros).

Qualquer uma dessas características torna uma pessoa estressante para aqueles ao seu redor. Juntas, elas somam estrategias egoístas para se dar bem às custas das outras pessoas.

Agora, alguns pesquisadores sugerem que um quarto traço deve se juntar à tríade: o sadismo, ou alegria em infligir dor sobre os outros.

O teste de sadismo

A fim de desenvolver um teste confiável para identificar um sádico, os pesquisadores criaram uma lista com 9 perguntas destinadas a cutucar direito no coração de uma personalidade sádica.

Os participantes foram convidados a dizer o quanto concordavam ou discordaram com uma lista de afirmações, usando uma escala de um a cinco. 1 significava “discordo completamente” e 5 “concordo completamente”.

Segue a lista com as 9 perguntas:

  1. Eu me divirto com as pessoas para que elas saibam que eu estou no controle.
  2. Nunca me canso de empurrar as pessoas.
  3. Eu machucaria alguém se isso significasse que eu estaria no controle.
  4. Quando eu zombo de alguém, é engraçado vê-lo ficar chateado.
  5. Ser mesquinho com os outros pode ser emocionante.
  6. Tenho prazer em zombar das pessoas na frente de seus amigos.
  7. Observar as pessoas entrarem em brigas me excita.
  8. Penso em magoar as pessoas que me irritam.
  9. Eu não feriria intencionalmente ninguém, mesmo se eu não gostasse dele.

No teste, os homens marcaram “muito mais pontos” do que as mulheres, quanto as traços negativos. Os resultados foram publicados na revista Personality and Individual Differences.

Os pesquisadores salientam que há muito mais trabalho a fazer no que eles chamam de avaliação da personalidade sádica (ASP). Mas eles esperam que o estudo desempenhe um papel significativo na forma que o sadismo é visto, em termos clínicos.

 

Fonte: Business Insider.
Imagem: Warner Bros.


Comentários