Túneis enormes encontrados no Brasil foram cavados por criaturas pré-históricas

Ao longo dos últimos anos, geólogos no Brasil e na Bolívia descobriram enormes cavernas que, segundo eles, não foram criadas por nenhum processo natural. Um dos geólogos, Heinrich Frank, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, rastejou dentro de um desses túnel na cidade de Nova Hamburgo. O túnel tinha cerca de 15 metros de comprimento, disse ele à Discover Magazine, e no final do túnel havia marcas de garra por todo o teto.

Frank disse que era provavelmente um “toca” escavada por uma espécie extinta de preguiça gigante, e após ter encontrado o primeiro túnel, ele começou a encontrar um atrás do outro. Perto da cidade de Porto Alegre, por exemplo, Frank e seus alunos encontraram outro túnel de 1,5 metros de largura, 20 metros de comprimento e cheio de marcas de garra. Eles estimam que o túnel um dia chegou a ter  76 metros de comprimento.

Em seu estado natal, o Rio Grande do Sul, Frank documentou pelo menos 1.500 tocas até agora. Em Santa Catarina ele encontrou outras centenas. “Nessas tocas, às vezes você tem a sensação de que há alguma criatura te esperando na próxima curva – é o quanto ela se sente em uma toca de animais pré-históricos”, diz ele.

Foram encontrados na área fósseis de três espécies de preguiças extintas, incluindo a Catonyx, Glossotherium e Lestodon , que pesavam várias toneladas. Algumas espécies de tatus, como Pampatherium , Holmesina ou Propraopus , que também estão extintas e eram ligeiramente menores que as preguiças, podem ter ajudado a construir esses túneis, dizem os especialistas.

 

Fonte: Mother Nature Network.
Imagens: Heinrich Frank / Robert Bruce Horsfall / Wikimedia Commons.


Comentários