A Terra tem um novo continente chamado “Zelândia”

As aulas de geografia podem mudar, até então nos ensinavam que na Terra existe seis continentes, África, Ásia, Antártica, Austrália, Europa, América do Norte e América do Sul. De acordo com um novo estudo, há um sétimo continente geológico chamado Zelândia!

A pesquisa

Os 11 pesquisadores por trás do estudo argumentam que Nova Zelândia e Nova Caledônia não são meramente uma cadeia de ilhas.

Em vez disso, ambos fazem parte de uma única placa de 4,9 milhões de quilômetros quadrados de crosta continental que é distinta da Austrália.

“Esta não é uma descoberta súbita, mas uma realização gradual, temos dados acumulados há 10 anos, e confiança na interpretação para escrever este artigo”, disseram em entrevista na GSA Today , uma revista da Geological Society of America.

Por que a Zelândia é quase certamente um novo continente

N. Mortimer et al./GSA Today

Os pesquisadores por trás do novo estudo levaram a ideia um enorme passo adiante, reexaminando evidências conhecidas sob quatro critérios que os geólogos usam para considerar uma laje de rocha um continente:

  1. Terra elevada relativamente alta do fundo do oceano
  2. Uma diversidade de três tipos de rochas: ígneas (originadas de vulcões), metamórficas (alteradas pelo calor / pressão) e sedimentares (feitas pela erosão)
  3. Uma seção de crosta mais espessa e menos densa em comparação com o fundo oceânico circundante
  4. “Limites bem definidos em torno de uma área suficientemente grande para ser considerado um continente em vez de um microcontinente ou fragmento continental”

Nas últimas décadas, os geólogos já haviam determinado que a Nova Zelândia e a Nova Caledônia correspondiam aos itens 1, 2 e 3.

Afinal de contas, são grandes ilhas que se afastam do fundo do mar, são geologicamente diversas e são feitas de uma crosta mais espessa e menos densa.

Quanto ao ultimo item da lista, os autores dizem: “é suficientemente grande e unificada o suficiente para ser um continente?”

Zelândia pode parecer quebrado vista por acima. Mas o novo estudo usou mapas de elevação e gravidade recentes e detalhados do  antigo fundo oceânico para mostrar que a Zelândia é de fato parte de uma região unificada.

 

Fonte: Science Alert.
Imagem da capa: Mopic / Shutterstock


Comentários