NASA anuncia que descobriu sete planetas habitáveis

Em uma das mais significativas descobertas de exoplanetas até o momento, a NASA acaba de anunciar que não um, mas sete  planetas do tamanho da Terra foram encontrados orbitando a zona habitável ou “temperada” de uma estrela a apenas 39 anos-luz de distância.

Pesquisas sugerem que pelo menos os seis planetas internos parecem ter massas parecidas com a Terra, são feitos de rocha e têm temperaturas de superfície que variam entre 0 a 100 ° C. A NASA está chamando-o de “sistema solar irmão” ao nosso, e diz que vários planetas poderiam potencialmente ter água líquida e talvez até vida extraterrestre.

A NASA fez o anúncio em uma conferência de imprensa ao vivo depois de fazer muita especulação sobre sua grande “descoberta além do nosso Sistema Solar”.

Image-2.-Credit.-NASA.JPL-Caltech

Os novos exoplanetas foram detectados orbitando uma estrela anã ultra-fina chamada  de TRAPPIST-1 , que está localizada  cerca de 39 anos-luz de distância do nosso Sol na constelação Aquarius.

Astrônomos liderados por Michaël Gillon da Universidade de Liège, na Bélgica, detectaram pela primeira vez três exoplanetas ao redor da estrela, em maio de 2016, usando telescópios terrestres.

Mas foi então que a equipe estudou mais de perto usando o telescópio espacial Spitzer da NASA que eles descobriram um adicional de quatro planetas no sistema.

Antes de ficarmos muito excitados, os pesquisadores enfatizam que ainda há muito mais pesquisa e análise a ser feita – particularmente no sétimo planeta mais externo, que só foi observado orbitando a estrela uma vez.

Por causa disso, nós ainda não sabemos quanto tempo esse sétimo planeta leva para orbitar TRAPPIST-1, ou como ele interage com os planetas interiores.

Veja uma comparação entre o nosso sistema solar e o sistema de TRAPPIST-1:

Image-6.-Crédito.-IoA.Amanda-Smith

 

Fonte: Science Alert.

Imagem da capa: NASA / JPL-Caltech


Comentários